auravide auravide

Seja como a semente que se entrega ao vento

por Vera Godoy

Publicado dia 12/6/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Solta-te... deixa que a vida te leve, como uma semente que se entrega ao vento que a levará ao solo fértil para ali germinar.
Deixa que a vida, as energias superiores te guiem para onde deves ir e permanecer. Não lutes contra isso. Faze o que teu coração pedir sem que tentes entender os “ porquês”. Não resistas! Confia mais na tua essência interior que é Deus e a ela te entregas de corpo e alma. Não procures racionalizar nada, apenas sente e procura ver, ouvir e falar através de teu coração.
Tem fé na vida que ainda não compreendes integralmente, mas que sentes em teu coração como certo. Não te preocupes com o amanhã; preocupa-te em ser o melhor hoje. Como podes ter certeza que haverá o amanhã?
Cuida de ti e não te deixes perder nas águas escuras da ignorância e falta de fé.
Estarei sempre contigo. BIALITZ(29/08/90)


Muita gente tem tudo na vida para ser feliz, mas não consegue e por quê? Tem casa própria, quando muitos pagam aluguel; é saudável na maior parte do tempo, quando muitos enfrentam problemas crônicos ou sérios; e poderíamos descrever uma infinidade de coisas, uma extensa lista de situações que deixariam qualquer pessoa feliz e, mesmo assim, não conseguem ter prazer na vida, vivem sem motivação, encontrando obstáculos onde não existe. Vivem a queixar-se o tempo todo.
A galinha do vizinho é sempre mais gorda! Compara-se e sente-se infeliz. Olha sempre para o que lhe falta e não para o que possui.

Muitos possuem aquilo a que chamamos “visão de túnel”, não conseguem enxergar as inúmeras possibilidades que a vida apresenta, não promovem mudanças, não experimentam o novo, ficam estagnados em partes ou pedaços da vida e destroem o presente fixando-se no passado, não criando oportunidades de crescer e evoluir. A imaginação é usada para observar o outro e muitas vezes culpá-lo pelo que acha que está inadequado em suas vidas.
Quando fixamos nosso pensamento no outro ou o imaginamos, o nosso corpo e nossas emoções respondem criando perturbações que nos deixam fora de nossa realidade.
A vida é uma constante manifestação. É mudança, é criação, é o novo. Até a própria espiritualidade, os seres das dimensões superiores mostram isso o tempo todo, pois, vivem em constante mudança. É preciso ter uma visão espiritual mais elevada, sem abandonar a visão do mundo. Nossa vida material reflete a realidade espiritual que existe dentro de nós.

A queixa de uma paciente na Terapia Energética para a Ampliação da Consciência (TEAC) mostrou esse quadro repetitivo durante pelo menos quatro meses consecutivos. Ela era atendida e suas queixas giravam em torno de vários motivos e cada semana era uma diferente, nunca estava bem.
Sua pressão subia constantemente, dores de cabeça, tonturas, dores no corpo. Vivia triste, sem ânimo, sentindo-se inútil, sem esperanças, pois, a vida tinha lhe tirado o marido, os três filhos casados não mais precisavam dela e somente conseguiria ser feliz novamente se encontrasse um novo amor. Só dessa maneira sua motivação voltaria. Enquanto isso não acontecia, sua rotina era extremamente pesada, o que lhe impulsionava a ir a muitos lugares diferentes buscar ajuda. Sempre aparecia alguém que lhe indicava um lugar ou uma pessoa que iria operar um milagre em sua vida. Uma semana na Igreja Evangélica, outra no Centro Espírita, outra no Templo Budista. Também havia a rotatividade em consultórios médicos, acumputuristas, reikianos, etc. Nada lhe trazia alegria de viver.

Demonstrava um enorme entusiasmo ao iniciar algum tratamento novo ou descobrir alguma filosofia nova que, segundo ela, teria modificado totalmente a vida de alguém conhecido. Durante um atendimento lhe perguntamos: “se você encontrar esse novo amor, fará tudo igual ao seu primeiro relacionamento? Pensa que repetirá sua vida anterior sabendo as coisas que sabe hoje?
Pensou e disse: acho mesmo que só mudamos o endereço!
Sua resposta foi um indicativo da inflexibilidade e da dificuldade de mudar e aceitar os revezes da vida.
Começamos, a partir desse dia, um intenso tratamento, incluindo palestras, cursos e também florais, Terapia Bioenergética, mas chegamos ao final de exaustivos seis meses com a certeza que ali existia uma nova pessoa.
Consciente das alternativas que a vida nos dá, permitindo-se experimentar o novo, sem expectativas impostas pela vontade do ego e por condicionamentos sociais, mais feliz, mais inteira e até mais rejuvenescida.

Nenhuma mudança é fácil de ser assumida, pois não estamos preparados para mudar. A maior dificuldade do ser humano é sair da zona de conforto, da segurança da rotina conhecida. Valorizamos as experiências passadas, com medo do futuro.
Estamos em tempos de mudanças radicais e os únicos que sobrevivem são os que se adiantam a elas e mudam a partir de si mesmos. Encontram seu espaço sagrado em seu interior, descobrem valores até então desconhecidos e criam condições reais para abraçar o novo. Percebem as oportunidades com lucidez e clareza e têm a certeza que o destino de todos é um só:evoluir a consciência e voltar a encontrar Deus dentro de si, como parte integrante de seu ser e que isso não está fora de seu alcance.

Por maior que seja nosso sucesso hoje, nunca devemos ficar satisfeitos. Não podemos mais estar vinculados a processos fora de nós para sermos felizes, por isso o melhor a fazer é mudar sempre.
Buscar algo dentro de si que lhe traga felicidade é aspirar uma consciência espiritual elevada, daqueles que sabem que a realidade não é na verdade essa que enxergamos com nossos olhos físicos, essa é a nossa maior ilusão. Mudar é dar o primeiro passo para a evolução.
A realidade é o universo, a criação e está dentro de nós. É preciso sair da redoma que construímos à nossa volta, para mergulhar com coragem e determinação nos acontecimentos que ocorrem nas nossas vidas pessoais e na vida do nosso planeta, aceitando ser um co-criador da realidade que precisa imperar rapidamente entre todos nós. Esse é o início da realidade que reflete a fraternidade, a solidariedade, o equilíbrio, a compreensão e a paz.

Brahma Kumaris diz: "Não há dois dias que sejam iguais. Não há duas pessoas que sejam iguais. A atuação de qualquer pessoa está sempre mudando. Mesmo a minha própria atuação muda diariamente. Eu estou fazendo o mesmo que eu fiz ontem? Não, isso mudou. Portanto, por que eu manteria a mesma atitude que eu tive em relação a
algo que aconteceu no passado? Nós não precisamos nos sentir presos a uma atitude específica da mente. Eu estou mudando. Os outros estão mudando. O mundo está mudando".


Busca a interiorização e aprende o valor do silêncio. Só dessa maneira podemos descobrir que a motivação, a alegria de viver e a certeza daquilo que queremos se revelará, pois tudo está dentro de nós.

VERA GODOY

Participe da AULA ABERTA DO CURSO ALINHAMENTO DA PERSONALIDADE ATRAVÉS DA ENERGIA DOS RAIOS

Texto revisado por: Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 217

foto-autor
Sobre o Autor: Vera Godoy   
O Núcleo EL MORYA oferece Cursos, Vivências e Terapias. ATENDIMENTOS INDIVIDUAIS. Cadastramento com autorização. E-mails: [email protected] Fone:11-2366-1104
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Qual é a sua ambição?
artigo Porque estamos novamente falando da Era de Aquário?
artigo O Universo num Corpo Humano
artigo A noite escura, de são joão da cruz

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa