auravide auravide

O parceiro ideal

por Maria Silvia Orlovas

Publicado dia 19/3/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Recebi Angela para uma sessão de Vidas Passadas depois de dois anos. Na verdade, nos conhecemos há uns cinco anos num workshop sobre Magia Feminina. Ela, médica ginecologista e interessada na parte espiritual, sentiu-se chamada pelo tema; depois desse encontro outros se seguiram. Não perdemos o contato porque achei que ela, como médica, teria o que acrescentar nas minhas pesquisas sobre o universo feminino e, assim, de tempos em tempos trocamos e-mails e conversamos. Quando ela voltou, fiquei feliz em revê-la.
Já com seus 50 anos e dois filhos criados, não aparenta sua idade. Com uma forma interessante de colocar seus pensamentos e idéias, ela é sempre uma boa companhia; porém, confessou-me que foi justamente por se sentir sozinha que ela veio novamente ao meu encontro.

“Maria Silvia, quero lhe dizer que estou muito bem. Segui todas as orientações que recebi no nosso último encontro. Fechei alguns projetos importantes e, profissionalmente, sinto-me recompensada. Harmonizei também minha história com a minha filha que mora na Europa e, hoje, apesar da distância, nos damos bem, mas não consigo encontrar um companheiro”. Disse ela suspirando como uma adolescente.
O que me impressionou porque não esperamos que uma mulher madura e bem sucedida ainda se sinta como uma adolescente suspirando por um amor.
Paixão não tem idade, expectativas amorosas também não têm. E quem ainda não encontrou a cara metade continua procurando. Isso é um fato.
Mas o que realmente as pessoas procuram no parceiro?

Minha cliente comprometida com a vida espiritual, muito estudiosa deste assunto e vivida em relação a encontros afetivos, afirmou que estava procurando um parceiro ideal...

“Parceiro ideal?” Imaginei que uma mulher inteligente como ela não tivesse mais esse tipo de ilusão. Aliás, poderia não ser uma ilusão, ela poderia estar realmente de peito aberto para viver um amor. Mas seria esse o caso?

Na sessão de TVP que se seguiu apareceu uma moça da realeza que buscou fora do casamento de conveniência que vivia, um amor verdadeiro, mas sua busca era também de um homem rico, poderoso que pudesse tirá-la de sua realidade limitada e triste.
Ela queria um homem forte, integro, um verdadeiro príncipe encantado. Assim viveu muitos romances infrutíferos.
Seu então marido, muito mais velho que ela, aceitou a situação porque nada tinha a perder. Ela sem perceber os caminhos tristes que estava percorrendo foi se afundando emocionalmente desejando com desespero ser salva do sofrimento que trouxe para si mesma.

Na volta da sessão, Angela me disse: “Maria Silvia é exatamente isso que acontece comigo. Busco um homem forte, um homem poderoso porque conquistei muitas coisas na minha vida e não suportaria viver com um fraco, mas o que tem acontecido é que exijo muito de meus possíveis parceiros e depois acaba acontecendo de me relacionar com uma pessoa que se mostra confusa, complicada e aceito isso. Não entendo por que...”

“Quer dizer que você exige demais e acaba aceitando muito pouco?” Perguntei para ajudar esclarecer o que estava acontecendo com ela.

“Exatamente isso, exijo um homem poderoso e aceito qualquer um”, disse ela entristecida.

“Você não acha que está na hora de deixar de idealizar as pessoas e se abrir para conhecê-las de verdade?”

A pergunta que fiz para Angela com certeza serve como uma reflexão para muitas pessoas pois, no desejo de encontrar um parceiro ideal, acabam idealizando seus companheiros e terminam ficando muito carentes. O tempo passa, o parceiro ideal não aparece, a carência toma espaço e aí qualquer um que aparece acaba ocupando a vaga de alguém especial... A fantasia toma lugar da realidade e o sofrimento se instala porque o sonho não se concretiza. O que fazer? Deixar a vida fluir naturalmente.

Minha amiga que conhecia visualizações estava, inclusive, usando erroneamente essa poderosa técnica pensando atrair alguém dentro de suas exigências. Imaginava um homem lindo, forte, rico, poderoso como se existisse um padrão fixo de pessoas bem sucedidas. Para aliviar essa carga, trabalhamos a aceitação e a entrega ao divino deste desejo legítimo de sua alma.
Entrego, Confio, Aceito e Agradeço - nessas horas é o poderoso mantra da entrega do sonho do amor.

Mude sua vida, invista em você!

Se você deseja ter contato com Maria Silvia e saber mais sobre seus cursos, grupos e atendimentos venha conhecer o Grupo de Meditação que ela coordena.

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 664

foto-autor
Sobre o Autor: Maria Silvia Orlovas   
Maria Silvia Orlovas é uma forte sensitiva que possui um dom muito especial de ver as vidas passadas das pessoas à sua volta e receber orientações dos seus mentores.
Me acompanhe no Twitter e Visite meu blog
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa