auravide auravide

VIDAS PARALELAS

por Maria Luiza Silveira Teles

Publicado dia 4/6/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


26/05/2008 - 10h29m

Jung dizia que existem os sonhos “pequenos” e os “grandes”. Ele pôde constatar isso não apenas com as revelações feitas em seu consultório, muitas vezes usando a hipnose, mas com os pacientes feridos, que atendeu durante a Segunda Grande Guerra.

Os sonhos pequenos são aqueles que se referem ao nosso dia-a-dia e os grandes são mensagens de nosso inconsciente pessoal e do inconsciente coletivo. No inconsciente coletivo estão o passado e o futuro de cada um e de toda a história da humanidade.

Todos sabem que Jung, nos anos de sua velhice, passou a acreditar na reencarnação, na comunicação dos espíritos e nas viagens astrais. Por isso, a ciência acadêmica costuma rejeitar os seus escritos desta fase. Entretanto, bem sabemos que é na terceira idade, depois de muito viver e estudar, que alcançamos a sabedoria.

Eu não tenho dúvida alguma de que Jung estava com a razão. Não somente pela minha fé, mas pelas experiências que tenho vivido e pelo muito que tenho estudado.

Assim como eu vivo uma vida paralela a esta, em outra dimensão, acredito que o mesmo acontece com todos os humanos. A diferença está no fato de que alguns se lembram de tudo muito bem, como é o meu caso, e já outros não têm a menor lembrança.

Enquanto meu corpo dorme, meu espírito vive normalmente em outras “moradas do Pai”. Lá, eu estudo, ajudo em trabalhos importantes e tenho encontros fabulosos com seres de luz e amigos que já se foram. O fato de esta vida paralela ser tão real e muito bem lembrada por mim, quando acordo, ajuda-me, ainda mais, a não temer a morte, pois sei que vivemos num “continuum”.

Jesus Cristo, a perfeição encarnada, fez-nos promessas nas quais acredito piamente. Nada do que aprendi com outros grandes mestres é senão os ensinamentos de meu amado Jesus que, desde a mais remota infância, já os conhecia.

Quem souber ler o Novo Testamento, não se apegando à letra, mas ao espírito, encontrará lá a fonte de toda a sabedoria e verdade. A hermenêutica, feita com seriedade, nos leva a descobrir revelações que o Senhor nos fez de maneira subjetiva, sutil e veladamente. Talvez alguns se perguntem: "Mas, por que Ele não teria dito tudo aberta e claramente?" Acredito que a resposta está no fato de que nem todos estão preparados para certas verdades.

A vida é eterna, sem dúvida. E apenas a matéria necessita de descanso. Nosso espírito, isto é, nossa essência, nosso eu verdadeiro, não precisa de descanso. Por isso trabalhamos, ininterruptamente, em vidas paralelas.

Maria Luiz Silveira Teles

Texto revisado por Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 7

foto-autor
Sobre o Autor: Maria Luiza Silveira Teles   
Fui professora de Inglês e, depois, professora universitária de Psicologia e Sociologia. Tenho 29 obras publicadas pelas editoras Vozes, Brasiliense e Parêntese. Hoje, trabalho como professora-visitante por todo o Brasil, sou consultora pedagógica e editorial e faça Reiki nas pessoas necessitadas que me chamam.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa