auravide auravide

Prazer, vida e amor


Facebook   E-mail   Whatsapp

"Precisamos amar para não adoecer". (Sigmund Freud) 

Segundo Pedro Tornachi, professor de meditação, todas as linhas do aprimoramento espiritual convergem para um ponto: a busca da consciência. Se derramarmos amor sobre essa busca, teremos mais fôlego para concretizar o longo caminho, durante o qual tantas dispersões e sabotagens acontecem, desviando muitos que sinceramente desejam a realização pessoal. A importância do amor é nuclear para evoluirmos em qualquer direção que signifique crescimento.

Sobre a busca da consciência, cujo combustível que move o ser humano é o amor, Osho alertou-nos sobre a repressão como fator de bloqueio e sabotagem: "Repressão significa viver uma vida que não é o seu destino. Repressão é fazer coisas que você nunca quiz fazer. Repressão é ser uma pessoa que você não é. É uma forma de se autodestruir".

Para Osho, o contrário de repressão é expressão: "Expressão é vida, repressão é suicídio. Não viva uma vida reprimida. Viva uma vida de expressão, criatividade, alegria". E nessa abertura de mente e coração proposta por Osho, ele convida-nos a ouvir os nossos instintos, o nosso corpo, o coração, a inteligência: "Depende apenas de si mesmo, vá onde quer que sua espontaneidade o leve, assim você nunca estará perdido. E seguindo espontaneamente sua vida natural, um dia você acabará chegando às portas do Divino".
Sobre o orgasmo sexual, Osho identifica-o como segundo medo do ser humano criado pelas religiões, ou seja, a culpa: "Uma culpa deve ser criada, e então nasce um problema para o indivíduo. Sua natureza é sensual, sexual, mas sua mente é cheia de lixo contra isto. Isto gera sofrimento, repressão, e aí as pessoas buscam um consolo, querem uma esperança pelo menos depois da morte. Na vida, eles sabem que não há esperança, está tudo terminado. E isto cria a chance para as religiões mostrarem para ambos, homens e mulheres, que sexo é absolutamente fútil. No entanto, sexo é a energia total do homem, sua energia de vida".

E, ao associar novamente a repressão sexual às religiões, Osho conclui afirmando que um ser humano que não conhece o orgasmo não se sente preenchido, sente-se frustrado, zangado, porque nunca alcançou um estado que a natureza prevê livremente, onde pode relaxar por completo e tornar-se um com a existência.

A seguir abordaremos um caso que foi acompanhado pelo terapeuta tântrico Deva Nishok e publicado na internet como "O diário de Josi - a busca pelo orgasmo".

Conforme registra Deva, a história vital de Josi revela ausência e falta de amor parental. Um pai violento e uma mãe submissa que marcaram profundamente a sua infância. Aos 42 anos e sem ter experimentado um orgasmo em sua vida, Josi descreve a sua experiência com o método tântrico de Nishok. É o que veremos na sequência, no relato da paciente.

"Sempre pesquisei muito sobre como obter orgasmo, já que venho de relacionamentos frustrados e ano após ano sem obter um orgasmo, mesmo após ir a vários médicos. Terapia por anos parecia que nada poderia resolver meu problema e me sentir uma mulher sexualmente completa.
Quando li sobre a terapia tântrica eu olhei com um pouco de desconfiança, será mesmo possível isso? Será que somente com a massagem eu poderia sentir o que jamais senti em minhas relações sexuais? Resolvi tentar e agendei a minha.
No primeiro momento me sentia nervosa, envergonhada, sem saber como seria minha reação, estando exposta diante de um terapeuta.
Logo ao chegar, porém, minha preocupação se desfez, pois me senti segura. Tivemos uma conversa onde foi explicado tudo que aconteceria durante a massagem, e foi também um momento para relaxar.
Quando a massagem começou me senti acarinhada, serena, e com toques leves ia sentindo arrepios. Me entreguei sem medos, reservas, vergonha, me permiti sentir todas as sensações que cada toque me proporcionava.
Sentia uma energia muito forte circulando pelo meu corpo que não conseguia conter. Durante a massagem Yoni, me senti muito excitada com os toques, e todo o estímulo que estava recebendo, não conseguia acreditar nas sensações que estava sentindo.
De repente meu corpo explodiu em uma sensação única, jamais sentida antes. Gritei muito! Não entendia o que acontecia comigo, só uma onda de prazer me invadia que não conseguia e não queria controlar, queria poder ter congelado aquele momento.
Minhas pernas contraíam, minha respiração ofegante, sentia vontade de sorrir, chorar. poderia relatar aqui, se conseguisse definir claramente minhas sensações, mas é impossível separar o que senti a cada gemido.
Fui ao limite do que o meu corpo podia, e o que parecia impossível, foi uma experiência única, indescritível e real de que eu poderia sim, ter orgasmo, e que posso sim, me sentir completa e plena, me sentir fêmea, mulher.
Fica minha gratidão pela experiência, paciência e dedicação que recebi".

COMENTÁRIO

A repressão sexual contribui para o surgimento de neuroses, entre elas em especial a neurose obsessiva, histerias, impotência sexual, frigidez e outros transtornos psíquicos.

A energia sexual, também denominada libido, está completamente interligada com toda a vida da pessoa, em seus aspectos biológicos, psíquicos e espirituais. E quando o afeto é negado à criança, ela se desenvolve com essa demanda em sua esfera afetiva, pois não interagiu com os seus pais, o carinho e o toque, traduzidos como aceitação, prazer e amor. O "caso Josi" que acabamos de acompanhar, revela o histórico de repressão e opressão no âmbito da afetividade, com desdobramentos que interferiram negativamente na vida adulta, a ponto de Josi anular a sensação de prazer sexual pela via orgástica.

Portanto, em casos mais severos que envolvem repressão sexual, ausência da afetividade parental e abusos físicos na infância, associados à disfunção sexual, costumo indicar a Terapia Tântrica como complemento da Psicoterapia Interdimensional, pois o prazer sexual através do orgasmo é uma experiência pessoal e imprescindível na direção do bem-estar, que é um pré-requisito para a percepção de equilíbrio do ser dotado de inteligência, Livre-Arbítrio e incomensurável potencial de expansão da consciência.

Texto revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 35


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Flávio Bastos   
Flavio Bastos é criador intuitivo da Psicoterapia Interdimensional (PI) e psicanalista clínico. Outros cursos: Terapia Regressiva Evolutiva (TRE), Psicoterapia Reencarnacionista e Terapia de Regressão, Capacitação em Dependência Química, Hipnose e Auto-hipnose, e Dimensão Espiritual na Psicologia e Psicoterapia.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa