auravide auravide

Tomar posse do que já é seu

por Alex Possato

Publicado dia 3/3/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


O homem quer, deseja, está sempre em busca de algo. Um amor, um milhão de dólares, um filho, um companheiro, um sorriso. Anda pelos caminhos tortuosos da vida, olhando o tortuoso, sem desfrutar o caminho. Busca o certo e o seguro, quando nada é certo e seguro nesta vida. E sabendo disso, que a vida é a brincadeira na eterna insegurança, tem medo.

Então, surgem pessoas que prometem a felicidade, o paraíso, a libertação, a iluminação. Falam de seres radiantes e evoluídos, espiritualizando uma teoria que originalmente servia para determinar a evolução material e biológica das espécies. Uma teoria do velho e bom Darwin que diz que uma vida unicelular transformou-se, através dos milhões de anos, em peixes, os peixes em aves, as aves em mamíferos. Dos mamíferos, um em especial - o macaco - resolveu fazer macaquices e transformar-se em homem. Uma teoria a respeito da matéria. Tão boa teoria quanto a de Adão e Eva, dos ET’s que povoaram a Terra, dos Atlantes e outras. Verdades? Quem pode dizer? Quem garante, com 100% de segurança, que não houve um Adão, uma Eva, uma maçã e uma serpente? Quem diz que não foi um extraterrestre que deu origem às antigas civilizações? Quem prova que não foi o homo-sapiens o tataravô da humanidade?

Sabe de uma coisa? Isso tudo importa muito pouco. A mente humana deseja entender alguma coisa, porque sente-se segura, achando que pode prever o que acontecerá no futuro. O futuro nunca chegará, porque o tempo é circular. A vida é cíclica, não linear. Todas as espécies vivas, todos os corpos celestes e todo o universo têm um prazo de validade, depois do qual inicia o processo inverso, de degeneração, morte, e transformação em outra forma de vida. A humanidade teve um começo e terá um fim. O planeta Terra também. Até eu! Por medo e insegurança, o homem vive com a cabeça no futuro. Cria uma barreira física e emocional em torno de si, fecha-se no seu mundo, e não toma posse do presente.

O grande segredo

O homem quer saber o segredo para ter tudo o que deseja. Como alguém fechado dentro de uma casca de ovo pode ter acesso ao universo? Vamos fazer uma experiência? Imagine que você é um computador. Dentro do seu disco rígido tem muito conteúdo: todos os livros que você leu, todos os filmes que viu, todas as emoções da infância, as lembranças boas e ruins, o que você aprendeu, suas habilidades manuais e intelectuais. Por melhor que seja, você é limitado ao seu disco rígido. Agora imagine que você tem um cabo de rede, que o liga ao computador da sala ao lado. Agora você tem acesso a mais informações! Experiências que você não viveu e que podem ser muito úteis! Vamos mais longe? Coloque um cabo de internet: milhões e milhões de computadores conectados entre si, trocando informações... Diga-me uma coisa: para que saber os segredos do mundo, se aquilo que você necessita está disponível a qualquer momento, vindo de outros computadores do mundo? Computador do Zé Mané está virtualmente em conexão com o computador da Nasa, do Bill Gates e do Bin Laden. Neste exato segundo. Neste exato segundo temos acesso a um universo de conhecimento e sabedoria. Se fosse colocar tudo isso no seu HD, adeus HD... Informação e sabedoria não é para guardar, é para usufruir.

Quando as religiões tradicionais dizem que Deus criou o homem, na verdade estão dizendo: Deus criou a humanidade! Nós não somos “um homem”. Nós somos uma espécie humana, interconectada, interdependente, uma única espécie, uma única coisa. Eu não existo em absoluto individualmente: sou parte do meu pai, da minha mãe, e dos meus antepassados, e também do meu irmão, do meu vizinho, dos políticos, dos esquecidos, dos loucos e desvalidos. Pouco importa o João, a Maria, o Alex, a Lucia, o Marcos... Pouco importa se o Pedro vai para o céu, a Teresa está evoluindo... Evoluindo para onde?

Não existem indivíduos na face da Terra. Aquilo que acreditamos que é nossa personalidade são informações que não farão mais sentido ao final desta vida. Todas as personalidades da face da Terra fazem parte de nós. O não evoluído, sou eu. O mais evoluído, sou eu. O pecador, sou eu. O traidor, sou eu. O santo, sou eu. Basta olhar para dentro de si para perceber o turbilhão de sentimentos que temos, todo dia: raiva, alegria, tristeza, ódio, amor, ternura, insensibilidade, paixão, ganância, rancor, humildade, caridade... Tudo isso sou eu, e tudo isso pouco importa. A humanidade é muito mais que um montinho de emoções. A humanidade tem um dom ainda pouco explorado, que é o dom de, consciente e em harmonia com suas emoções, criar. E recriar.

O homem que não se sente um, mas o todo, está de posse desse poder criador. E vai muito além da idéia de atrair o que deseja: ele faz manifestar o que já é dele; afinal, ele não é um, mas o todo. O todo não precisa trazer riqueza, porque ele já é rico. Não precisa de saúde, porque já é toda a saúde do universo. Não precisa de um amor específico, porque ama a todos. Não precisa de reconhecimento, porque não há ninguém que poderia reconhecê-lo. E ele está bem com isso. E bem com os outros. Não há como brigar com o outro, porque seria a mesma coisa de um dedo brigando com outro dedo. Não há porque achar que o outro é melhor, porque seria o mesmo que achar que o pé esquerdo é melhor que o pé direito. Não há porque achar que fulano é mais rico, porque seria o mesmo de achar que a orelha esquerda é mais bela que a direita.

Livrar-se dessa concepção de individidualidade, centrada em emoções e numa personalidade perecível, é o primeiro passo para tomar posse do poder criador. É abrir-se para a “internet” universal, onde aproveitamos e usufruímos da capacidade e conhecimento de todos, pois todos, afinal, somos um. E então, não há mais limites pois tudo, é você!

Alex Possato
Consultor de marketing pessoal, especialista em programação neurolingüística e teoria da comunicação, escritor, palestrante.
Faça o curso online Lei da Atração na prática com o consultor Alex Possato! Clique aqui!

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 17

foto-autor
Sobre o Autor: Alex Possato   
Terapeuta sistêmico e trainer de cursos de formação em constelação familiar sistêmica
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa