Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Verdade e Mentira

por Margareth Maria Demarchi
Verdade e Mentira

Publicado dia 5/8/2020 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


O nosso mundo interno, carrega nossa verdade e mentira temida, amada, desejada e inspirada. Essa verdade ninguém vê, só a pessoa pode acessar, o outro só possui a meia verdade que pode ser partilhada do aspecto interno, mesmo assim, a pessoa que possui a verdade vai filtrar através da sua consciência algumas palavras, e ao ser verbalizada já não compõe toda a verdade.

Falando com vocês sobre essa faceta do nosso mundo interno, para que se possa cada vez mais compreender que a única verdade pura é aquela que só a pessoa acessa.

Pensa nisso, quanto da verdade é colocada na realidade?

Depois de ver a quantidade da verdade que se usa no dia-a-dia, vamos observar o nosso mundo interno:

Cada pessoa cria seu personagem para lidar com o outro e com o mundo externo que é uma mescla da verdade e mentira que se exercita nos relacionamentos todos os dias.

Refletindo...

Pode chamar esse personagem de personalidade artificial, mas que sofre a interação do agente original (EU), sendo que muitas vezes um ou outro pode atuar de forma mais ampla, dependendo da situação e ambiente.

Pensando nisso, quanto do agente original EU aparece?

Ao observar se percebe  que é mais fácil entrar com a personalidade artificial, porque ainda é necessário desenvolver a comunicação interativa, onde a opinião do outro possa ser algo a refletir pela a ideia, que poderá: adotar, completar, sem efeito para a situação atual e ainda observar o ponto de vista do outro e passar a compreender.

A decisão de caminhar para a verdade exige muita sabedoria, porque o exercício da comunicação ainda hoje é  mais da personalidade artificial, que guarda ressentimentos pela falta da exposição do seu verdadeiro sentimento, isso faz com que desconfie do outro, porque também é possuidora de  uma personalidade artificial, onde na maior parte é uma comunicação:  “boa”, “com muita gratidão”, “amor”,  “Entendimento”  e principalmente “muita compreensão” .

Como fica nessa comunicação o seu agente original EU?

Pelo o tempo que estamos nesse tipo de comunicação artificial, qual o maior meio de comunicação hoje passado pelas mídias de comunicação?

É informar o que aconteceu com outro.

E quanto de verdade tem na notícia?

Será que se pode confiar, sabendo que a única verdade é de quem vive a situação, sabendo que a palavra verbalizada será a meia verdade que pode  ainda sofrer mudanças, por aqueles que repassam.

Por que se toma tempo para ouvir sobre o outro?

O que se busca com esse comportamento?

Desvendar a verdade do outro traz uma falsa satisfação em ver a “verdade” do outro ser revelada, mas no fundo se sabe que também tem a sua verdade guardada, assim, o ser humano caminha no controle e descontrole da sua verdade e mentira.

Se pode imaginar o quanto é difícil a atuação da verdade, mas cada pessoa tem que observar a repercussão de cada mentira, por trás das palavras verbalizadas  sobre o outro, por mais ingênua que possa parecer tem as intenções secretas: de se manter numa posição amável, ser reconhecida(o),  ter o seu prestigio aumentado, diminuir o prestígio do outro. Ao usar desses meios com outro, pode acarretar na desconfiança e achar que o outro também pode estar usando os mesmos meios, isso as vezes pode se transformar em exagero e passar se defender na solidão, sem parceria romântica e sem parcerias sociais ou reduzir os relacionamentos.

Refletindo...

Quais os motivos de se evitar os relacionamentos?

Como eu imagino ser o outro?

Normalmente, quando a pessoa imagina o outro, faz com a sua mente, isso demonstra que ela vê o sentimento do outro através dos seu sentimento interno de memórias e imagens passadas.

O equilíbrio entre a verdade e mentira só existe quando ao invés de olhar o outro, passa a se olhar nos relacionamentos e descobrir que tipo de relacionamento está criando.

A sua verdade olhada sem véu, como suporta?

A sua verdade e mentira sendo aceita pela sua compreensão, fica mais fácil de aceitar o outro?

Como seria o mundo se reconhecer os motivos da verdade e mentira?

A verdade só poderá ser reconhecida pela mentira, quando a pessoa for capaz de observar a sua mentira e entender os motivos, é que entenderá a verdade de si mesmo.

A liberdade é o reconhecimento em entender os verdadeiros motivos por trás da verdade e mentira expressada.

A tranquilidade do mundo interior, trás tranquilidade para o mundo exterior, quando a verdade e mentira é compreendida em sua necessidade e motivos, pode ser transformada e aceita.

“Habilidade de mudar o mundo está em sua mente “


Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2

Autor: Margareth Maria Demarchi   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   


Veja também
artigo Você tem realmente esse tal Livre Arbítrio?
artigo Contrato com a morte
artigo Estesia
artigo A mudança deve ser interna

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa