auravide auravide

OBSESSÃO OU ENCOSTO - 3ª PARTE

por Paulo Cesar do Sacramento

Publicado dia 4/3/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


No artigo de hoje, descreverei uma das muitas experiências que aconteceu comigo.
Antes quero salientar que nos hospitais psiquiátricos, pelo menos, no mínimo a metade dos que lá estão internados apesar de terem sido diagnosticados como loucos, não o são. Esse mínimo de cinqüenta por cento aos quais eu me refiro, com certeza só foram diagnosticados pela medicina convencional humana, sendo deixada de lado a medicina invisível ou espiritual. Eles não conseguiram fazer o tratamento desobsessor que são oferecidos pela maioria das comunidades religiosas existentes simplesmente porque o obsessor foi muito mais forte do que ele e não deixou que ele procurasse alguma dessas comunidades, e se procurou não conseguiu permanecer muito tempo pois era arrancado de lá pelo(s) seu(s) obsessor(es).
Na experiência que eu tive aprendi que devemos orar pelos desencarnados sempre que possível, inclusive nossos parentes que se foram. Em hipótese alguma, mesmo que detestássemos alguém em vida encarnada, devemos falar mal deles. A oração os acalma, mas referir-se a eles com sentimento de mágoa ou raiva provoca o mesmo sentimento por parte deles contra nós e, sinceramente, nós os encarnados sairemos mais prejudicados do que eles. Percebi isso porque todas as vezes quando conversávamos, eu e minha esposa “batendo aquele papo” e ela começava a falar dos defeitos de caráter da irmã, já desencarnada, logo, alguns minutos após, nos desentendíamos por coisas mínimas e ficávamos magoados um com o outro. A última vez que “brigamos”, já desconfiado, esperei que ela fosse dormir e acendi no quintal uma vela para a irmã dela que eu nem cheguei a conhecer e fiz uma oração em sua intenção.
No dia seguinte, quando acordamos parecia que não tinha havido desentendimento nenhum, foi como nada tivesse acontecido. Eu não disse o que tinha feito pela irmã dela e por nós, é claro, na noite anterior.
Passou-se algum tempo e em conversa, minha esposa já ia fazer citações de censura sobre a irmã dela quando eu a adverti. Contei a ela o que tinha acontecido da última vez que ela censurara as atitudes da irmã e a decisão que tomei logo após ela ter ido dormir. Pedi então para que ela não fizesse mais isso e sim que orasse o mais que pudesse em prol do espírito da irmã e do seu próprio.
Muitos só acreditam nos seus cinco sentidos, que convenhamos não serem muito confiáveis. Os nossos cinco sentidos não trabalham em comunhão, ex: a pessoa é atingida por um raio que ela vê, mas não ouve barulho porque ele vem depois; um vaga-lume quando acende a poucos centímetros do chão num local totalmente escuro provoca um clarão centenas de vezes maior do que seu próprio tamanho, poucos não sairiam correndo pensando que fosse um “fantasma”. Eu não corri porque não podia abandonar meu local de trabalho, e após tomar coragem e me aproximar é que eu vi que era um bichinho do tamanho de um grão de feijão.
O nosso corpo limita a potencialidade do nosso espírito. Acredito que depois de desencarnado ficaremos estupefatos com as coisas que não conseguimos perceber quando em vida corpórea.

Paulo César
Fonte: Deus
Autor: Minha Centelha Divina
04/03/2008

Texto revisado por: Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 16

foto-autor
Autor: Paulo Cesar do Sacramento   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Qual é a sua ambição?
artigo Porque estamos novamente falando da Era de Aquário?
artigo O Universo num Corpo Humano
artigo A noite escura, de são joão da cruz

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa