Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

O fluxo natural das coisas

por Rodrigo Durante
O fluxo natural das coisas

Publicado dia 24/7/2020 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Inconscientes de quem verdadeiramente somos, criamos uma necessidade determinar, exigir e controlar o que e como as coisas acontecem para nós. Baseados em nossos medos, traumas, carências e sofrimentos em geral, acreditamos que temos razão em querer que algo seja exatamente como gostaríamos, mas sem considerar, no entanto, que exista algo muito maior e melhor acontecendo, além do que somos capazes de perceber.

Isolados do nosso ser, sustentamos uma maneira de viver a vida baseada na busca pelo amor, segurança e felicidade dentro da dimensão material, através das articulações do nosso intelecto. Criamos as "condições obrigatórias" do esforço e recompensa, do preenchimento de carências, da satisfação dos desejos, do apego correspondido, do sucesso profissional e financeiro, da boa aparência e muitas outras como forma de nos satisfazermos, de conquistarmos a felicidade que acreditamos estar fora de nós.

Presos em tantas buscas e obrigações, permitimos muito pouco espaço em nossa consciência para outras possibilidades de enxergar e vivermos nossas vidas, alimentando a dependência de que tudo seja do nosso jeito para estarmos bem. Agindo e sentindo há tanto tempo as coisas desta maneira, é muito mais provável que nos sintamos infelizes do que felizes, de tanto que limitamos nossa própria realização.

Felizmente, somos seres grandiosos, muito maiores do que nosso ego. Graças à nossa origem Divina, a vida trabalha de maneiras que nosso intelecto não consegue ainda compreender ou aceitar e, mesmo enquanto ficamos bravos porque algo não saiu como gostaríamos, nosso Eu Superior está utilizando de todos os acontecimentos à nossa volta para nos equilibrarmos e nos alinharmos com aquilo que nos trará a nossa maior realização, nosso (re)encontro com o ser.

Tudo o que vivenciamos é para nosso bem mais elevado. As dificuldades da vida acontecem por uma sucessão de escolhas que fizemos em desequilíbrio, em desalinhamento com o ser. Mesmo as tragédias que envolvem muitas pessoas, são orquestrações da própria vibração de cada um, sem desrespeito ao livre-arbítrio de ninguém. Por mais indefesa que a pessoa pareça, espiritualmente não há vitimismos e toda manifestação na matéria, toda situação vivenciada é um simples equilíbrio de energias que nós mesmos em algum momento criamos e/ou alimentamos.

Dessa forma, mesmo uma doença é uma cura. Uma perda é um ganho. Um trauma é uma quitação, um encerramento qualquer e a justiça está sempre acontecendo. Nada precisaria chegar neste nível de sofrimento se estivéssemos mais conscientes do ser e da necessidade de olharmos para nosso mundo interior, resolvendo nossas questões ainda no psicológico, antes que elas se manifestem desta maneira. Tudo em nossa vida pode ser muito mais fácil do que temos feito ser.

Buscando o ser antes de qualquer satisfação egoísta e aprofundando nosso foco para nosso mundo interior, seremos capazes de perceber as causas ou origens do nosso sofrimento e desconforto, aquilo que está por trás dos nossos desejos, mentalidades, comportamentos, posturas interiores, simples escolhas e firmes decisões. É assim que podemos curar e equilibrar nossas questões internas antes que elas precisem se manifestar para equilibrar as coisas sozinhas, involuntariamente.

A vida na Terra é tão Divinamente organizada que tudo nos conduz de volta ao perfeito equilíbrio com o Divino em nós. Nosso papel aqui é apenas o de nos alinharmos internamente com isso, facilitando assim que retornemos ao ser e evitando desta forma sofrimentos, pois não são necessários. O sofrimento é apenas uma criação mental, é a rejeição daquilo que se apresenta a nós. Trabalhar a aceitação então, movidos pela certeza de que estamos 100% do tempo amparados e de que tudo gira em torno de um plano maior que nos conduz para a felicidade suprema, é fundamental para nossa transformação e bem estar.

Com nosso ego, mentalidades e comportamentos em alinhamento e equilíbrio com o ser, vivemos internamente em perfeita paz, compaixão, felicidade, segurança, plenitude, abundância e bem-estar, sem dependências externas para isso. Cooperando com esta sintonia e em total aceitação do que cada momento apresenta para nós, compreendemos e permitimos o fluxo natural das coisas, fluindo de encontro ao ser!

Em Paz,
Rodrigo Durante
Texto Revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 30

Sobre o Autor: Rodrigo Durante   
Aprendendo a ser feliz e compartilhando tudo o que me faz bem! Atendimentos e workshops.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Quando a economia vai melhorar? Júpiter em marcha direta irá ajudar?
artigo Porque vínculos traumáticos abusivos são difíceis de romper?
artigo Kyudo 2
artigo Babaji - O padrinho espiritual secreto

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.








horoscopo



auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa