Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
Home > Autoconhecimento
Viver para dentro x Viver para fora

Viver para dentro x Viver para fora

por Aurora Reis

Viver para dentro significa olhar para si, para o seu interior, seu processo de autoconhecimento que consiste (entre outras coisas) a observar a si mesmo: seus pensamentos e sentimentos.

Viver para fora é exatamente o oposto: é cuidar da vida que é vista, ou seja, do aspecto material e fazer o que tem que ser feito nesse sentido, como: cuidar dos afazeres da casa, dos relacionamentos, do trabalho, enfim... Cuidar da vida que envolve o seu agir no mundo.

Não há um modo de viver que seja melhor que o outro, que seja certo ou errado. O importante é justamente manter este equilíbrio tênue entre o yin e o yang: o TAO – tão famoso descrito por Lao Tsé há milhares de anos.

No vazio, encontramos a perfeição da alma e do ser, o caminho sagrado de cura, equilíbrio e harmonia.

Encontrando esse equilíbrio conseguimos saber (discernir) quando é o momento de avançar e recuar, de semear, plantar e colher.

Como ensina esta bela passagem bíblica, de Eclesíastes:

“Tudo tem o seu tempo determinado e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.

Há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou;

Tempo de matar e tempo de curar; tempo de derrubar e tempo de edificar;

Tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de dançar;

Tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar;

Tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de lançar fora;

Tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar;

Tempo de amar e tempo de odiar; tempo de guerra e tempo de paz...”


Há tempo de semear o amor sempre, sem cada ato, em cada passo, em cada sentir, em deixar estar, acontecer...

Saber fluir é uma arte divina, abrindo mão do controle nos desapegamos do ego e das falsas certezas.

Temos sempre o melhor de nós à nossa disposição. Basta colher o fruto e abrir a chave para o lado certo.

“Há duas formas de Amor. Uma o liga a Deus. A outra o liga ao mundo. A mente é responsável por qualquer um desses estados. A mente pode ser comparada a uma fechadura. Se você virar a chave para a direita, a fechadura se abre. Se você virar a chave para a esquerda, ela se fecha. O coração é a chave para a fechadura da mente. Se você virar a chave para o mundo, você tem apego e escravidão - quando você a vira para Deus, você alcança a libertação. É por isso que tem sido declarado que a mente é a causa da escravidão ou da libertação humana. Quando a mente está repleta de sabedoria, ela torna o homem um santo. Quando está associada à ignorância, ela se transforma em agente da morte”.
Sathya Sai Baba


Om Sai Ram!

Ana Aurora

www.espacopachamama.com

Texto Revisado
Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp



Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Avaliação: 5 | Votos: 1
Atualizado em 10/02/2019

Veja também
Você sabia que homens também são vítimas de Abuso Emocional?
Prece do vigilante da luz no burilamento consciencial
Quando nos curamos trazemos paz ao mundo
Como lidar com o Abuso Emocional?

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.






Energia do Dia
03 - CHUN - DIFICULDADE INICIAL
O início de todas as coisas é freqüentemente trabalhoso e difícil. Mas basta manter-se paciente e perseverar.
Consulte o I-ching


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa