auravide auravide

Promessas para o Ano Novo


Facebook   E-mail   Whatsapp

Todo fim de ano é assim. Quase todos nós refletimos a respeito do que gostaríamos de ter feito e não fizemos, dos projetos que não foram concretizados, das promessas que não foram cumpridas.

Desde a tal dieta para emagrecer, à matrícula na academia. Toda sorte de promessas.

Até iniciamos o prometido, mas depois de uma semana ou um mês, voltamos aos velhos padrões e simplesmente perdemos força, determinação ou impulso em continuar àquilo que prometemos.

A questão em si não é o que prometemos, mas como fazemos isso. De maneira geral são sempre coisas que exigem de nós muito mais do que podemos realmente cumprir.

Coisas grandes, que em geral não estão de acordo com o que podemos ou somos, no momento da promessa.

Prometemos coisas que originam-se impulsivamente. Às vezes por raiva, às vezes por indignação, às vezes por inveja, às vezes por tristeza, às vezes por euforia, às vezes, por nem sabermos porquê estamos prometendo isso ou aquilo.

Promessas têm a ver com tempo. Quantas vezes ouvimos pessoas dizendo que prometeram por um ano ou dez anos, não fazer isso ou aquilo, e na semana seguinte, estão fazendo ?

Todos nós fazemos promessas, a nós mesmos, secretamente, e não cumprimos.

As promessas são desafios que exigem de nós muito mais do que imaginamos.

Quantas vezes, prometemos algo, que embora esteja nos levando a um sofrimento intenso, insistimos em cumprir como se fosse uma punição ?

Não tenho nada contra promessas. No entanto, há de se ter um cuidado com isso.

Prometer a si mesmo isso ou aquilo, tem força, e fica registrado em nosso campo  energético.

Se não cumprimos, nos sentimos fracos, sem autoestima e estagnamos.

Promessas podem ser feitas desde que saibamos verdadeiramente se conseguiremos cumprir.

Arrependimentos também entram neste cenário das promessas.

Se prometemos que por um ano não faremos isso ou aquilo, ou ainda, faremos isso ou aquilo e  depois de 2 meses percebemos que não estamos cumprindo, criamos um problemão para nós.

Minamos a nossa autoconfiança.

Promessas podem ser feitas dentro de uma realidade possível. Ao invés de estipular um tempo tão grande, por que não estipular um tempo menor ? Ao invés de um ano, uma semana, ou um dia, ou uma hora ?

Quando prometemos isso ou aquilo, assumimos um compromisso e entramos em um “ terreno de solo profundo “, e esta profundidade tem força.

É como as declarações que fazemos diariamente e não percebemos.

Exemplo : quantas vezes dizemos (inclusive em voz alta) : “ Nunca mais isso... não quero mais isso... daqui pra frente vai ser assim ou assado... “.

E por aí vai. Passado algum tempo, estamos nós, repetindo tudo o que havíamos declarado que não queríamos mais.

Com as promessas não é diferente.

Esta época do ano, nos leva a reflexões, introspecções e consequentemente, às frustrações de não termos realizado tantas coisas que nos prometemos.

Promessas ficam registradas em nosso campo energético.

Minha sugestão é que antes de se fazer promessas que correm o risco de não serem cumpridas,  tenhamos a humildade de olharmos verdadeiramente para nós, com amorosidade e consciência do que realmente podemos neste momento.

Não adianta prometer que por um ano não comerei doces, se conscientemente sei que consigo no máximo, uma semana.

Então, eu posso me comprometer por uma semana.

Passada uma semana, posso renovar esta promessa ou não, mas cumpri-la pelo tempo que determinei, me fortalece e, acima de tudo, me torna humilde dentro do que é possível a mim.

Toda promessa tem força e atua em nós.

Quando não cumprida, nos enfraquece internamente.

Promessas de grandes coisas ou pequenas coisas, não importa o tamanho, tem a ver com o tempo. É preciso ter cuidado com isso.

Uma dica : confiar na vida... deixar ser... e conhecer a si mesmo.

Conhecer a si mesmo traz a noção exata do que somos e o quanto podemos no momento presente.

Nem mais, nem menos.

Elaine Leal Carvalho - Terapeuta e Consteladora Familiar
ABRATH: 2485


Veja mais no Site: https://elainelealcarvalho.com.br/

Texto Revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 5


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Elaine Leal Carvalho   
Formação em Constelações Familiares. Curso História do Brasil segundo visão sistêmico-fenomenológica. Formação Avançada em Constelações Familiares e Empresariais abordagem sistêmico-fenomenológica. Curso de Constelações Empresariais. Seminário Leis Básicas dos Relacionamentos Aplicadas aos negócios. Acesse o site: https://elainelealcarvalho.com.br
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa