auravide auravide

VERSOS em ATOS



ATO... I

“Por tanto amor
Por tanta emoção
A vida me fez assim
Doce ou atroz
Manso ou feroz
Eu, caçador de mim

Preso a canções
Entregue a paixões
Que nunca tiveram fim
Vou me encontrar
Longe do meu lugar
Eu, caçador de mim

Nada a temer senão o correr da luta
Nada a fazer senão esquecer o medo
Abrir o peito à força, numa procura
Fugir às armadilhas da mata escura”

ATO II

“Quando me perdi
Você apareceu
Me fazendo rir
Do que aconteceu
E de medo olhei
Vi tudo ao meu redor
Só assim enxerguei
Que agora eu estou melhor”

ATO III

“Seus olhos meu clarão
Me guiam dentro da escuridão
Seus pés me abrem o caminho
Eu sigo e nunca me sinto só

Eu gosto de você
E gosto de ficar com você
Meu riso é tão feliz contigo
O meu melhor amigo é o meu amor

E a gente canta
E a gente dança
E a gente não se cansa”

ATO IV

“Que tal nós dois numa banheira de espuma
El cuerpo caliente, um dolce farniente
Sem culpa nenhuma

Fazendo massagem, relaxando a tensão
Em plena vagabundagem, com toda disposição
Falando muita bobagem, esfregando com água e sabão”

ATO V

“Acreditar, não posso acreditar
Como alguém tão livre se deixa escravizar
Desistir, como se fosse só deletar

Olha, o que tá dito, tá dito
E o que foi feito também
Mas certas coisas
Nem as palavras podem apagar
Nem o tempo, nem o fogo, nem a fome, nem o corpo, nem a alma
Nem as ondas, nem as praias, nem o mar
Nem o mar“

ATO VI

“Porque nós dois nos cruzamos com pressa demais
E foi tudo intenso e veloz
Nos amamos, meu bem, só que em pistas opostas
E sós

Deixe estar, vai sarar
Com sorte, quase sem deixar saudades
O repente do mergulho
Bem no meio
Da represa da felicidade”

ATO VII

“Eu não sei mais quem eu sou
E o que pretendo
Mas eu vou fundo até descobrir
Quem será que eu vou parir
Quem vai vir... “

FINAL

“Que venha essa nova mulher de dentro de mim,
Com olhos felinos felizes e mãos de cetim
E venha sem medo das sombras, que rondam o meu coração,
E ponha nos sonhos dos homens
A sede voraz, da paixão

Que venha de dentro de mim, ou de onde vier,
Com toda malícia e segredos que eu não souber
Que tenha o cio das onças e lute com todas as forças,
Conquiste o direito de ser uma nova mulher

Livre, livre, livre para o amor... quero ser assim, quero ser assim
Senhora das minhas vontades
E dona de mim"

Letras das Músicas:
CAÇADOR DE MIM - Milton Nascimento
Composição: Luís Carlos Sá e Sérgio Magrão
ESPERANDO NA JANELA - Gilberto Gil
VELHA INFÂNCIA - Tribalistas
Composição: Arnaldo Antunes, Carlinhos Brown e Marisa Monte
BANHO DE ESPUMA - Rita Lee
Composição: Rita Lee e Roberto de Carvalho
ARQUIVO II – Marina Lima
Composição: Bid, Marina Lima e Alvin L.
DEIXA ESTAR - Marina Lima
Composição: Marina Lima e Antonio Cícero
ALGO ME PEGOU - Somethings got me - Marina Lima
Composição: Lori Carson
Versão: Marina Lima
UMA NOVA MULHER - Simone
Composição: Paulo Debétio e Paulinho Rezende

Texto revisado por Cris
Publicado dia 19/2/2007

  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 24




Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa