auravide auravide

Sobre Tarô



Na linha de pensamento do escritor e tarólogo Nei Naiff, a Tarologia é o estudo da estrutura simbólica e atributos dos 78 Arcanos que compõem o Jogo do Tarô: 22 Arcanos Maiores e 56 Arcanos Menores. É um oráculo de orientação e se aplica em nível divinatório, desenvolvendo um aprendizado, um questionamento pessoal sobre as atitudes e escolhas na vida. Representa equilíbrio, meditação, autoajuda, livre arbítrio e evolução espiritual. Tarô não é adivinhação, não é religião, não é baralho de cartomantes. Tarô é uma arte que requer estudo e aperfeiçoamento constante de seus intérpretes, qualquer pessoa interessada pode estudar e aprender essa linguagem simbólica, mas não se pode jogar Tarô sem o devido aprendizado e formação.

O Jogo do Tarô é eficaz para o momento presente, indicando os caminhos futuros e as posssibilidades de escolha para uma tomada de decisão em determinado problema, ressalvando que o livre arbítrio é um direito sagrado do ser humano.

O desenvolvimento da personalidade humana, através do significado das cartas do Tarô tem sido objeto de vários estudos psicológicos. Um dos mais importantes é de autoria do famoso psicanalista suíço Carl Gustav Jung, que explorou o inconsciente coletivo através de métodos não racionais, explorando os mistérios da vida e os paradoxos da existência humana, a qual ele afirmou se expressar pelo consciente e inconsciente. Jung considerou as cartas do Tarô como uma longa viagem ao nosso eu mais profundo e com isso ele somente enriqueceu o processo de autoconhecimento.
 
Meus principais métodos utilizados na taromancia:
  • Método Péladan (5 cartas): desenvolvido pelo abade francês Joséphin Péladan, este método é baseado no símbolo da CRUZ e as cartas respondem perguntas específicas, situações objetivas do momento vivenciado pelo consulente, indicando os caminhos futuros da questão formulada. Aplica-se em nível de orientação e divinatório.
  • Método do Mandala (13 cartas): é o mais propício ao exercício do autoconhecimento, um dos métodos mais complexos e completos para a interpretação dos Arcanos, não há a necessidade de perguntas para a utilização desse método, cada Casa onde serão dispostas as cartas focaliza uma área do universo humano e tem seu significado particular. A força dos Arcanos mostram o caminho iluminado da transformação. Aplica-se em nível de orientação e divinatório.
  • Método Conselho do Mestre (1 carta): fornece um aconselhamento geral para o momento do consulente, uma atitude pessoal, através de um Arcano Maior e um Arcano Menor. Aplica-se em nível de orientação.
A Ética no tarô é um dever, portanto são princípios essenciais:
  • Ser fiel intérprete da simbologia das cartas;
  • Aplicar um método para a tiragem das cartas, com uma abordagem voltada para a orientação, o aconselhamento e a divinação;
  • Nunca revelar o conteúdo do jogo de um consulente a outra pessoa;
  • Nunca falar de tragédias, mortes e outras fatalidades, mas usar o tarô como instrumento de consolo, esperança, força, fé, coragem e otimismo. Amanhã será sempre outro dia! 

    Texto Revisado

Publicado dia 6/9/2018
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 1



foto-autor
Autor: Tarô é Luz - a energia do despertar   
Sou Educadora, Licenciada em Letras, Especialista em Gestão de Seres Humanos, Tarôloga, Reiki Nível I e II,Sistema Osho Reiki e Nível III-A,Sistema Usui Tibetano. Terapia com Cristais. Praticante de Barras Access.
E-mail: cc59taroeluz@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa