auravide auravide

Reencarnação: instrumento do espírito para sua evolução

por Luiz Miiller

Publicado dia 16/1/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


As existências sucessivas da Alma Humana são pensadas e aceitas desde as mais remotas civilizações. Os gregos pré-socráticos chamavam de Palingenesia e Metempsicose. Anaximandro e Pitágoras, respectivamente, entendiam que a alma passaria por diversas etapas evolutivas até alcançar o seu primor evolutivo, sendo que Pitágoras chegava até a admitir o retorno do Espírito culpado em corpos de animais, o que hoje o conhecimento Espírita nos mostra a impossibilidade de uma estrutura complexa como é a do perispírito da alma humana se adequar ou montar um organismo como o dos animais. Porém, o mais importante se dá no fato desses pensadores já admitirem o retorno do Espírito à vida corporal. Sócrates e Platão também eram reencarnacionistas.
No Evangelho, Jesus por várias vezes fez alusão a esse processo. O mais importante se deu quando do seu colóquio com Nicodemos, quando disse que "Ninguém pode ver o reino de Deus se não nascer de novo; e, ainda: "Ninguém pode entrar no reino de Deus se não renascer da água e do Espírito".
Na seqüência do diálogo, Nicodemos pergunta a Jesus: "Como isso pode dar-se?" Nesse momento, Nicodemos que já admitia o retorno do Espírito, pois os judeus eram adeptos da Ressurreição, tanto é que muitos pensavam que Jesus fosse um dos antigos profetas que havia voltado, deseja saber de Jesus "como isso podia dar-se", ou seja, queria saber o mecanismo do processo da Reencarnação.
Na passagem evangélica, vemos que Jesus sanciona a Lei do Retorno do Espírito", mas deixa para o futuro a explicação do processo reencarnatório.
O Espiritismo - Doutrina Espírita - tem elementos para dar a resposta que tanto intrigou Nicodemos.
Sabemos que o Espírito é uma individualidade que foi criado por Deus simples e ignorante, mas perfectível; através das sucessivas existências o Espírito desenvolve faculdades que possibilitam galgar a grande escada evolutiva da vida e um dia alcançar a pureza para o qual foi criado por Deus.
O Espírito se liga ao corpo carnal através do seu Perispírito - estrutura semi-material- no momento da concepção(essa ligação se dá graças a presença do fluido vital dos gametas envolvidos, ligação essa feita célula a célula, só se desligando por ocasião da morte, por insuficiência do campo vital(etérico); o Espírito então se liberta dos grilhões físicos da matéria que o prendiam e retorna à dimensão chamada espiritual, onde passará algum tempo para depois retornar à vida física para mais uma empreitada espiritual, dando seqüência, assim, ao seu processo evolutivo.
As nossas existências são oportunidades que Deus nos oferece para conquistarmos a nossa evolução, e também para alinhar nossa conduta cada vez mais próxima da Lei de Amor, tendo comportamentos sempre mais fraternos, desenvolvendo sentimentos de Amor, de Paz, de Harmonia, de União Fraterna.

Texto revisado por: Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 8

Autor: Luiz Miiller   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa