auravide auravide

Signo de Peixes

por Camila de Carvalho Colaneri

Publicado dia 28/2/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


O signo de Peixes é aquele que encerra a roda zodiacal. Podemos dizer que ele é uma síntese de todos os outros onze signos que o precedem. Em Peixes chega a hora de revisar tudo o que se aprendeu para podermos recomeçar novamente em Áries.

O símbolo do signo se assemelha a dois peixes unidos, sendo que um está ascendendo para o Cosmos e o outro descendo para a matéria. Os piscianos têm um alto grau de compreensão sobre o Todo, sintonia com o Universo, com tudo o que transcende, mas ainda estão ligados à matéria. Talvez daí venha para eles um grande conflito, pois sentem que pertencem à totalidade, mas ainda precisam desenvolver a unidade.

Por sintetizarem todos os signos, os piscianos desenvolvem um elevado nível de compreensão do ser humano. Eles compreendem através da intuição, da percepção. A palavra-chave para definir os piscianos é empatia. Eles sentem o outro como se estivessem dentro dele. E aquele que sente o outro, não o julga e percebe que todos os homens são iguais. Com isso são revestidos de uma grande dose de humildade. Quando os piscianos estão neste grau de compreensão, sentem que não precisam estimular o ego, que não adianta ser esnobe ou arrogante; compreendem que humildade não é sinônimo de submissão ou passividade. E assim, acabam se dotando de compaixão, pois como sentem e percebem o outro, sabem o que o outro precisa, porque o outro sofre e, portanto, estão sempre dispostos a ajudar. Não é à toa que temos muitos piscianos trabalhando como agentes de cura, terapeutas, médicos, enfermeiros, em creches e asilos.

Os nativos de Peixes são dotados de extrema sensibilidade, captando o ambiente e sentindo as pessoas ao redor. Têm muito charme e poder de sedução - conquistam pela simplicidade e doçura, como se fossem sereias que encantam. Quando percebemos já estamos literalmente fisgados. No amor são capazes de grandes gestos de ternura e dedicação. Sentem que o amor é algo eterno e que gostariam de se entregar de corpo e alma. Às vezes, também podem ter mais facilidade de amar a coletividade, o ser humano no sentido abstrato, do que nas relações particulares. Isso porque têm queda por aqueles que precisam de sua ajuda, podendo atrair pessoas carentes e frágeis. E assim, podem se desiludir e se afundar em fantasias e ilusões.

Peixes é regido por Netuno, o rei dos oceanos e co-regido por Júpiter, o Deus dos deuses. Ser pisciano é ser ilimitado, imenso, generoso. Eles têm grande capacidade de doação aos que amam, seja a profissão, a arte, outra pessoa. Querem viver experiências de transcendência. Quando amam o que fazem realmente se devotam e o sucesso aparece como fruto da dedicação, fazendo sacrifícios quando necessário. Muitos piscianos estão ligados às artes, pois se entregam de corpo e alma à experiência de criar. E arte inclui tudo aquilo que faz o ser humano pensar, ir além. Eles têm grandes antenas sensitivas. Vide Michelangelo, Vivaldi, Galileu Galilei, Albert Einstein, Rudolf Nureyev, Renoir, Chopin, entre tantos outros.

Piscianos sentem que todos somos irmãos de alma e que o nós é maior do que o eu. Daí a sua ligação com a espiritualidade, com experiências que nos conduzam a esse estado de espírito mais elevado, que faz com que nos conectemos com nossa essência divina. Por isso eles encerram o ciclo.

Peixes é o símbolo da grande jornada evolutiva do homem na Terra. Podemos dizer que no fundo todo ser humano tem uma mente inquieta que procura por respostas que vão além da matéria. Entretanto, os piscianos ainda estão encarnados, vivendo experiências materiais. Toda essa sensibilidade e vontade de transcender gera muita confusão. Como percebem que a vida imaterial é muito mais prazerosa e intensa do que a realidade, tendem a escapar de si próprios e a criar paraísos artificiais. Esse escape pode ser através de vícios (drogas, bebidas, remédios) ou ficando somente no mundo da imaginação, na religião, ou ainda, se ausentando da realidade e se isolando.

Como a imaginação dos piscianos é muito fértil, podem não controlá-la e, assim, inventam histórias e acreditam nelas ou são vítimas de pessoas que os enganam. Sem perceber, podem se sentir envolvidos em situações de calúnia, injúrias e fofocas.

Os piscianos também podem desenvolver dois papéis: o de salvador e o de vítima. Como salvador sempre acharão alguém que está pior do que eles para ajudar. Nessa posição acabam sempre pensando no outro e não se voltam para si. Os piscianos, por terem dificuldade de encontrar a própria identidade, se voltam para o outro como forma de salvação e assim, esquecem de si mesmos.

Podem também achar que são sempre incompreendidos e se colocam na posição de vítimas, ganhando com a própria fragilidade que criaram para si mesmos. Na posição de vítimas sentem-se sacrificados pela vida, achando-se infelizes e manipulando as emoções alheias com a sua vida frágil e dolorida.

Piscianos sentem que as fantasias, as ilusões e os sonhos os fazem suportar os limites da vivência aqui na Terra. Por isso gostam tanto de cinema, fotografia, música e artes. Eles podem não se sentir adequados nas mais diversas situações, se sentem diferentes - às vezes o excesso de sensibilidade causa essa sensação - e aí desenvolvem baixa auto-estima.

Piscianos buscam incessantemente explicações para a vida espiritual. Podem ser excelentes médiuns ou canais da espiritualidade, pois sua conexão com o plano imaterial é muito fácil. Devem, entretanto, tomar cuidado com os caminhos que escolhem, pois podem perder o rumo e serem vítimas de “esoterices”, acendendo velas para todos os santos sem distinção ou até mesmo sendo vítimas de ilusões espirituais. Podem sentir uma fé compulsiva, mas devem primeiro equilibrar-se emocionalmente para não se entregarem em qualquer tipo de experiência e que pode acarretar resultados desastrosos.

Piscianos não gostam de pessoas inflexíveis, de invasão de privacidade, de expor-se em público, de sistemas rígidos, de pessoas preconceituosas e orgulhosas, de donos da verdade, de pessoas frias, duras e de gente que não demonstra os sentimentos.

Peixes é o signo da compaixão, da doação, do amor incondicional, da transcendência. Mostra que a alma é imortal, que a vida material é que é passageira e que, portanto, devemos nos apegar ao crescimento espiritual, ao aprimoramento da alma, ao invés de apenas nos preocuparmos com a matéria. A alma permanece, o corpo é que desaparece. E os piscianos sabem muito bem disso!

Período: de 20 de fevereiro a 20 de março
Regente: Netuno e Júpiter
Polaridade: Yin
Elemento: Água
Símbolo: Peixes
Metal: estanho/zinco
Pedra: água-marinha
Cor: violeta/verde-água
Frase: Eu creio
Palavra: Compreensão
Anatomia: pés, sistema endócrino e linfático, aura/corpo sutil.
Atividades: curadores, religiosos, artistas, cineastas, músicos, psicólogos, místicos, terapeutas.
Filmes: Peixe Grande, Pescador de Ilusões, Cinema Paradiso, Houve Uma Vez um Verão, Don Juan, Romeu e Julieta, Amnésia, Quero ser John Malcovich, O Paciente Inglês.
Piscianos famosos: Edgard Cayce, George Washington, Liza Minelli, Hebe Camargo, Robert Kennedy, Alexandre, o Grande, Glenn Miller, Sidney Poitier, Morim de Villefrance, Copérnico, Graham Bell, Elizabeth Taylor, Gabriel Garcia Marques, Gilberto Freire, Elis Regina, Yuri Gagarin.

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 40

foto-autor
Autor: Camila de Carvalho Colaneri   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa