Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Os conservadores que me perdoem, mas conservar o quê?

por Paulo Tavarez

Publicado dia 23/1/2020 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Você está feliz com o mundo tal qual ele se apresenta? Está satisfeito em observar tanta desigualdade? Deseja realmente manter as tradições? Acha mesmo que a verdade encontra-se nos cânones de sua igreja? Confia plenamente nos discursos daqueles que estão no poder criando e executando leis que privilegiam apenas uma minoria? Acha mesmo que existam raças privilegiadas, nações abençoadas e cidadãos que pertençam a castas superiores? Pensa que os ensinamentos de Cristo realmente dão respaldo ao pensamento excludente e egoísta dos que pregam a meritocracia?

Se você pensa dessa triste forma, você é um conservador, um indivíduo incapaz de compreender que não há o que conservar, pois tudo na vida é movimento e mudança, tudo está sujeito a transformações e a inércia postulada por ideologias conservadoras não integra o indivíduo com o ecossistema, pois não promove a inclusão. Ele pensa na humanidade a partir de um perverso sistema de castas, mesmo que muitas vezes disfarçado por discursos cristãos distorcidos.

Se você for uma pessoa conservadora, pense o seguinte: se toda a dinâmica do Universo se desenvolve dentro de um viés evolutivo, por que você acha que seria diferente com você? Por que você pensa que seria diferente também com o sistema? Você precisa mudar, o sistema deve mudar, as tradições precisam mudar, tudo é mudança, essa é a Lei Natural.

Imagine se uma ave insistir em continuar presa dentro do ovo e negar-se a quebrá-lo por medo de mudanças e preocupações com incertezas. Imagine se ela insistir nessa condição por acreditar que em outro cenário perderia o controle e estaria sujeita a desconfortos imprevisíveis. Muito bem, se você imaginou, já sabe que é justamente isso que acontece com aqueles que se julgam conservadores.

O conservador parte de um pressuposto equivocado, pois entende que não há o que mudar, que todo o modelo existente é perfeito e que tudo já está escrito, basta cumprir a lei. Não entende o que é o amor de uma forma holística, não consegue olhar de forma sistêmica e integrativa para o mundo, por fim, acredita no "dente por dente e olho por olho", como solução.

Um jovem infrator, daqueles que causam problemas em uma comunidade, na visão do conservador, precisa ser encarcerado, pois para ele o jovem já é todo o problema. O conservador não entende que foi o sistema que produziu essa distonia, não consegue observar os componentes que criaram as condições para que surgissem criminosos na comunidade. Não olhou aspectos que poderiam ter chocado esse ovo de serpente como a falta de itens básicos do tipo: educação, esporte, emprego, capacitação profissional, oportunidades etc..
O conservador não entende que manter esse sistema perverso irá apenas colocar outro jovem no lugar daquele que foi preso, tudo isso porque uma ação cartesiana, de A para B, não resolve nada, pois a polícia apenas estará enxugando gelo. O jovem é apenas uma das moscas que estão envoltas da grande ferida social; se não tratar a ferida, outras moscas irão aparecer. Mas o conservador não pensa assim, pelo contrário, o seu discurso segue sendo aquele do "bandido bom é bandido morto". Qualquer ação horizontal, voltada para o tratamento de uma demanda social irá exigir recursos que o conservador não aceita pagar, ele quer o Estado liberal e acredita realmente na mão invisível que tudo resolve.

Os conservadores não querem a mudança do sistema, querem conservá-lo, querem as Instituições trabalhando para mantê-los em seu ‘dolce far niente’, precisam de toda a estrutura do estado para reprimir o pensamento progressista. Para isso, usam o poder da mídia, das religiões e principalmente o apoio da população egoísta que se alinha a esse tipo de pensamento. Aquele que tentar apresentar uma outra perspectiva para um conservador fanático, estará dando remédio para um cadáver.

Texto Revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstar Avaliação: 4 | Votos: 198

Sobre o Autor: Paulo Tavarez   
Conheça meu artigos: Terapeuta Holístico, Palestrante, Psicapômetra, Instrutor de Yoga, Pesquisador, escritor, nada disso me define. Eu sou o que Eu sou! Conheça mais sobre mim em: www.paulotavarez.com - Instagram: @paulo.tavarez
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Cuide da sua energia
artigo O Invisível, visível, 2
artigo Quando as Estrelas Descem Para Dançar no Coração do Homem
artigo O poder do desinteresse

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.








horoscopo



auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa