auravide auravide

RESGATE DA ALMA II (UM CASO INTERESSANTE)

por Maria Goret Xavier

Publicado dia 30/9/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Numa sessão onde foi decidido por ambos - terapeuta e cliente - aplicar a técnica de resgate da alma, nos deparamos com uma descrição muito interessante. Depois da jornada interior, o cliente relatou que encontrou numa taberna francesa, na época da Idade Média, uma parte sua aprisionada nesse passado denominada Christine De Le Voir.

Relata que Christine era a dona da taberna, uma espécie de prostíbulo. Ela era voluntariosa, alegre, divertida, linda, com cabelos castanhos escuros e olhos verdes. Um nobre francês, visitando a taberna, se apaixonou por ela loucamente. Esse nobre era autoritário e explosivo e seus servos, ou seja, a classe camponesa era considerada inferior, existia apenas para servir e trabalhar para a nobreza e o país. Christine era dessa classe. Como o casamento, por motivos econômicos e políticos, era impossível esse nobre a prendeu numa casa de aldeia e a mantinha cativa; como ela sempre se rebelava contra isso, apanhava, passava fome, sofria vários tipos de humilhação e era constantemente estuprada. Christine lutou até quanto pode, mas um dia, cansada de seus tormentos, se entregou ao medo, à tristeza e à depressão.

Esse pedaço de alma estava ferido, triste, aprisionado. A alegria e a vontade tinham se perdido, se calado. Essa cliente sofria desses males: sentia um vazio, uma tristeza, um cansaço da vida. Começamos a conversar com essa parte, alimentando-a, “fazendo curativos em suas feridas”, reconfortando, conversando, deixando-a mais confiante, mais segura, libertando o seu trauma.

Christine foi se recuperando, renovando suas forças, se revitalizando; enquanto esse processo ia se desenvolvendo, a cliente (vamos dar o nome fictício de Glória), ia apresentando as mesmas características internas do que ia acontecendo com Christine. Revigorou-se, encontrou mais ânimo, mais força. Precisávamos curar as feridas de Christine para poder integrar essa parte. E isso foi sendo feito com carinho, com calma, com segurança.

O próximo passo era dialogar e conversar com os guardiões que a estavam prendendo. Isso mesmo: esse pedaço se encontrava aprisionado no passado. Podíamos conversar com ele, mas não podíamos trazê-lo de volta, pois havia guardiões tomando conta “dela”. Utilizando-se aliados, animal de Poder e técnicas xamânicas de resgate de alma, conseguiu-se trazer Christine para dentro de Glória, para o seu coração, morada da Alma.

É muito bonito quando uma integração dessas acontece. Aquela parte nossa que estava distante, às vezes aprisionada, quando confia de novo em nós e “volta” para integrar-se, há mais plenitude, mais abundância interior. Aquele vazio interno fica mais preenchido. Volta a Alma, o ânimo, o prazer de estar vivo!

Maria Goret Xavier

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 6

Sobre o Autor: Maria Goret Xavier   
Psicóloga Psicóloga Clínica Pós- graduanda em Psicossomática. Pós-graduada em Psicopedagogia. Cursos de Especialização em Programação Neurolingüística, Gestalt-terapia, Bioenergética. Taróloga, Runóloga, Radiestesista; Trabalho com a Mesa radiônica; Mestra de Reiki
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa