auravide auravide

Quem é Deus?



Na verdade nem sei se devo perguntar quem, ou o quê. Não sou teólogo, nem padre, pastor ou rabino. E, na verdade, não estou muito preocupado em obter definições ou idéias teóricas. E tenho minhas dúvidas se posso atribuir a Ele características humanas.

Quero saber como posso me relacionar com Ele no dia-a-dia. Vou lhe contar como percebo a presença Divina, como me relaciono com Ele e o que Ele tem feito por mim. Tire suas próprias conclusões ao final.

Quando era pequeno recebi informações que me fizeram concluir que Deus é um velhinho que fica sentado num trono lá no céu. E que quando você morre, Ele, de dedo em riste, vai apontar seus erros e lhe dar um castigo exemplar. Era difícil falar com Ele. Na realidade eu acreditava ser impossível. Ele também já não falava mais com os homens. No passado, quando os homens eram “melhores” Ele tinha o hábito de se comunicar, mas hoje isso já não acontece. Desse deus eu tinha um grande medo.

Acho estranho, pois, apesar de haver muita maldade no mundo, conheço algumas pessoas que mereceriam receber a palavra Divina. Também já cogitei que talvez nem fosse conveniente receber uma comunicação Divina. Se você observar o que a Bíblia diz acerca das mensagens recebidas por muitos profetas, vai pensar duas vezes antes de pedir que Ele fale com você. Quer alguns exemplos?

Abrão vivia confortavelmente em Ur. Seu pai era um próspero fabricante de ídolos. De repente ouve a Voz que ordena abandonar sua casa, seu conforto, seus prósperos pais e dirigir-se a um lugar “que Eu vou indicar”. Será que receber essa comunicação é algo desejável? Para onde será que essa Voz vai levar Abrão? Será que a Voz vai se manifestar novamente? Ou foi apenas uma alucinação?

Quer outro exemplo? Quando Moisés fugiu do Egito, após matar um dos guardas, foi para Midian. Casou-se com a filha de Yitro, rei e sacerdote do reino. Tinha uma vida tranqüila apascentando ovelhas e cuidando da família. Era uma pessoa importante, genro da mais alta autoridade local. Um dia vê um arbusto pegando fogo, conversa com o Arbusto, resolve largar tudo, voltar ao Egito, enfrentar o Faraó, exigir a libertação do povo Hebreu que era escravo, para passar 40 anos vagando pelo deserto. E o que é pior: com esse povo reclamando o tempo todo.

Só pelos exemplos acima imagine qual seria a mensagem que você poderia receber do Criador... se Ele resolvesse conversar com você.

Para contrabalançar essas conclusões feitas partir de informações recebidas na infância vou me referir ao meu artigo anterior “Quem sou eu?” onde contei a história do Acordo Divino. Aquela história menciona que o Criador é Aquele que faz uma negociação com nossa alma para que possamos realizar o projeto de “uma viagem evolutiva na Terra”. Isso coloca o Criador como meu Interlocutor. Já há uma possibilidade de conversar e mais ainda de negociar, mesmo que seja apenas com minha alma.

Quando assinamos o contrato Divino nos tornamos sócios num empreendimento que é o projeto de uma viagem evolutiva para a Terra. E nesse ponto meus conceitos infantis a respeito do Criador foram por terra. Na verdade Ele é meu Sócio, meu Parceiro. Ele torce para que eu faça as coisas direitinho e na volta possa dizer: Pai, tirei nota dez! Desse Deus não tenho medo. Dedico um profundo amor e respeito. Em função disto, sempre que preciso, peço o que necessito para tirar grau máximo nessa aventura evolutiva aqui na Terra. E Ele me concede.

Bom, nem sempre. Posso facilmente entender que para receber algo devo estar praticando o Acordo Divino de forma correta ou pelo menos tentando fazê-lo. As chances de ser atendido em qualquer pedido que faço ao Criador aumentam na medida em que a solicitação se refere a algo que me conduza a praticar melhor o Acordo Divino. Quando não recebo o que pedi reflito sobre o assunto. Possivelmente preciso mudar alguma coisa no meu interior para voltar a merecer Suas benesses.

A Numerologia ajuda a entender a proposta evolutiva, os detalhes dessa magnífica viagem ao planeta Terra. Mostra algumas cláusulas do contrato com o Criador que, se cumpridas pelo Livre Arbítrio, trazem conquistas (dinheiro, amor, prestígio, carreira, etc.) aqui na Terra e a nota dez na hora da prestação de contas. A partir da decisão interior de se adequar ao propósito Divino você poderá sentir que a comunicação com Ele se torna melhor. Só vai ter que aprender a linguagem Dele. Mas isso também não é muito difícil, Ele fala a linguagem do seu Mapa Numerológico.

Texto revisado por Cris
Publicado dia 19/1/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 6




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa