auravide auravide

Por que o medo atrapalha a sua vida em todas as áreas?



O medo é uma sensação extremamente desconfortável, traz instabilidade emocional, insegurança e ansiedade.

Este artigo se relaciona ao medo patológico, o fantasioso que remete a uma ilusão, geralmente trágica de uma possível realidade.

Cenários em que a pessoa se vê totalmente sem dinheiro, abandonada, traída, doente e outras situações extremas.

Existe uma diferença entre o instinto de sobrevivência, que é um medo natural, para garantir a perpetuação da espécie e o outro, criado, imaginado e nutrido no inconsciente coletivo e pessoal de cada ser humano na face da terra.

Há uma variação na sensação do medo, de acordo com a forma que a pessoa foi criada, a infância, adolescência e a fase adulta. Ou seja, cada pessoa tem uma percepção e uma vivência diferente de acordo com a sua própria história.

Ele é o freio que impede o fluxo da vida em todos os níveis. Fazendo uma analogia, funciona como se fosse uma barragem, impedindo a água de seguir com a sua fluidez natural.

A cabeça de uma pessoa que é acometida pelo medo extremo, faz ela ter algumas atitudes que normalmente após o episódio do surto, ela se arrepende. Isto fica muito transparente nas relações afetivas, em que por exemplo a pessoa pode ser acometida por um medo de ser abandona, rejeitada ou traída e na sequência, comete atos que naturalmente não faria. Em outras palavras, ela faz coisas que no seu estado consciente sem o surto do medo, não faria.

No ambiente de trabalho, pode desenvolver por consequência do medo, a mania de perseguição. O chefe, os colegas a empresa, todos estão contra ela. Isto causa extremo sofrimento e dor, não só para ela, mas também para os familiares.

Hoje é comprovado pela mecânica quântica que todos nós temos um campo eletromagnético, que fica em volta de nosso corpo. Ele funciona como uma antena, captando e enviando informações, de acordo com os nossos estados emocionais e mentais.

Uma pessoa com o medo exacerbado emite exatamente esta frequência, isto fica impregnado em volta dela e por ressonância, literalmente atrai circunstâncias desfavoráveis, reforçando ainda mais a crença dela, na catástrofe e neste caso o medo aumenta ainda mais.

Quando chega em casa, também por sua irradiação eletromagnética, recebe maus tratos da família, do parceiro ou de qualquer pessoa que conviva com ela. Estes maus tratos podem ser verbais, físicos e até financeiros. O que novamente reforça para a mesma que o mundo é hostil, que as pessoas são más e interesseiras.

Ao chegar em um ponto astronômico desta sensação de medo, ela começa a ter medo de se relacionar, se isolando do mundo e das pessoas.

Note que se isto não for tratado, uma depressão ou uma síndrome do pânico pode ser desenvolvida. Pois ela permanece neste looping negativo das emoções até ficar muito mal, quando não consegue ver mais nenhuma saída e literalmente desaba.

Os familiares normalmente entram em ação e fazem de tudo para mudar este cenário tão doloroso.

O medo pode ser considerado como um câncer emocional, pois ele vai consumindo a pessoa emocionalmente por dentro, ela vai perdendo vitalidade, energia e alegria de viver. Para ela tudo é uma ameaça e na cabeça de quem sofre com este tipo de sensação devastadora, não existe segurança e nem paz.

Quando ela sai e usa o carro por exemplo, fica extremamente desconfortável e não consegue relaxar. Ou até mesmo quando está caminhando na rua, cada ser humano que passa por perto, na cabeça dela é um potencial ladrão, prestes a assaltá-la.

Agora imagine dentro do corpo dela, como estão os hormônios? O nível de cortisol aumenta por conta do estresse causado pelo medo e ela começa a inchar. Ou seja, passa a ter problemas com a balança e com a saúde.

O medo tem um efeito extremamente nocivo, justamente porque acarreta fantasias. A pessoa que não busca ajuda para tratar isto, fica completamente perdida.

Com as minhas pesquisas e atendimentos, notei que a pessoa que apresenta esta disfunção emocional do medo, também tem baixa autoestima e amor-próprio, além de apresentar um sentimento contínuo de inadequação e limitação, como se ela não fosse capaz e competente.

Ao tratar as questões relacionadas ao amor-próprio e baixa autoestima, percebi uma redução considerável, na atuação nefasta do medo em minhas clientes. Ou seja, passaram a ter mais autoconfiança e segurança nelas.

Aprofundei nos atendimentos em questões da infância e de sua gestação, e passo a passo a pessoa foi reconstruindo as suas bases emocionais, que estavam destruídas.

Então na minha percepção existe uma correlação entre o medo e a baixa autoestima, pois na prática vi melhoras quando trabalhei nos pilares da falta de amor-próprio.

Existe uma tendência na sociedade em minimizar as dores emocionais, desmerecendo a dor que a pessoa está sentindo. Falando em alguns casos que é frescura e bobagem.

O medo limita e torna-se extremamente nocivo se não tratado em suas raízes, tem o potencial devastador da destruição, em alguns casos infelizmente de toda a vida a pessoa acometida por um medo irracional não tratado.

Parabéns por ter lido até aqui. Vou deixar alguns possíveis passos para você, caso tenha esta questão interna mal resolvida e que sente necessidade de tratamento.

Gravei uma meditação para Acalmar a Mente e o Coração no meu canal do YouTube, vai trazer mais serenidade e paz neste momento, para acessar CLIQUE AQUI aproveite e se inscreva no canal, vou adorar te ver por lá também.

Como citei acima, atendi minhas clientes com questões complexas relacionadas ao medo, trabalhei nas bases da autoestima e amor-próprio. Como percebi a melhora emocional delas, eu resolvi gravar 40 lições terapêuticas para uma pessoa sair de uma situação de desamor, para outra de amor-próprio e autoestima, aumentando consequentemente a sensação de autoconfiança e segura em si. O programa se chama O Desafio de Se Amar. Caso queira ter acesso e adquirir estes exercícios terapêuticos CLIQUE AQUI

Agora se na sua percepção está em um nível muito avançado da sensação do medo e deseja fazer um tratamento terapêutico comigo, CLIQUE AQUI para agendar uma sessão de terapia.

Cuide-se com amor!

Grande abraço.

Instagram CLIQUE AQUI

Adriana Mantana


Publicado dia 15/1/2021
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1



foto-autor
Autor: Adriana Mantana   
Bióloga, Terapeuta Junguiana, Consteladora, Renascedora, Terapeuta de Integração Quântica do Ser®, Terapeuta ThetaHealer®, Terapeuta de Barras de Access™, Floral de Bach, Radiestesista, Operadora de Mesa Quântica Radiônica, Cromoterapia, PNL, Mestre em Reiki Usui, Cristaloterapeuta, Giver Deeksha, Ativista Quântica. CRTH - 4103
E-mail: adrianagcl@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa