auravide auravide

O HOMEM CERTO PARA AMAR



A vida a dois ainda é vista como um desafio. São poucos os que têm o privilégio de sentir como prazer. Muitas mulheres acreditam que é difícil encontrar um homem do jeito que elas gostariam; acham que o melhor é manterem o que têm, do que estarem sozinhas; e outras pensam que é melhor ficarem sozinhas do que mal acompanhadas.

O que ocorre, na verdade, é que algumas mulheres não conseguem ver espaço para colocar um homem em sua casa. Para essas mulheres muitas independentes, isso acabaria com a sua liberdade; porém, é verdade que elas também não querem ficar sozinhas. Preferem manter relacionamento a distância. Quando esse relacionamento começa a ficar sério, já arrumam uma forma de acabar. Às vezes, mantêm um relacionamento à base de muito conflitos, onde desistem e depois voltam.

Essas mulheres conseguem perceber o que está causando esse mal-estar no relacionamento, porém não conseguem compreender muito bem o motivo; sempre justificam com algo que ele possa estar fazendo. O homem muitas vezes acaba por agir com desinteresse porque o relacionamento é incerto, o deixa inseguro e com dúvidas. A mulher também sente esse sentimento de insegurança. Os dois começam, sem perceber, a jogar o mesmo jogo.

O jogo é simples: consiste em deixar o outro inseguro. A relação é competitiva e a cada discussão, os dois vão colocando as inúmeras frustrações. Isso continua sempre, pois a intenção inconsciente é manter o conflito para o afastamento e depois, a reaproximação com mais apego e dependência. E através da situação de separação temporária, o casal sente a falta um do outro e passa a acreditar que se ama apesar de “tudo”.

Muitas mulheres trazem esse tipo de comportamento de experiências em sua família. Fica difícil para elas acreditarem no relacionamento. Muitos filhos assistem discussões dos pais e depois percebem que os pais ficam bem, que é natural. Quando isso se faz constante e existe desrespeito entre o tratamento dos pais, onde a criança percebe a mãe reclamando e desconfiando muito do pai e o pai também desrespeitando a mãe. Isso traz à criança um sentimento de alerta e insegurança, apesar dela não saber bem o que acontece. Às vezes pode tomar partido a favor do pai ou da mãe; tudo vai depender do relacionamento que tem com cada um. Se ela percebe o pai sendo injustiçado e acusar secretamente a mãe, pode ter um relacionamento ruim com essa mãe. Pode ter dificuldades para sentir amor prejudicando o seu desenvolvimento como mulher(a imagem de mulher, comeca do relacionamento com a mae). Se aprovar o pai e obtiver carinho e atenção dele, vai se sentir amada do lado masculino. Pode também ajudar em seu relacionamento com os homens, pois sabe se relacionar através da experiência que obteve com o pai, mas será insegura quanto à sua imagem feminina.

Podemos ter a situação inversa onde o pai não é aceito, ocorrendo dificuldades em aceitar os homens. A mãe ser aceita, poderá ter uma aceitação melhor da sua condição feminina, mas diante de situações de muito conflito na família pode gerar a cada filho um sentimento que irá repercutir quando formar a sua família.

São muitas as condições familiares que nos fazem sentir inseguros e desconfiados nos relacionamentos. Estou tentando exemplificar aqui para que você possa entender de onde surgem as crenças: homens são infiéis, só querem mandar, são incompreensivos, não têm diálogo, são egoístas, etc. O importante é saber que transportamos para nossas vidas as experiências que vivenciamos com os nossos pais.

O importante é compreender que nunca poderemos julgar nossos pais, por não saber o que ocorre na intimidade do relacionamento deles. Se aceitarmos e amarmos os pais apesar de tudo, poderemos nos desligar do sentimento de nossos pais, e assim, estaremos livres para nossas próprias experiências. Preste muita atenção no tipo de pessoa que você atrai e se está feliz. Se senti feliz no relacionamento, provavelmente conseguiu romper essas crenças e consegue amar com intensidade. Se não se sentir feliz no relacionamento é porque ainda se relaciona com conceitos e experiências que não são suas. Saiba que amando e compreendendo seus pais é que terá atração pelo homem certo para você, ou seja, livre de idéias e medos passados. Aprenda que seus pais tiveram as razões deles e que não compete julgarmos, pois não sabemos os verdadeiros motivos. Só podemos julgar os nossos próprios sentimentos, porque são vividos e sentidos por nós. Tudo o que julgar fora de você será passível de erro.

Se possível aproxime-se da sua familia e perceba se é possível estar com eles sem exigências. Pense se é o pai ou a mãe que possui mais dificuldade, comece a conhecê-lo(a) novamente como se estivesse encontrando-o(a), depois de um longo tempo. Retire toda carga e siga para a realidade do momento. Observe os seus pensamentos e veja o quanto está carregado do passado.
Pare de acessar o passado e de dar importância a ele. Acorde para o novo de cada dia, sinta mais o estar com ele(a). Pense menos.

O homem da sua vida será escolhido por você quando se desligar das crenças que criou. Se conseguir entender a origem dessas crenças o seu comportamento estará livre da insegurança e das armaduras que o impedem de amar sem reservas. Sentir-se-á aberta e muito linda para amar.

O verdadeiro amor só pode existir na companhia de alguém em quem você confia e ama sem reserva. Siga a sua felicidade interna. Ela saberá dizer quando você está atraindo o *homem certo* para amar ou apenas um homem para poder controlar e competir de acordo com os seus pensamentos.

Pense nisso.

Texto revisado por Cris


Publicado dia 5/6/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 15




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa