auravide auravide

Os desafios de 21 dias e a criação de novos hábitos


Facebook   E-mail   Whatsapp

Os desafios de 21 dias são a novidade do momento: 21 dias sem procrastinar, sem reclamar e sem acessar Facebook.
Mas o que é realmente necessário para mudar ou criar um novo hábito?

Resposta rápida – 3 passos: gatilho, rotina, recompensa.

Antes de explicarmos como isto funciona, vamos nos aprofundar um pouco mais sobre a formação de hábitos. Muitas das coisas que fazemos sem perceber são hábitos que adquirimos durante a vida, como dirigir, andar e enviar mensagem, ao mesmo tempo. David diSalvio, autor do livro ¨What makes your brain happier¨(O que faz seu cérebro mais feliz, em tradução livre), descreve hábitos como sendo ¨padrões de pensamento e comportamento imbuídos de automaticidade¨. Simplificando, é o que o cérebro já incorporou (¨hardwired¨ – em tradução livre, é algo como programado) por repetição e faz sem perceber.

Eliminar um hábito é considerado quase impossível, mas substituí-lo por outro é algo que todos nós podemos fazer.

O primeiro passo para a mudança é a autoconsciência ou metacognição: atentar para como o seu pensamento funciona. E é aí que entram os 3 passos mencionados anteriormente:

- Gatilho: O que está lhe levando àquele comportamento? É uma emoção? Um pensamento? Uma determinada situação? Por exemplo, conheço alguém que fumava porque não sabia onde colocar as mãos em situações sociais. Você está agendando compromissos demais porque não consegue dizer não? Qual o gatilho que lhe faz ligar para o seu ex? Ouvir a música de abertura da série que vocês assistiam juntos? O que engatilha a discussão com seu parceiro? Quando ele começa uma frase com ¨não, mas¨?

- Rotina: são os hábitos em si, as ações cotidianas que determinam quais são eles.

- Recompensa: é o que vai impulsioná-lo a mudar. Ela está presente, ainda que você não a reconheça, seja na sensação de relaxamento após um drink ou cigarro; na sensação de conforto após um pedaço de chocolate ou, ainda, de aceitação/pertencimento ao dizer ¨sim¨ para alguém, mesmo sabendo que você não deveria.

Você pode escolher o gatilho para mudar o seu hábito. É o que David Rock, no artigo ¨Turn the 360 Around¨ chama de ¨Implementation Intention¨, ou um plano de contingência – quando x acontecer, eu farei y. Quando a música de Orange is the New Black tocar, eu vou ligar pra minha melhor amiga. Quando eu não souber onde colocar minhas mãos, vou mexer nos meus cabelos. Quando minha parceira começar a frase com ¨não, mas¨, vou pedir para que ela reformule a frase com uma sentença positiva, assim nós dois criamos um novo hábito.

Você pode usar a recompensa como estimulador da sua mudança. Pode ser uma coisa óbvia, como se presentear com uma viagem se você emagrecer 10 quilos ou algo mais sutil, como a sensação de satisfação ao fazer o que você se comprometeu, como sentir-se mais forte do que a sua vontade de sacar o cigarro da bolsa.

Há pessoas que precisam prestar contas a alguém para manter um hábito. Nesse caso Coaching tem um papel importante, uma vez que você terá um profissional que acompanhará o seu progresso e o ajudará a manter-se na linha. Usar um app para anotar o que você comeu e que lhe dará um feedback no final do dia, também pode ajudar.

É claro que quando falamos de substâncias químicas ou hábitos relacionados às doenças psíquicas, a conversa requer mais profundidade e, muitas vezes, ajuda psicológica é necessária. Ainda assim, como Charles Duhhig aponta em seu livro ¨The Power of Habits¨, podemos pensar nos Alcoólicos Anônimos como um grupo que tem como objetivo mudar hábitos (ao invés de ir para um bar, ir a uma reunião ou ligar para o seu sponsor, por exemplo).

O que dizer do prazo para aprender um hábito? Bom, não há estudos que provam que 21 dias é o tempo necessário para mudanças, mas tem funcionado para muita gente. Um estudo de 2009 conduzido por Philippa Lally, na University College London, deduziu que as pessoas levam em média 66 dias para efetuar a troca de hábito. Não é muito, se você considerar algo que vai transformar sua vida. Muitas vezes essa mudança traz muito mais qualidade de vida: parar de fumar, por exemplo, pode fazer com que você comece a se exercitar e aumente a sua confiança e, por consequência, te levará a lutar por aquela promoção no trabalho.

E você, o que quer mudar esse ano? 

Texto revisado

Atendimentos por skype de Terapia Multidimensional para a cura e equilíbrio dos corpos emocional, mental e astral, impactando o corpo físico; ferramenta de tipos psicológicos MBTI®; coaching; aconselhamento. Email: [email protected]. Siga-me no youtube: link


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 3


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Dulcineia Santos   
Terapeuta holística, coach e autora do livro "A Namorada do Dom", que pode ser adquirido por email. Qualificada autorizada da ferramenta MBTI® pelo Myers-Briggs Foundation na Florida, USA. Estudou Antroposofia por 3 anos na Suíça. Assine o canal no youtube: http://bit.ly/siga_youtub
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa