Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Por que tantas críticas às Constelações Familiares Sistêmicas?

por Roberto Debski

Publicado dia 19/8/2020 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Há vídeos circulando criticando as Constelações Familiares Sistêmicas.

O movimento contrário e crítico às constelações é algo esperado, e que continuará. Todo conhecimento inovador e revolucionário, que abala diversas estruturas de conhecimento, que traz o novo, será num primeiro momento combatido agressivamente e ridicularizado, até que aos poucos vá sendo aceito e institucionalizado.

Nós, que trabalhamos diariamente com as constelações, testemunhando o bem que ela faz nas suas diversas áreas de atuação, na Saúde, no Direito, na Pedagogia, nas Organizações, podemos nos entristecer e indignar ao nos depararmos com esse tipo de violência mascarada de ciência.

Constatamos na prática, na nossa e de tantos outros, o quanto uma constelação atua positivamente na solução de conflitos, no olhar para os excluídos, na recuperação da saúde física e emocional, enfim, não há como  mensurar tantas bênçãos que os bons profissionais das constelações proporcionam àqueles que são os buscadores de seus sistemas.

Por outro lado, conhecemos pessoas e escolas que visam aproveitar o momento de evidência das constelações para oferecer "milagres", formações "expressas" e "nova profissão" em prazos como "uma semana".

Por certo fará com que maus profissionais estejam atuando, oferecendo um trabalho equivocado que os emaranhará ainda mais, junto àqueles que os procuram. E essa é uma das razões de críticas, fundamentada, apontada junto a outras sem fundamento em todos veículos que combatem as constelações.

Esse vídeos e textos, por mais que estejam apresentados e "embrulhados" como extremamente científicos, com citações, artigos etc., trazem diversos vieses e falsas informações, que os tornam inválidos e referências enganadoras.

Provavelmente, os "cientistas" que criaram tais vídeos, escreveram textos e as pessoas que apoiam sua falas passaram por, ou ouviram experiências negativas com as constelações, e elas, sim, existem.

Um constelador só poderá levar seu cliente até onde ele já foi, sendo assim, nossa responsabilidade é imensa.

Para sermos bons profissionais, bons consteladores, devemos ter uma busca constante pelo autoconhecimento e aprimoramento pessoal, pela melhoria técnica e termos supervisão com profissionais mais experientes, esse é o "tripé" de um bom constelador.

Claro que também existem experiências e resultados negativos com psicólogos, médicos, advogados, engenheiros, professores, comerciantes etc., quando não trabalham de forma adequada, competente e correta em suas próprias profissões.

Diversas críticas e acusações, supostamente embasadas, foram feitas nesses vídeos, textos e artigos, ao pinçarem fragmentos de informações fora de contexto.

Uma grave, por exemplo, é que Bert Hellinger era nazista.

Vi Sami Storch, que criou o Direito Sistêmico no Brasil e trabalhou diretamente por anos com Hellinger, além de ter ascendência judaica, dizendo que nunca identificou esse traço no criador das constelações, e que nunca permaneceria em um movimento que tivesse esse olhar e atuação.

Nem vou discorrer em tantas outras inverdades e invenções apresentadas.

Não sei se são somente frutos de desinformação e fontes equivocadas, ou se foi mesmo por má fé, ou talvez para aparecer, já que o tema Constelações é atual, impactante e mobilizador.

Não posso nem quero julgar, não entrarei em Triângulos Dramáticos, como "Vítima" que só quer fazer o bem, atacado por "Acusadores" inescrupulosos e mentirosos, à espera de "Salvadores" que tomem a palavra e defendam as Constelações.

Cada um de nós dará o seu testemunho através de nossa atuação segura, amorosa e competente, no dia a dia.

Penso que qualquer método, assim como as constelações, que agrega imensa quantidade e qualidade de estudo, tantas instituições, profissionais de várias áreas, e tanto bem tem feito a milhares de pessoas, não pode ser algo prejudicial, nefasto e inverídico, como foi apresentado nesse vídeo.

Estaríamos todos cegos e iludidos, crendo que o que fazemos está a serviço da Vida quando não está?

Termino embasando o que penso e sinto com o conhecido ditado "A árvore se conhece pelo fruto". Os frutos das constelações familiares sistêmicas, quando corretamente aplicadas, são maravilhosos, traz a possibilidade de vivermos um Amor em Ordem, e isso é algo que a Humanidade precisa desde sempre, aliás, cada vez mais.

Abracemos e reflitamos sobre todas críticas construtivas, melhorando nossa atuação, nos aprimorando cada vez mais, e não deixemos que as críticas destrutivas nos tirem a coragem.

Sigamos Cor-Agindo (agindo com o coração), com a mente aberta, com foco e dedicação, e colheremos todos aquilo que semeamos.

Abraços,

Roberto Debski
Médico e Psicólogo
Facilitador e formador em Constelações Familiares Sistêmicas

Texto Revisado


Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 31

Sobre o Autor: Roberto Debski   
O Dr. Roberto é médico (CRM SP 58806) especialista em Acupuntura, Homeopatia e tem formação em Medicina Ortomolecular. Também é psicólogo (CRP 06/84803), Coach e Master Trainer em Programação Neuro-Linguistica. Formador e facilitador em Constelações Familiares Sistêmicas Acompanhe nossos próximos eventos! https://www.facebook.com/debskiroberto/
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Cuide da sua energia
artigo O Invisível, visível, 2
artigo Quando as Estrelas Descem Para Dançar no Coração do Homem
artigo O poder do desinteresse

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.








horoscopo



auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa