auravide auravide

Ser diferente é normal, ser diferente é bom!


Facebook   E-mail   Whatsapp

Li um artigo sobre o filme “Colegas”, no qual o autor criticou a obra pelo fato de que mostra pessoas com Síndrome de Down roubando. É claro que eu não discordo, mas por outro lado a mensagem do filme é muito interessante: ser diferente é normal, ser diferente é bom! Inclusive, o figurino e a trilha sonora do filme em alguns momentos remetem a esta mensagem. Em um trecho do filme, os atores com Síndrome de Down vestem fantasias e músicas do Raul Seixas não poderiam faltar!

Eu acharia muito interessantes filmes ou peças de teatro que tratassem de histórias de superação de pessoas com Síndrome de Down. Basta uma simples pesquisa no Google e ficamos sabendo de rapazes e moças com Down que terminaram a faculdade ou escreveram livros. Mas o filme “Colegas” tem o seu valor, a sua mensagem contestadora é muito importante!

Lembrei-me da Elke Maravilha e da Nina Hagen, ambas “malucas beleza”, maravilhosas! Quem disse que todos nós devemos seguir os padrões que a sociedade tenta nos impor? Quem disse que este é o único caminho para a felicidade? A ilusória segurança pode até parecer felicidade, mas o mestre Osho inclusive disse que procurar seguir este caminho não traz a verdadeira alegria.

Vejamos o que Osho disse sobre a loucura:

“O mundo tem conhecido pessoas tão bonitas, tão loucas! Na verdade, todas as grandes pessoas no mundo foram um pouco loucas – aos olhos da multidão. Suas loucuras tiveram expressão porque elas não eram miseráveis, elas não tinham medo da morte, elas não estavam preocupadas com o trivial. Elas estavam vivendo cada momento com totalidade e intensidade e, por causa dessa totalidade suas vidas se tornaram uma linda flor – elas estavam cheias de fragrância, de amor, de vida e de riso.

Mas isso certamente fere milhões de pessoas que estão ao seu redor. Elas não podem aceitar a ideia de que você tenha alcançado alguma coisa que elas perderam; elas tentarão de todas as maneiras torná-lo infeliz. A condenação delas nada mais é do que o esforço em torna-lo infeliz, para destruir sua dança,  tirar a sua alegria – de medo que você possa deixar o rebanho.


É preciso reunir coragem e, se as pessoas disserem que você é louco,  divirta-se com a ideia.

Diga a elas: “Você está certo, neste mundo somente pessoas loucas podem ser alegres e felizes. Eu optei pela loucura juntamente com a alegria, com o êxtase, com a dança; você optou pela sanidade com a angústia, com o inferno – nossas opções são diferentes. Continue são e pareça miserável; deixe-me só na minha loucura. Não se sinta ofendido. Eu não estou me sentindo ofendido por todos vocês – tantas pessoas sãs, equilibradas no mundo e eu não estou me sentindo ofendido”.

É apenas uma questão de pouco tempo... Breve, uma vez que elas o tenham aceitado como louco, elas não o perturbarão mais; então você pode se revelar à plena luz com seu ser original – você pode abandonar todas as suas falsidades”.


Osho também ensina que é bobagem querer ser "adequado". Segundo o mestre, este desejo tem relação com o ego. É verdade... Afinal, o Grande Espírito se importa se nós somos "adequados"? É claro que não!

É importante ainda lembrar que todos nós somos "diferentes", únicos, incomparáveis. Somos obras de arte do Criador! Então por que querer ser semelhante aos outros? Para sentir que fazemos parte de um grupo? A atitude de tentar se adaptar não é necessária para que tenhamos a sensação de pertencimento, pois nós podemos assumir que somos diferentes de qualquer outra pessoa e ao mesmo sentir que fazemos parte da grande fraternidade humana. Mais do que isso, somos todos parte da Criação. Nós somos amor, há um imenso amor que nos une (Sim, somos todos um!)... O amor é tudo, tudo é amor...

Amigo leitor, vou finalizar relembrando a canção “Balada do louco”: “Dizem que sou louco por pensar assim / Se eu sou muito louco por eu ser feliz / Mas louco é quem me diz / E não é feliz, não é feliz...” É isso aí!

Texto revisado
 
 
 
 
 
 
 


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 15


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Patricia M. Barros   
Sou jornalista e advogada. Atualmente sou funcionária pública e estudante de psicologia e psicanálise. Sempre me interessei por questões que envolvem comportamento e o desenvolvimento pessoal. Espero contribuir um pouco para o bem-estar e felicidade de algumas pessoas!
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa