auravide auravide

SÉRIE OVNI - O BUMERANGUE - A EMOÇÃO DO PRIMEIRO VÍDEO.



Tendo resolvido entrar de cabeça no estudo e na pesquisa de um fenômeno que, de resto, vem me perseguindo desde os anos da infância, com visualisações periódicas mas infalíveis, estava eu sentada neste fim de semana na cadeira da minha varanda, durante um belo e ensolarado domingo de inverno que mais lembrava um dia de verão, com o seu céu límpido e sem nuvens. Filmadora pronta e carregada nas cercanias, já que desde a última e impressionante visualização noturna, já narrada em artigos anteriores, havia finalmente me resolvido a registrar essas ocorrências, via fotografia e filmagem, uma vez que me parece virem crescendo de intensidade ultimamente.

Nada obstante, pensava na vida de forma um tanto descontraída admirando os céus, naquela atitude mental usual de quem não conta exatamente que terá sua expectativa neste sentido atendida assim, de pronto. Na noite anterior, com efeito, havia feito o mesmo - e tudo o que vi de diferente foi uma luz piscando de maneira intermitente e desaparecendo sem mais nem menos em seguida - coisa da qual julguei precipitado atribuir à aparição de um UFO. Poderia ser uma série incontável de outras coisas!

De repente, todavia, meu estômago descaiu! Ao olhar para o céu acima dos prédios altos mais adiante na rua, dei com coisa em tudo idêntica ao que outrora já avistara também de dia, em elevadíssima altitude, parada por sobre o meu edifício! Um objeto estranhíssimo, em forma de bumerangue; de longe, a coloração aparentava o cinzento. Pairava estabilizado no mesmo ponto do céu e, enquanto corri esbaforida para buscar a câmera na sala, se manteve naquela posição. Só após a minha briga com a máquina para enquadrá-lo finalmente no foco, deu sinais de iniciar ligeiro movimento para a direita, na direção da quina do grande edifício de parede branca por cima do qual se fazia visível nas alturas.

Lembro-me de que por algumas vezes conseguia localizá-lo visualmente, mas não na lente, o que me levou a impacientar-me - tendo em vista que se deslocava devagar, mas de maneira contínua, o que me fez empenhar novo esforço em conservá-lo no foco, puxando um zoom que, somente após várias tentativas, o enquadrou de forma definitiva. Contudo, somente o suficiente para avistá-lo por uns poucos segundos; pois após este breve período de extrema tensão misturada à euforia da conquista deste primeiro vídeo, o insólito objeto deu a impressão de sumir-se de vez por detrás do prédio.

Durante vários momentos mais, indócil e decepcionada, busquei me deslocar na varanda o suficiente para enquadrá-lo de novo - em vão! Retornando ao ponto onde estivera anteriormente, pelo menos nas lentes não consegui avistar mais nada! Entretanto, algum tempo depois, e após colocar toda a família em polvorosa com a novidade do acontecido, ao plugar a câmera à tv para assistirmos à tomada, tomei-me de grata surpresa!

Aparecendo em alguns bons momentos nitidamente - o suficiente para conseguir analisar-lhe a forma peculiar com várias pausas durante a exibição - de súbito notei que, naquele finzinho, quando achava que havia desaparecido por detrás do prédio, em verdade não sumira! Na tela grande do televisor, vi nitidamente: ao contrário, o estranho objeto recuara um tanto nos céus límpidos, como se na intenção de me proporcionar alguns instantes a mais de filmagem - para só então declinar suavemente para a direita e desaparecer!

Esta fantástica e marcante ocorrência devolveu-me a certeza de que os envolvidos seriamente com o estudo e a pesquisa ufológica passam a ser monitorados pelos nossos visitantes, sejam eles inclusos na infinita variedade de aparições diferentes que vêm pipocando num crescendo pelo mundo. E parecem repetir para as mesmas pessoas as ocorrências pelas quais já passaram - haja vista ser este o segundo bumerangue que avisto em menos de dois anos!

Há todo um vasto universo a ser analisado e refletido por conta desses fenômenos, e o estudioso entusiasta, via sintonia com o assunto e - presumo! - com estes que são objeto da pesquisa de campo dos ufólogos sinceros, não haverá de se decepcionar, a partir do momento em que, de mente aberta, valorize a experiência e se dedique com empenho na busca de novas oportunidades, que certamente virão!

Resta-nos prosseguir neste instigante percurso a fim de, quem sabe um dia, conseguirmos desvendar melhor todas as razões desses acontecimentos já legendários na rotina do nosso planeta. Há muito o que descobrir; há muitas nuances que não vêm à tona facilmente; há ainda muito sigilo e recato na plena divulgação. Mas ao pesquisador sincero, boas surpresas o aguardam, e - certamente! - não irá se decepcionar com o que vai se deparar!

Lucilla

Texto revisado por Cris
Publicado dia 12/7/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 14



foto-autor
Autor: Christina Nunes   
Chris Mohammed (Christina Nunes) é escritora com doze romances espiritualistas publicados. Identificada de longa data com o Sufismo, abraçou o Islam, e hoje escreve em livre criação, sem o que define com humor como as tornozeleiras eletrônicas dos compromissos da carreira de uma escritora profissional. Também é musicista nas horas vagas.
E-mail: meridius@superig.com.br | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa