auravide auravide

O que é beleza afinal? Parte 1


Facebook   E-mail   Whatsapp

Cada um de nós é uma obra de arte do Criador. A natureza é de uma diversidade infinita e aí está a beleza da vida. Eu acho que todas as pessoas possuem algo de bonito e são lindas, atraentes, cada uma à sua maneira. Uma mulher gordinha, por exemplo, pode ser considerada "voluptuosa", "sexy". E os homens a verão dessa maneira se ela tiver esta auto-imagem. Eu sou baixinha (tenho 1, 45 m), mas e daí? Como diria Roberto Carlos, tenho "essa coisa delicada, coisa de mulher pequena..." Aliás, eu tenho 40 anos, estou "cheinha", uso óculos... Eu sou a musa do Roberto! (Risadas) Brincadeirinha à parte, tenho um belo rosto, lindos olhos verdes e pés, orelhas, nariz pequenos, delicados. Puxa, acho que sou lindinha e quero que um homem aprecie o que tenho de bonito, e não que ele fique sonhando com uma "top model" enquanto está comigo! Já me senti desvalorizada por alguns ex-paqueras, mas encontrei um homem que me adora e me acha linda do jeito que sou! Que coisa boa, não é? Eu já escrevi anteriormente que sou baixinha e tenho jeito de menina. Mas eu aparento ser mais jovem do que sou e tenho a experiência de uma mulher de quarenta anos - uau, que fantasia sexual, hein? (Risadas) É claro que eu poderia querer aparentar a idade que tenho, inclusive para ser respeitada como  mulher que sou. Mas se eu tenho jeito de menina, sou assim e pronto! Chega de querer ser quem eu não sou! Bem, eu fiz uma apologia de mim mesma porque estou aprendendo a me curtir, a me amar. Cansei de me sentir uma coitadinha! "I love myself and I Know who I am!" (Esta frase é parte de uma canção da Nina Hagen.) "I am what I am, I am my own special creation..." ("I am what I am", Gloria  G.)

Também quero comentar que sexo não envolve só a aparência física; sexo também é cabeça. Eu me arrisco a dizer que sexo é principalmente cabeça - basta lembrar que a impotência, por exemplo, é geralmente causada por fatores psicológicos. E o tesão depende de como uma pessoa vê a outra. Eu acho que uma pessoa charmosa, interessante, ousada, safada, romântica, poética, sexualmente criativa, sensual, gentil, carinhosa, amorosa, experiente, vaidosa, que saiba explorar as partes bonitas do seu corpo, que tenha consciência da sua energia sexual - sendo que esta energia se torna sua "aura" - , etc. se torna tremendamente, tremendamente "sexy". Eu li várias histórias sobre homens e mulheres que realmente não correspondiam aos padrões de beleza e que foram considerados muito atraentes - estas pessoas eram bonitas à sua maneira e tinham consciência da sua energia sexual, além de outros fatores que as tornaram irresistíveis aos olhos de outros homens e mulheres. Jean Paul Sartre, por exemplo, não era bonito, mas conseguiu conquistar várias lindas mulheres. E Edith Piaf também não correspondia aos padrões de beleza da época, mas conquistou vários homens, além dos apaixonados fãs.

Mais um recadinho para aqueles que estão precisando de um trato na autoestima: as pessoas têm os gostos mais diversos e existem pessoas que combinam com você.

Acho que também é preciso lembrar que a beleza é algo superficial e transitório. Eu acho que é bom nós termos consciência disso. Quero que o homem que está ao meu lado tenha isto em mente. Qualquer um está sujeito a perder sua beleza de uma hora para outra e todos nós envelheceremos um dia. Se bem que eu acho que no final das contas todas as pessoas serão sempre bonitas. Uma pessoa idosa continua sendo bonita, principalmente se cuidar de si mesma, da sua saúde e tiver um espírito bonito, jovem. Eu acho lindo quando vejo um casal de velhinhos e percebo através do olhar deles que eles se amam e que vêem um no outro uma pessoa linda, o(a) companheiro(a) de toda uma vida. Um outro exemplo da transitoriedade da beleza: depois de ter um filho, o corpo de uma mulher dificilmente voltará a ser o mesmo. Então o que se espera é que os homens que se tornaram pais respeitem as mães de seus filhos, não é verdade? Acho que as críticas (se alguém achar realmente necessário fazer críticas, talvez com a intenção de que o outro cuide mais de sua saúde...) devem ser feitas no momento certo e da maneira certa...

Outra observação que considero muito importante: atitude é tudo! Relembrando o filme "A cor púrpura", qual é a diferença entre Miss Celie, a submissa e sofrida dona de casa, e Shug Avery, a vibrante cantora? A atitude, claro! É claro que a postura submissa e a baixa autoestima de Celie no começo da história podem ser explicados pelo histórico da personagem, pela opressão e pelos abusos que ela sofreu. O mais bonito é que no fim da história Celie consegue se reinventar e muda radicalmente de atitude! "Miss Celies blues" é uma das minhas canções favoritas! Mais um exemplo de atitude: Tina Turner. Ela é um fenômeno da natureza! Depois dos setenta anos continua bonita, em forma e cheia de energia! Quando eu crescer quero ser um pouco como ela! Ainda falando sobre atitude, lembrei-me que certa vez que certa vez eu saí a noite e estava produzida, maquiada, usando vestido curto e sandálias de salto alto. Mas eu não estava me sentindo bonita... Naquela noite nenhum rapaz reparou em mim. Em outra ocasião eu estava vestida de maneira simples, mas estava me sentindo bem comigo mesma. Eu estava caminhando pela rua e um rapaz falou para outro: "Olha só que menina bonitinha!" É, atitude faz toda a diferença!

Ao que parece os valores essenciais foram deixados de lado e a mídia incentiva a superficialidade. O que realmente importa? Ser uma pessoa que corresponde aos padrões de beleza ou ser de fato uma bela pessoa? Fazer de tudo para ser mais "bonito(a)" ou procurar fazer o bem? Ser esbelta, ter a pele perfeita, vestir-se muito bem, usar sapatos de salto alto ou procurar crescer como pessoa? É claro que se cuidar é saudável, é bom,  principalmente se a pessoa partir da premissa de que adotou bons hábitos porque se ama. A vaidade não é um pecado tão grave assim, não é verdade? O que não faz bem é se tornar escravo(a) dos padrões de beleza.

A mídia vende um padrão de beleza inatingível para a maioria das pessoas, simples mortais. Nós não deveríamos nos deixar influenciar pelas mensagens dos meios de comunicação. E aqueles que "compram" estas idéias e dispensam pessoas que não correspondem aos padrões de beleza podem ser considerados tolos, pois podem estar perdendo oportunidades incríveis!



Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 21


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Patricia M. Barros   
Sou jornalista e advogada. Atualmente sou funcionária pública e estudante de psicologia e psicanálise. Sempre me interessei por questões que envolvem comportamento e o desenvolvimento pessoal. Espero contribuir um pouco para o bem-estar e felicidade de algumas pessoas!
E-mail: patriciambarros@zipmail.com.br | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa