auravide auravide

RESUMO DOS ENSINAMENTOS DOS SÁBIOS VEDANTAS



O conhecimento vedanta foi preservado originalmente, durante centenas de anos, através da tradição oral e foi colocado na forma escrita pela primeira vez há 5.000 antes de Cristo por Srila Vyasadeva. A essência da sabedoria vedanta foi materializada por Srila Vyasadeva no Vedanta-Sutras. O Srimad-Bhagavatam é o comentário do próprio Srila Vyasadeva do Vedanta-Sutras. O texto completo compõe-se de muitos volumes e de várias abordagens, sendo que o trabalho que estou apresentando representa apenas algumas colocações dos sábios vedantas sobre a relação da alma com o mundo material. São ensinamentos significativos para o nosso desapego e execução do serviço devocional para que possamos iniciar o nosso caminhar em direção a Deus.

O ensinamento vedanta nos mostra que Deus não possui nenhuma relação com o conhecimento racional que o ser humano elaborou sobre Ele. Deus é transcendente a toda sabedoria humana, sendo o criador, o mantenedor e o destruidor de todos os Universos materiais. Deus está no interior de todas as coisas criadas por Ele como Superalma, assim sendo, através da introspecção podemos chegar a Deus que está em nosso próprio interior. O templo de Deus é cada alma individual, no interior de cada alma está a Superalma.

O Universo material, tridimensional, pertence a uma energia inferior de Deus sendo controlado pelos modos da ignorância, paixão e bondade. A energia no modo da ignorância aprisiona a consciência humana aos aspectos objetivos da natureza. A energia no modo da paixão liga a consciência humana ao gozo dos sentidos e a energia no modo da bondade impulsiona a consciência humana a viver em cooperação com todos os seres vivos.

Quando a alma condicionada está no modo da ignorância o seu desejo está na aquisição de bens materiais; no modo da paixão a alma condicionada possui apego às suas emoções e o apego no modo da bondade a alma se dedica aos valores sociais altruísticos; no entanto, a iluminação é ausência de apego a todas as coisas e valores do mundo que estamos vivendo. Todo o Universo material é considerado uma ilusão, uma miragem que desvanece com o tempo e a maior das ilusões é justamente se apegar à ilusão do mundo material.

Quando o corpo, veículo ilusório da alma desvanece, a alma fica diante de duas possibilidades: o retorno ao Universo eterno ou voltar ao Universo material para outro período de vida condicionada a um corpo. O tipo de corpo que a alma vai utilizar no mundo material está diretamente relacionado com o seu desejo. O desejo é o condutor da alma podendo levá-la para os universos materiais superiores, intermediários e superiores. Quando o desejo da alma está centrado na materialidade ela será conduzida para os planos inferiores, quando o desejo está vinculado à emoção, a morada da alma será os planetas intermediários e quando a alma está buscando diminuir o sofrimento das pessoas sua morada será os planetas superiores.

Não podemos confundir o Universo Transcendental com os planetas superiores. A grande diferença é que nos planetas superiores as almas possuem desejos que as aprisionam ao mundo ilusório e o Universo Transcendental é um outro tipo de vida que não possui nenhuma comparação com que a alma condicionada conhece. Desenvolvimento da alma é se despir totalmente de todas as conscientizações que elaborou no universo em que está inserida. Todo conhecimento retido pela alma condicionada do Universo material é uma ilusão e ao mesmo tempo aprisionante e condicionante.

A consciência humana totalmente desvinculada de todo tipo de apego ao mundo material pode atingir o Universo Transcendental que é o mundo eterno, morada de Deus e das almas liberadas. Alma liberada significa alma sem nenhum tipo de desejo. O Universo Transcendental é o objetivo a ser atingido por todas as almas sendo necessário percorrer o caminho do desapego.

Os livros sagrados dos Vedas mostram com clareza que a ausência dos desejos é o caminho, o único caminho para a morada eterna. Este caminho é trilhado por todas as almas que estão voltadas para o seu próprio interior sentindo as vibrações da Superalma que são traduzidas por paz, uma paz que substitui todos os prazeres corporais, uma paz tão profunda que coloca o corpo material imóvel no sentido de neutralidade diante do mundo.

Serviço devocional a Deus é a atividade libertadora sendo que o objetivo é ter consciência de Deus e o método é o desapego. A relação com Deus somente é possível mediante a libertação de todos os desejos, livrando-se de todos os conceitos corpóreos e seguir a vida sem apego. Servir a Deus é livrar de todas as ilusões e ilusão é justamente o apego à existência finita. Não existe nada mais importante que libertar-se do universo material.

Libertação, espiritualidade, desapego, sabedoria, iluminação, amor, bem aventurança, purificação, penitência, austeridade e serviço devocional a Deus são palavras que possuem o mesmo sentido cuja significação é desapego; assim sendo, o avanço espiritual está diretamente ligado ao desapego e desapego inclui tudo o que está inserido no Universo que estamos vivendo.

A alma não precisa do corpo material para viver, pois, ela é vida. O corpo material serve unicamente para a alma condicionada se satisfazer através das vibrações grosseiras dos sentidos do corpo. O corpo material é o símbolo do apego ao ilusório, a tudo que é passageiro e aprisionante ao Universo material.

A síntese dos ensinamentos dos sábios vedantas é o desapego.

Texto revisado por Cris
Publicado dia 25/11/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 9




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa