Somos Todos UM Autoconhecimento
O Portal de

Autoconhecimento

e Espiritualidade

Autoconhecimento



Traição conjugal e suas consequências  
Home > Autoconhecimento
Traição conjugal e suas consequências

por Hee Jin Myung

Compartilhe
   


Todo problema sentimental é um problema espiritual.
Por que a pessoa trai o seu cônjuge?
Geralmente, o homem trai para se autoafirmar (para se convencer de que é o tal) ou por estar insatisfeito sexualmente e a mulher trai porque ela acha que encontrou "o amor da vida" dela ou por vingança.
As pessoa precisam entender que amor e paixão são coisas diferentes. Como abacaxi e martelo.
A paixão é uma ilusão incutida na mente por espíritos obsessores com a finalidade de destruir a vida da pessoa. Os obsessores transmitem pensamentos e imagens falsas repetitivas na mente da pessoa até ela achar que encontrou um grande "amor". A paixão acaba quando a consciência da pessoa desperta. Um iluminado jamais se apaixona por alguém.
"Amar não é gostar, amar não é um sentimento.  Amar é um decisão de suprir todas as necessidades do outro sem esperar nada em troca". (Myles Munroe)
As pessoas traem seus cônjuges porque não sabem que o casamento é um contrato "espiritual" para toda a vida. Quem quebra um contrato tem que pagar multa, mas as consequências de quebrar o sagrado laço do matrimônio podem ser funestas...
Os espíritos de cônjuges traídos podem se tornar obsessores da pessoa vida após vida até retornarem como marido, filho, mãe ou pai para a justa reconciliação.
O que esses obsessores podem causar na vida da pessoa?
- Doença física ou mental;
- Infelicidade no amor;
- Separação;
- Suicídio;
- Dependência química;
- Agressão, traição ou assassinato cometido pelo atual companheiro (os obsessores podem usar a mente das pessoas para fazer isso).
Maria, de 48 anos, me procurou porque sofria de depressão, ansiedade, insônia, alcoolismo e ouvia vozes acusadoras.
O primeiro marido com quem tivera três filhos vivia acusando-a de traição e tentara estrangulá-la várias vezes.
O segundo marido bebia muito e brigava por ciúmes infundados.
O seu filho mais velho, João, brigava com ela dizendo que ela tinha abandonado os filhos por causa de segundo marido. João tinha uma relação de amor e ódio com a mãe, era viciado em drogas e já tentara o suicídio.

Na primeira vivência, Maria era uma jovem muito bonita que foi obrigada a casar com um homem velho e rico (primeiro marido desta vida). Maria se sentia muito carente pois o marido não lhe dava atenção. Então se apaixonou pelo dono do mercado que frequentava. Um dia ela foi pega em flagrante e morreu apedrejada em praça pública.
Na segunda vivência, Maria era uma jovem namoradeira que casou com um um rico fazendeiro (seu segundo marido nesta vida).O seu marido gostava de festas e vivia namorando outras mulheres. Maria então resolveu dar o troco e se envolveu com um dos empregados da fazenda.O marido descobriu tudo e matou a ambos.
Na terceira vivência, Maria era uma moça casada com um pobre camponês (seu filho João desta vida) e tinha dois filhos pequenos. Um dia um rico senhor feudal se apaixonou por ela e a pediu em casamento.
Maria abandonou a família para casar com o senhor feudal. Mas ela era fogosa demais, começou a ter um caso com um dos guardas do castelo até que a sua sogra descobriu tudo e contou ao seu marido; e este matou os amantes.
É evidente que Maria sofria de uma fraqueza pelo sexo oposto e tinha um comportamento repetitivo de trair seus maridos vida após vida (provávelmente muitas outras vidas).
Os seus obsessores eram os amantes dela que morreram por causa dela e os muitos maridos que ela traiu em vidas passadas. Eles estavam causando a depressão, a insônia, o alcoolismo, usando seu companheiro para acusá-la e agredi-la.


Qual seria a solução para o sofrimento dela?
- Um profundo arrependimento pelos seus erros;
- Reforma íntima (aprender a ser fiel);
- Resgatar o passado (fazer o bem para anular o mal);


Texto Revisado (ss)
 


Consulte grátis
     
 
Compartilhe
   

Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Avaliação:
Traição conjugal e suas consequências
4 3


Autor: Hee Jin Myung   
Médica Psiquiatra, Terapeuta de Vidas Passadas e Psicotranseterapia. Atendo no meu consultório na R Vergueiro 2045 cj 604. Tel (011) 28152637 /999584650 
E-mail: myungheejin@yahoo.com.br
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Publicado em 25/01/2018

Deixe sua opinião sobre este artigo

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




Energias para Hoje
terça-feira, 17 de julho de 2018


energia
I-Ching: 18 – KU – A REAÇÃO
Agora é o momento certo para deixar de hesitar e agir. Energia e boa vontade são indispensáveis.


energia
Runas: Raidho
Analise novas oportunidades, mudanças para melhor.


17
Numerologia: Finanças
Dia de disciplinar, organizar, estabelecer planos, ser prudente e enxergar longe. Procure progresso e o atrairá, esteja alerta para possibilidades de ganhos, pois as oportunidades surgirão.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes




+ Lidos da Semana anterior
1. Se você não se posiciona, não adianta reclamar da inconveniência do outro!
2. Enfrente seus medos
3. Como é um relacionamento ideal para você?
4. Quem são os abusadores emocionais perversos e como agem?
5. Aceite seus sentimentos
6. Falando de chacras e iniciações espirituais
7. Por que Você é assim?
8. Por que há espíritos negativos?



 
© Copyright 2000 - 2018 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Política de Privacidade