auravide auravide

Sem o tempo

por Margareth Maria Demarchi

Publicado dia 21/9/2020 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Acordei de um sonho, onde me senti diferente.

O dia transcorreu assim...

Transcorria sem preocupação com nada, eu apenas ia me lembrando o que fazer. Achei estranha a sensação, fiquei me observando.

Senti cada momento plenamente, ainda que as vezes pensava: como posso me despreocupar do relógio e ficar totalmente entregue no agora?

Bom, o dia foi acontecendo, e eu fui observando. Percebi que existia um sentido em cada momento do dia, me deixei experienciar essa forma do dia, dirigir... Observava que chega alguém com algo para fazer, ou alguém liga marcando algo, os eventos vão acontecendo e, nesses momentos, como estava solta, me permiti observar ser seguida.

O dia foi completamente ativo sem que eu me ocupasse para pensar em fazer algo, tudo acontecia. Chegou o momento que eu pensei: mas agora tenho um horário marcado, sai para atender, mas como tinha tempo e sabia que tudo estava acontecendo no tempo sem problema, resolvi passar no espaço de uma amiga, conversamos e ela disse para aproveitar e fazer uma massagem. Nesse momento, olhei para o relógio e disse a ela que tinha um compromisso marcado, mas como tudo estava indo bem, eu me deixei seguir. Fiz a massagem e fui para o meu compromisso, sabia que iria chegar no horário.

Cheguei e estacionei o carro perto de uma lanchonete, pensei: nossa, queria só um tempinho para tomar café.

Quando ia sair do carro, a pessoa me ligou e disse que iria atrasar um pouco. Pensei espantada... Nossa! Tudo parecia meio mágico, fui tomar o meu café com uma  sensação estranha por constatar que o dia acontecia da melhor forma e sem programar.

Foi assim que aconteceu e foi real por um dia.

Acordei no outro dia sem a sensação, a mente se ocupando com a semana toda, e em alguns momentos do dia me deparava com a sensação do sem tempo, e me perguntava:

- Será que essa experiência de sem tempo mostrou algo de outra ordem e valor no dia?

Hoje sei que o dia segue na ordem mental, da vida material, em que se ocupa de muitas coisas antecipadamente sem necessidade, mas junto existe uma outra ordem espiritual que às vezes passa sem perceber que ela está fazendo parte no dia.

Com essa experiência, aprendi a prestar atenção ao valor do dia pelo que ele me oferece de aprendizado, compreensão e reflexão, dizendo:

- Eu (indivíduo) SOU(Ser divino) MARGARETH MARIA DE MARCHI, expressão da presença divina atuando aqui e agora e constantemente, assim foi, assim tem sido, assim é, e assim será, a cada instante e cada novo instante, a cada momento e a cada novo momento e a cada dia e a cada novo dia.

ESTOU PRONTA!

Sempre um excelente dia para VOCÊ.
Texto Revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 3

foto-autor
Autor: Margareth Maria Demarchi   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa