auravide auravide

TERAPIA DE BIOINFORMAÇÃO: UM NOVO CONCEITO NA CURA E PREVENÇÃO DE DOENÇA



“Idéias novas são sempre tidas como suspeitas e geralmente são negadas, sem outra razão senão a de não serem ainda comuns”. Esta afirmação é do médico da Universidade de Oxford, e também cientista político, John Locke, que viveu no século XVII. Mas se adequa perfeitamente ao assunto que abordaremos: a Biofísica e a aplicação de seus princípios no século XXI.

Durante mais de vinte anos de pesquisas conduzidas nos campos da biologia, física e engenharia cibernética por conhecidos estudiosos da Alemanha e de outros países, entre eles o médico Dr. Franz Morell e o engenheiro Erich Rasche, chegou-se à conclusão de que cada indivíduo possui um espectro de oscilação eletromagnética ultrafina que pode ser eletronicamente percebida, processada e, então, utilizada como terapia. Sendo assim, as ondas eletromagnéticas passaram a ser consideradas as forças mais importantes que existem na natureza, visto que influenciam no metabolismo, no crescimento, na liberação dos hormônios e na dor.

Desses estudos surgiram equipamentos capazes de fornecer a diagnose e terapêutica, sem o uso de qualquer método invasivo, de modo preciso e imediato. Tais aparelhos têm sido utilizados na Europa e nos Estados Unidos tanto na prevenção quanto no tratamento dos mais variados casos: da intolerância alimentar e química aos mais complexos como câncer e aids. Com resultados bastante satisfatórios, eles atuam nos desequilíbrios energéticos e suas possíveis conseqüências a fim de promover a melhora na qualidade de vida de modo que as vibrações eletromagnéticas da própria pessoa estimulem as forças e informações que autoregulam o seu corpo a serem liberadas e normalizadas para que o processo curativo se manifeste.

Geradores Internos e Externos

Gerador é uma fonte que induz eletricamente o ser humano. No caso do gerador externo temos a poluição ambiental e sonora; e a geopática, causada pelas antenas de TV, celulares, computadores e microondas dentre outros aparelhos. Já em relação aos geradores internos, a mente, a psique e também a personalidade atuam como “ruídos” que podem modificar a harmonia do sistema energético humano. Portanto, se o indivíduo está desarmônico/doente, não se pode analisar apenas o corpo, mas também e inclusive, o seu entorno, o ambiente.

Os profissionais que utilizam os recursos da biofísica defendem o uso de terapias naturais, porém agregadas aos avanços da tecnologia para agilização dos resultados, ou seja, a união dos conhecimentos da física, biologia e tecnologia denominando esse sistema de tratamento de Terapia de Bioinformação.

Um dos maiores defensores dos benefícios da Biofísica é o engenheiro eletrônico, físico e psicólogo Miguel Ferrari que se especializou no assunto no Instituto Max Planck, na Alemanha, com o Prêmio Nobel de Medicina de 1991, Dr. Bert Sakman que, juntamente com Erwin Neher tabelou a eletricidade das células, criando assim o princípio da biofísica dos órgãos. Segundo ele, a alopatia oficial é que é alternativa pois veio depois da Biofísica, da Medicina Tradicional Chinesa, da Ayurveda e da Homeopatia já que são mais antigas que ela. Ou seja, a alopatia é que surgiu como ‘alternativa’ e não o contrário. Na sua visão, na Medicina Biológica o médico ou terapeuta é apenas um facilitador na procura pela cura interna de cada indivíduo, pois busca não intervir na sintomatologia com a prescrição de produtos farmacêuticos, muitas vezes mais tóxicos e comprometedores à evolução do processo curativo.

“- Eu sempre digo para o meu paciente que não tenho a menor idéia do que está acontecendo com ele, mas que o seu corpo vai me ‘falar’ através de impulsos elétricos qual o problema real, e não aquele visível, que muitas vezes é o motivo de sua queixa”, enfatiza Miguel Ferrari que há 15 anos trabalha em São Paulo com essa tecnologia.

No Rio de Janeiro, a terapeuta holística e practioner em Biocomunicação Instrumental na Espanha, Rocio Mouzo, compartilha das mesmas idéias e garante que existem cinco pilares fundamentais para a análise precisa de um corpo saudável segundo a Biofísica: alergia, alimento, dente, geopatia e psicologia. Para ela a Biofísica sempre disse que o organismo humano não pode ser reduzido apenas aos processos químicos, pois ‘é um sistema de alta complexidade’.

Outro que também defende a nova medicina biológica alemã é o médico e professor da UFF em Medicina Social, Dr. Eduardo Almeida, que recentemente publicou o livro “O Elo Perdido da Medicina – O Afastamento da Noção de Vida e Natureza”. Ele é enfático ao dizer que trata de gente, não de doença e que a medicina oficial está centrada na doença, esquecendo os aspectos da individualidade.

“- Depois de algum tempo como médico alopata percebi os limites da alopatia e o seu grau de toxicidade. Vi que o médico perdeu os seus recursos terapêuticos e tornou-se completamente dependente da indústria farmacêutica”. Para Eduardo, a medicina deveria voltar a ser considerada uma arte e não ciência, assim como no princípio quando as suas maiores descobertas não foram atribuídas a médicos, mas a artistas como Leonardo da Vinci e Michelângelo e afirma: “Não existe ciência que possa dar conta do ser humano. Um sistema vivo extremamente complexo tanto em termos biológicos do corpo físico, quanto nos seus demais corpos, sejam sutis - bioelétrico, mental, vital, anímico - seja em termos culturais - corpo social, corpo familiar.” Para Eduardo o organismo é um sistema completamente regulado por processos eletromagnéticos internos e externos e o problema da medicina atual é que ela trabalha com a consequência - a lesão – e não a causa. Assim ele levanta a questão: “Se o foco central é a lesão do órgão ou tecido, quais são os fatores responsáveis pelo aparecimento da lesão? Isso a medicina nunca pergunta. Se você não atua na causa como pode curar?”.

Os benefícios desses tratamentos, comprovados na Europa há pelo menos 20 anos, advêm de várias terapias, conforme o caso, aplicadas isoladamente ou em conjunto. São elas:
* Imunoterapia Ativada - trabalha nas alergias e nas sensibilidades alimentar e química.
* Terapia de Biorressonância - através dos fluidos - saliva, muco nasal, urina ou sangue - é possível produzir uma fórmula frequencial personalizada para o desequilíbrio diagnosticado.
* Terapia de Revitalização - atua nos distúrbios circulatórios funcionais, nas dores agudas e crônicas, nas inflamações, no pré e pós-operatório, nos distúrbios metabólicos e psicossomáticos.
* Terapia de Bioinformação - processo de identificação de materiais dentários compatíveis e definição de substâncias tóxicas ao organismo.
* Terapia Ortomolecular Frequencial - trata os desequilíbrios através da administração de pequenas quantidades de minerais para suprir as necessidades orgânicas do indivíduo. Também conhecida por Oligoterapia, pois age através dos oligoelementos, que são metais ou metalóides responsáveis pela catalização das reações químicas que se processam constantemente em todos os seres vivos.
* Eletroacupuntura de Voll - possibilita o diagnóstico e a terapêutica mais precisa e imediata que o método convencional da acupuntura.

Texto revisado por Cris
Publicado dia 25/10/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 17




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa