auravide auravide

O que é ser feliz? Inteligência Quântica 2: muito além da Lei da Atração



Através do exemplo de uma pessoa atendida por mim em terapia, vou mostrar como é possível ser feliz, bastando que se passe a admitir a possibilidade de ver as coisas de uma maneira diferente, o que se refletirá em uma mudança rápida na estrutura do corpo quântico, onde são armazenadas as marcas que produzem os estados de tristeza, de dor, de mágoa, etc. Através dessa mudança de estrutura do corpo quântico, abre-se espaço para a felicidade.

A pessoa atendida por mim apresentava um quadro bastante complicado em seus níveis de colesterol, glicose, triglicerídeos, etc. Como ela manifestou várias situações atuais e do passado que a incomodavam, iniciamos o tratamento fazendo um levantamento daquilo que lhe causava desconforto, tristeza e mágoa. Constatamos também que seu estado de saúde piorou, quando passou a se fixar em pensamentos que reforçavam sua insatisfação com as questões que a incomodavam. Na verdade, esses pensamentos tomavam grande espaço em seu campo mental, impedindo-a de estar no agora e de sentir a vida como seria o ideal.

Contou-me que não suportava viver no edifício onde morava, porque no térreo havia uma moradora que, uma vez por mês, lavava as janelas de seu apartamento por fora com uma mangueira e que elas, há algum tempo, haviam discutido por causa disso. Segundo ela, era injusto pagar pelo desperdício da outra, tendo em vista que a conta de água era coletiva. Perguntei a ela quantas pessoas moravam em seu apartamento, ao que me respondeu quatro. Perguntei ainda quantas moravam no apartamento de sua vizinha, ao que me respondeu uma. E, se algum de seus vizinhos havia reclamado da água que sua família gastava nos banhos, ao que me respondeu que nunca recebeu nenhuma reclamação.
É claro que não está apenas nessa briga a causa de sua má saúde e insatisfação. Essas são duas conseqüências apenas cujas causas estão nas escolhas que fez, nas conseqüentes marcas que criou em seu corpo quântico e no tipo de pensamento que cultiva.

Mostrei que, com um comportamento inadequado, enquanto ela ocupava sua mente com pensamentos de revolta e contrariedade, seu corpo carregava uma carga permanente de dor que se refletia em todas as células de seu corpo, ocasionando sérios desequilíbrios em seu Campo Quântico, o que afetava inclusive sua saúde física. Assim, com a abordagem que trabalhamos, ou seja, através da reprogramação de sua memória celular, em poucos meses, seus índices sangüíneos atingiram a normalidade.

As pessoas precisam saber que constantemente seus "porões" são remexidos ao longo de sua rotina diária, o que acaba as levando a ver as coisas sob a influência do passado, ou seja, das impressões que guardaram, em seu corpo quântico, em outro momento. Isso acontece, porque existe uma tendência humana de perpetuar emoções antigas. Afinal, quase todas as pessoas carregam, em seu Campo Quântico, um somatório de antigas dores emocionais.

Precisamos então eliminar de nosso corpo quântico as marcas que atrapalham nossa evolução, ou seja, que nos fazem perpetuar erros. Veja que, se, no corpo quântico de determinada pessoa, existir uma marca que a leve a se comportar de maneira egoísta, ela continuará sendo egoísta, até que essa marca seja eliminada através de um trabalho de reprogramação da memória celular.

Dessa forma, para uma pessoa que não vive o agora, as situações já vividas influenciam o momento atual, o que significa que um problema vivido hoje será visto com todo o peso do que a pessoa já sofreu no passado. Na verdade, os pensamentos sobre o passado a dominam, tornando-se fardos que dificultam o fluxo de energia em seu corpo quântico e impedindo a completa e natural saúde de suas células. Pelo fato de não viver o agora, a pessoa de nosso exemplo descarregou, em sua vizinha, toda a mágoa e raiva que foram registradas, em seu corpo quântico, em situações vividas em outros momentos.

Dependendo da pessoa, o problema fica em sua memória celular por semanas, e até mesmo anos, ocasionando doenças como o câncer, por exemplo. Quando está latente, ele cai no esquecimento, até ser despertado por outro acontecimento de natureza semelhante. Mas, mesmo estando armazenado no inconsciente, ele influencia todo o corpo, não permitindo que se viva em paz. Por isso precisamos aprender a não manter ativa a lembrança de acontecimentos e situações, mesmo que sejam agradáveis. Em vez disso, precisamos desenvolver confiança no agora e saber que tudo o que acontece tem uma organização perfeita e definida pela sabedoria de nosso espírito. Dessa forma, nossa vivência no agora se torna prática constante, e mudamos nossa identidade para o hoje, o que permite que tudo seja sentido e percebido a partir da compreensão de nosso espírito.

A respeito das questões que levantamos, não podemos esquecer, no entanto, que, antes de tudo, é preciso querer ser feliz. Isso mesmo. Parece improvável, mas são muitas as pessoas que preferem ser infelizes e que se esforçam em mostrar ao mundo sua grande infelicidade. Não há dúvida de que é mais fácil ser infeliz do que ser feliz. Afinal o infeliz recebe mimos, atenção, não é invejado e não é tão cobrado. Quem terá coragem de cobrar qualquer coisa de um infeliz?

Também não podemos avançar em nossa busca de entendimento sem compreender o que é ser feliz. Que a felicidade se manifesta através de sensações de euforia, de paz, de contentamento e de leveza até, todos sabemos, mas é preciso que se compreenda que está no corpo quântico a origem de todas as nossas sensações. Você talvez nunca tenha sentido em plenitude todas essas sensações. Pode ter sentido algumas e não ter sentido outras. Pode até já ter sentido todas, mas em diferentes níveis, graduações. Em todos os casos você, já experimentou a sensação de felicidade pelo menos por alguns instantes. Será mais feliz quem possuir mais pontos de luz no corpo quântico.

Precisamos tomar consciência, no entanto, de que, em nosso atual estágio de evolução, a maioria de nós não vai estar em estado de felicidade constantemente. Faz parte das estratégias de crescimento que escolhemos, com a sabedoria de nosso espírito, passar por situações de prova. E aqui chegamos em um ponto crucial. Realmente escolhemos desafios a vencer, mas o quanto vamos sofrer em função deles depende de nossa forma de ver as coisas. O que estou colocando pode lhe parecer óbvio, mas a maioria das pessoas não possui o hábito de procurar ver as coisas sob ângulos diferentes, a fim de analisar as situações e ver o que pode aprender com elas. Se vissem os acontecimentos como escolhas de crescimento, aceitariam os desafios, cresceriam com o que cada um traz e não se sentiriam infelizes vítimas da roda da vida.

Com isso, vemos que podemos aumentar nosso estado de felicidade, em que a tranqüilidade é o início de tudo. Investindo mais, poderemos ser mais felizes, nunca esquecendo que situações de dor, de insatisfação e de desconforto aparecerão, dependendo, como já disse, do quanto sofreremos por elas.

Uma boa forma de fazer isso é adotar os comportamentos quânticos que eliminam gradativamente do corpo quântico as marcas que atrapalham nossa caminhada, abrindo espaço para o entendimento de nosso real sentido de viver, fluxo natural de Inteligência Quântica.

Visite: blog.jorgemenezes.com.br

<
Publicado dia 24/11/2007
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 31



foto-autor
Autor: Jorge Menezes   
Os livros de Jorge Menezes podem ser adquiridos em seu site www.jorgemenezes.com
E-mail: jm@jorgemenezes.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa