auravide auravide

Psicologia e Reforma Íntima



Ainda hoje, em pleno século XXI, percebemos o preconceito das pessoas em relação à psicologia. Não raro, ao perguntarmos à alguém se já fez psicoterapia, ouvimos a seguinte resposta: “Eu??? Você acha que sou louco???” Ou então nós, psicólogos, ao nos apresentarmos às pessoas, até mesmo numa roda social, notamos olhares cautelosos, desconfiados, como se tivéssemos o poder de ler o pensamento delas ou de analisarmos qualquer atitude e, pior, de julgarmos tais atitudes.

Em nossa experiência clínica observamos também que, em geral, as pessoas foram procurar ajuda psicoterapêutica porque já não tinham outro caminho, ou ainda, que “esta foi a minha última alternativa”. Por essas razões é que achamos necessário desmistificar a visão que a grande maioria tem a respeito da psicologia e fazer um link com o conceito de reforma íntima, divulgado pela Doutrina Espírita.

A palavra psicologia é derivada de duas palavras gregas: PSIQUE, que significa alma, e LOGIA, que significa “estudo de”. Então, podemos dizer que a psicologia é o estudo da alma, da essência do ser humano. Portanto, podemos dizer que a psicoterapia é um meio do ser humano conhecer e entender sua essência e a partir disso realizar transformações em seu íntimo e, conseqüentemente, testemunhar transformações no mundo exterior. Além disso, a psicoterapia é um valioso recurso para lidar com as dificuldades da existência em todas as formas que o sofrimento humano pode assumir: crises pessoais, crises profissionais, dificuldades de relacionamentos, conflitos conjugais e familiares, etc.

No Livro dos Espíritos, cap. XII, pergunta 919, o grande Mestre de Lion, Allan Kardec, pergunta ao Espírito da Verdade, qual o meio mais eficaz para se melhorar nesta vida e resistir ao arrastamento do mal e a resposta é a seguinte: “Um sábio da antiguidade já vos disse: Conhece-te a ti mesmo.”

De acordo com a Doutrina Espírita, a Reforma Íntima é um processo contínuo de auto-análise, de conhecimento de nossa intimidade espiritual, libertando-nos de nossas imperfeições e permitindo-nos atingir o domínio de nós mesmos. Portanto, reformar-se intimamente significa nos aproximarmos gradativamente de nossa essência, daquilo que verdadeiramente somos.

Dessa forma, podemos dizer que a psicoterapia é um caminho de realização da reforma íntima, tão comentada e estudada nos Centros Espíritas, uma vez que propõe o autoconhecimento e o resgate da Unidade Fundamental do Ser para uma vida mais plena e feliz em todos os seus aspectos: bio-psico-social-espiritual.

Daniela M. P. Azevedo
Psicóloga com enfoque transpessoal, pós-graduada em psicologia clínica/hospitalar pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, terapeuta de vida passada e terapeuta floral

Texto revisado por Cris
Publicado dia 8/10/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 21



foto-autor
Autor: Daniela M. P. de Azevedo   
Daniela M. P. Azevedo, psicóloga e psicoterapeuta. Possui consultório em Osasco, realizando atendimentos para crianças, adolescentes, adultos e casais. Para agendamento de consultas, entrem em contato por meio dos telefones: (11) 3699.3517 ou (11) 8643.6826
E-mail: danielapalmeira@yahoo.com.br | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa