auravide auravide

Bendita ignorância!


Facebook   E-mail   Whatsapp

“Pesquisas afirmam que, segundo as leis da aerodinâmica e segundo ainda testes feitos em um túnel de vento, as abelhas não podem voar. Seu peso, a forma e as dimensões de seu corpo e o pequeno tamanho de suas asas, tornam impossível o vôo.
Como as abelhas não têm conhecimento de tais pesquisas, elas simplesmente não só voam, como ainda produzem mel...”
Antonio Rayol, fundador do Conselho Anti Drogas - RJ


Ana Lins dos Guimarães Peixoto nasceu na casa velha da ponte, na antiga cidade de Goiás, em 1889, mesmo ano em que veio ao mundo o famoso ator e cineasta, Charlie Chaplin. Fez apenas o curso primário. Como toda menina de sua época, precisava casar-se cedo e os estudos não constavam nos planos dos pais, afinal, isso era coisa para homem. A partir das dezessete primaveras já seria comentada na cidade como “a solteirona”. A única prioridade era ensinar-lhe sobre os afazeres do lar.

Teve que esperar até os vinte anos para que seu grande amor aparecesse. Se para ela aquele homem mais velho representava o príncipe encantado de seus contos apaixonados, para seus pais, totalmente consternados, o gajo estava mais para bicho-papão. Tratava-se de um homem separado que ainda por cima tivera a ousadia de ser pai de filhos com uma branca e uma índia, antes de conhecer a doce menina!

Ana não pensou muito: fugiu com ele. E ainda criou a filha indiazinha como se fosse sua. E foi feliz.

Cinco anos antes desse episódio, começou a escrever seus contos e enviá-los ao jornal. Ousava. Não sabia nada de gramática, entretanto sentia as palavras ideais com o coração, construindo suas poesias com maestria. Tanto que decidiu mudar de nome: tomou o pseudônimo de Cora Coralina que significa “coração vermelho”. E freqüentemente dizia: “Veja como é lindo meu novo nome!”

Tornou-se uma doce senhora, dona de poderosas palavras, escrevendo com simplicidade. Devido ao seu desconhecimento das regras gramaticais, conseguiu que sua produção literária priorizasse a mensagem ao invés da forma. Esteve o tempo todo preocupada em compreender o mundo, em contribuir com algo de bom, em elevar o próprio espírito através de seus devaneios com as palavras.

Teve a sorte de não saber o que se esperava dela. E fez muito mais do que muitos sonharam fazer neste mundo. Bendita ignorância que produziu tamanha sabedoria!

Ainda bem que ninguém contou para ela sobre as entediantes teorias do aposto e do vocativo. Imagine se o medo de errar a fizesse desistir da literatura, deixando-nos sem sua poesia maravilhosa? Ou mesmo tornando-a apenas uma técnica da escrita?

Por vezes é bom desconhecer a extensão dos riscos. Isso é o que torna certas pessoas poderosas. Afinal, conhecê-los bem é dar combustível ao medo. E o medo em demasia pode nos fazer estacionar na calçada da nostalgia.

Daí surgem aquelas velhas perguntas: Como teria sido se eu tivesse tentado? Será que aquela pessoa descartada no passado realmente me faria sofrer? E aquela nova profissão? Seria mesmo tão complicada? Será? Será? Será?

Escreveu Sêneca (4 a.C.-65 d.C.), o grande filósofo e escritor romano, que “rir é correr o risco de parecer tolo; (...) mas os riscos devem ser corridos, porque o maior perigo é não arriscar nada.”

Pois é! Às vezes é melhor simplesmente ignorar os riscos. E seguir adiante. Sim! Entendo que a previdência é muito importante. Ela nos ajuda a errar menos. Mas a paralisia, nascida do medo, é a única certeza de nenhuma realização.

Texto revisado por Cris

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 27


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Claudia Gelernter   
Tanatóloga e Oradora Espírita, professora e coordenadora doutrinária
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa