auravide auravide

O que falta à ciência?

por Flávio Bastos

Publicado dia 14/2/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Enquanto a ciência insistir em observar os fenômenos espirituais pelo viés materialista, pela tendência histórica, não conseguirá compreender, assimilar ou muito menos comprovar tal conteúdo, pois o mesmo encontra-se sutilmente desenvolvido entre as áreas da percepção extra-sensorial e o nível de consciência do indivíduo.

Enquanto a ciência insistir em analisar no indivíduo comportamentos de origem psíquica, permanecerá com a sua visão parcial e obstruída para outros níveis de manifestação do inconsciente humano que não seja somente o psíquico de uma vida.

Enquanto a ciência insistir em negar o milenar conhecimento das culturas orientais sobre a transcendência humana, estará fechando seus olhos e ouvidos para a possibilidade da existência de níveis diferenciados de consciência.

Enquanto a ciência não se dedicar ao profundo estudo da psique humana, estabelecendo conexões entre os seus diversos níveis de consciência, não compreenderá que os comportamentos ditos patológicos ou sadios não passam de manifestações psico-espirituais destes mesmos níveis.

Enquanto a ciência não se libertar dos resquícios da Idade Média, quando admitia-se somente a meia-verdade, continuará não entendendo o significado da outra meia-verdade, que ao se completarem atinge o nível de sabedoria.

Enquanto a ciência não perceber que tudo está conectado entre si, inclusive a percepção de que ela própria encontra-se interconectada com as manifestações transcendentais da espiritualidade humana, permanecerá não concebendo o ser na sua integralidade bio-psico-sócio-espiritual.

O que falta à ciência é a sabedoria da verdade completa.

Psicanalista Clínico e Interdimensional
flaviobastos

Texto revisado por: Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 13

foto-autor
Sobre o Autor: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva, Psicoterapia Reencarnacionista, Terapia Floral, Psicoterapia Holística, Parapsicologia, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa