Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Ver e ser visto

por Eliana Borelli

Publicado dia 28/6/2020 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Uma das maiores necessidades do ser humano é ser visto!

Já existem estudos que mostram que o feto sente e faz interações importantes com a mãe e com o ambiente com o qual convive.

Quando nasce, o bebê não consegue diferenciar que ele é um ser separado da mãe, por isso, aumenta a necessidade do contato com ela. 
Por diversos motivos, esse contato não acontece da maneira como o bebê gostaria que fosse. Ou seja, continuar sendo "um" com a mãe.
Esse estranhamento vai produzir uma série de desconfortos que no decorrer da sua vida vão gerar demandas como, por exemplo, a necessidade de ser visto, ser acolhido e ser ser reconhecido. 

Por conta daquela pequena necessidade não satisfeita, mas que evoluiu e toma outras proporções no decorrer da vida, acrescentando mais demandas, mais necessidades, como no exemplo de uma bola de neve, onde vai grudando mais e mais partículas que vai aumentando, se a pessoa não trabalhar suas questões, se não tornar claro para si própria que não é realmente verdade, mas foi sua percepção que produziu essa sensação de falta.
Não é verdade que não foi visto e não teve suas reais necessidades vistas e preenchidas. Com excessões mais extremadas, as quais podemos estar abordando numa próxima fala.
E, sim, que ficou preso naquela imagem e sensação da falta.

Depois, quando adulto, se quiser pode abrir-se para olhar e modificar em si essas questões que produziram feridas abertas, onde um leve toque pode sangrar e doer profundamente. 
Mas, ao invés de continuar sentindo-se incompreendido, buscando sempre aquela atenção que desejou ter tido lá na tenra infância, procurar desenrolar o emaranhado do seu próprio novelo, cuidando de cada detalhe, cada fio, ver a si próprio e abrir-se para ver o outro, então, sua vida pode se tornar mais satisfatória. 
Nestes tempos de pandemia do covid19, vem à tona a necessidade de ver e ser visto, mesmo à distância, porque a autoexclusão e a exclusão de outros é uma das principais questões existenciais do ser humano, onde tem também a implicação, segundo Bert Hellinger, que traz a profundidade desse acontecimento de que a sensação de não estarmos sendo vistos é por que estamos implicados, representando um familiar que foi excluído no passado e que precisa ser incluído.

Fica o convite, vamos nos ver? 
Vamos contribuir e tornar nossa vida e a dos outros mais satisfatória? 
Acompanhe o convite, para grupos on-line, gratuito



Texto Revisado

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 5

Sobre o Autor: Eliana Borelli   
Eliana Vieira Borelli, Psicoterapeuta, Atendimento individual, grupal e on-line, fone: 5499737676
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Cuide da sua energia
artigo O Invisível, visível, 2
artigo Quando as Estrelas Descem Para Dançar no Coração do Homem
artigo O poder do desinteresse

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.








horoscopo



auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa