auravide auravide

O Poder das Palavras



Aprendemos a compreender o mundo nomeando a tudo com nossa linguagem, através das palavras. Nosso pensamento também é palavra pois só pensamos através delas. Cada palavra que

expressamos têm efeito em nossas vidas e nas dos outros à nossa volta. Uma palavra mal colocada pode destruir um relacionamento e uma bem colocada pode fazer milagres.


"Mas as palavras são importantes em nossas vidas, não podemos viver sem elas. "

 

Freud dizia que, em alguns momentos das nossas vidas, as palavras perdem o sentido ou parecem inúteis, e, por mais que procuremos uma forma de empregá-las elas parecem não servir.

As palavras podem ter efeito positivo ou negativo, tanto faladas como em pensamento. Palavras ditas ou pensadas afetam não só a nós mesmos, mas também os outros ao nosso redor, influencia relacionamentos, ambientes, infestam locais, iluminam outros.

Por pensarmos através de palavras, cada ideia é expressão de nossos pensamentos. Assim, as palavras são reflexos de nosso interior, de nossos pensamentos.

Segundo um antigo provérbio tibetano :


“As palavras não têm nem pontas, nem corte, mas podem ferir o coração de um homem”.


Desta forma, uma palavra rude pode agredir ou acalentar, condenar ou libertar, adoecer ou curar, dar esperança ou tirá-la, fazer alguém triste ou feliz. Palavras têm a ver com escolhas.

É através das palavras que nos conectamos uns aos outros e através delas nos relacionamos, com elas expressamos sentimentos, intenções e nos comunicamos. Algumas vezes elas comunicam

sem dizer nada, no silêncio, pois mesmo quando as guardamos dentro de nós, elas encontram uma forma de expressar-se mesmo que de forma sutil, subjetiva.

Palavras em um poema emociona, em um drama nos interioriza, dada como elogio nos alegra e nos fortalece, em uma crítica pode nos derrubar ou nos mostrar onde estamos errando.

Algumas vezes elas são utilizadas de forma dissimulada, proferimos algumas palavras tentando esconder algo que nos magoa, mas elas quase sempre nos traem e nosso interlocutor percebe pois

falta autenticidade. Elas também nos trai, quando escapam em nosso discurso, delatando coisas que queriamos esconder.

Palavras são empenhadas em promessas, compromissos ou usadas para amaldiçoar e para ferir alguém, para pedimos ajuda ou quando emprestamos nossos ouvidos a um amigo, ouvindo suas

palavras de sofrimento.  E neste momento podemos utilizá-las para consolar, dar uma palavra de consolo.

Nos enganamos a nós mesmos com palavras racionalizadas, dizendo algo diferente do que sentimos em nossos corações.

 

"Podem ser utilizadas como arma contra um outro, mesmo quando não as pronunciamos,"

 

pois omiti-las em dados momentos agride a pessoa que esperava por elas. Optamos pelo silêncio para ferir a outra pessoa. Quando a falta delas machuca o outro, nos machuca também, pois apesar de as omitirmos elas estarão sempre lá, aprisionadas dentro de nós.

Desententimentos, brigas em relacionamentos muitas vezes são apenas falta de usarmos as palavras certas no momento adequado, um não entende o outro, usam palavras erradas ou

ambos não querem mesmo entendê-las.

Elas nos atormentam quando temos que optar por um "Sim" ou "Não", principalmente se depois que a proferimos percebemos que dizemos uma deles querendo dizer o outra ou mesmo as negando

as que encontram-se dentro de nós, negamos o que sentimos. Algumas vezes as palavras são omitidas, para evitarmos dar um elogio ou declarar que amamos alguém, muitas vezes isso ocorre por

simples orgulho ou quando temos conhecimento de algo grave e por alguma razão achamos melhor nos omitirmos e quando isso ocorre, sempre elas ficarão nos remoendo talvez por toda a vida. Pois

elas não se apagam nunca.

 

Podem corromper, com elas trai-se aos outros e a nós mesmos. Proferida em dissonância com nosso coração, causa doença dentro de nós, ou quando guardamos o que devia ter-se dito, palavras

que deixamos de "por pra fora", desa bafar.

""Por que não darmos mais valor ao poder que elas têm em nossas vidas" 

e o seu efeito na vida dos outros com quem nos relacionamos? Elas acumulam um poder que pode determinar nosso futuro, sucessos e insucessos, felicidade e infelicidade, mas não só à nós, mas

à todos com quem convivemos. É certo que são poderosas e também que podemos escolhê-las com cuidado, está em nossas mãos as usarmos de forma sábia, justa, sincera e autêntica, construtiva

e saudável, cultivando as positivas e deixando de lado as outras nem tanto. Só depende de nós. Agora me dê sua palavra que vai pensar sobre isso...
 


Publicado dia 25/7/2018
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 34



foto-autor
Autor: ROBERTO DANTAS   
Roberto Dantas é psicoterapeuta holístico em São Paulo, onde realiza atendimentos em Terapia Transpessoal e Hipnoanálise, desde 1999. (Metrô Trianon e Metrô Santana) Contatos com o autor: E-mail: psicoterapeuta@outlook.com.br – Whatsapp: 11 9 8330 3302
E-mail: psicoterapeuta@outlook.com.br | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa