auravide auravide

Somos a própria evolução

por Maria Clara Gallicchio Valerio

Publicado dia 22/4/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp



Muitos não sabem de onde vieram, nem para onde vão, menos ainda o que fazer. Aí paralisam e ficam aguardando, acham que tem alguém que sabe e trabalha por eles, transferem a responsabilidade de sua evolução para um ser antropomórfico criado a partir da sua mente: “Entrego nas mãos de Deus e ele resolverá tudo”.

Se você, caro leitor, pensa assim, pode esquecer, não é assim! Se é que foi verdade, hoje em dia não é mais. Ou você assume quem é ou corre o alto risco de não ser nada, e ficar à deriva na estrada da vida.

O mal conceitual não existe. O que existiu sempre foi o mal no bem, o eterno jogo polar que impulsiona a evolução e o aprendizado do homem em sua marcha para o divino. A humanidade, em uma interpretação errônea, cria o mal no mal e faz existir os demônios que depois não consegue exorcizar e eliminar de si mesmo e do mundo que a cerca.

O ser humano deve transformar-se na própria divindade consciente e a natureza sábia como é, não dá saltos, nada há de magia. Não ocorre isso de um dia para o outro e tudo muda, há uma estrada que precisa ser percorrida.

Somos tudo o que de melhor e de pior já existiu na humanidade e em nós está entrelaçado à espera de ser resolvido. O futuro, o sempre, é um estado de ser e a chave para vivermos neste mundo, nos é dada diariamente, através do legado e da realidade que a Divindade quando se fez carne e habitou entre nós, em todos os tempos, construiu durante as idas e vindas na face da Terra.

O que há por fazer? Vamos empreender algo maravilhoso, fantástico, criar um novo padrão de consciência para o amor universal, expressando conscientemente a partir do centro dos nossos corações, consciências puras e felicidade, que é o caminho a ser trilhado pela humana criatura em sua marcha evolutiva; ao fazê-lo, o aprendizado rico em experiências gravará no nível celular a certeza de que ser feliz é permanecer na estrada, caminhando, portanto, um meio e não um fim.

O amor universal que é pura expansão da luz celeste, sentimento divino que a tudo e a todos criou deverá ser exteriorizado para que o ser humano possa vivenciar a Divindade dentro e a partir de si mesmo, refletindo de seu interior o sol com o qual iluminará a sua estrada e a de outros na sagrada mãe Terra. Possuir a consciência de expandir e trabalhar agora é um prêmio, inédito. É um processo de aprendizado mútuo e consciencional.

Um novo estado de ser vibra no planeta; a idéia é permanente no homem e com ela o ser humano cria o mundo perfeito, revendo atitudes nocivas, estabelecendo um curso seguro para o barco que tem nas mãos, a que dá o nome de vida. O futuro é agora, é já, é hoje, é o SEMPRE, abarca o presente, o passado e o futuro humano e divino. Construamos a realidade humana conscientes para fazermos parte do mundo Divino, nosso por direito e por dever!

Maria Clara Gallicchio Valério
Astróloga, educadora e terapeuta holística

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 4

foto-autor
Autor: Maria Clara Gallicchio Valerio   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa