auravide auravide

A MEDALHA DE OURO 1ª pARTE


Facebook   E-mail   Whatsapp


A MEDALHA DE OURO
1ª Parte


O teatro estava lotado de discípulos, autoridades e curiosos. Grande divulgação fora realizada sobre a conferência que afamado guru iria pronunciar naquele dia e local e na qual se deu grande ênfase a possibilidade de demonstrações dos poderes extraordinários do conferencista.

Convidado pelo amigo Antonio, discípulo do referido mestre, Jorge foi assistir ao evento. Desde criança tinha certa inclinação pelos assuntos espiritualistas, mas até aquela data não havia encontrado alguém que lhe ajudasse nos primeiros passos; ao convite do amigo dispôs-se a assistir à conferêncIa.

Na hora aprazada, abriram-se as cortinas e aproximou-se do púlpito um dos dirigentes do ashram* vestido à oriental para fazer a apresentação do conferencista.

Durante cinco minutos o apresentador discorreu sobre as qualidades e poderes do convidado; por fim anunciou: senhoras e senhores, tenho o prazer de lhes apresentar o mestre Sri Swami Vidyananda!*

A platéia se levantou e com entusiástico aplauso, recebeu o convidado; um cidadão. ainda jovem, vestido à ocidental, para surpresa dos que esperavam uma pessoa já de certa idade com longas barbas e usando o traje tradicional dos indianos.

Á beira do palco, em posição de prece - as mãos justapostas diante do peito – curvou-se levemente e dirigiu à platéia a saudação usual de seu país namastê*

Durante uma hora e meia o palestrante discorreu sobre os milenares ensinamentos dos mestres da Himalaia, ensinamentos esses que dariam aos que os praticassem diligentemente a conscientização de sua unidade com Brahma*, o Criador, e conseqüentemente, a aquisição de poderes extraordinários

Jorge ouvia atento e entusiasmado as palavras do mestre.

Antônio, mostrava-se inquieto; já há alguns anos que vinha lendo bastante e
participando das reuniões e palestras no ashram*, mas até o momento ainda não tinha alcançado nenhum resultado.

Antes do encerramento desta primeira parte o guru informou que responderia às perguntas dos interessados; para isto deveriam formulá-las por escrito e depositá-las numa urna ao lado do palco. Papeletas e lápis foram distribuídos aos interessados.

Foi anunciado um intervalo de trinta minutos.

A segunda parte seria dedicada às anunciadas demonstrações de poderes do mestre.

As cortinas abriram-se mais e uma vez. e desta feita o mestre entrou vestido à
moda tradicional dos gurus de sua ordem religiosa. É recebido festivamente pela platéia.

Como prometido, após algumas explicações iniciais deu inicio às demonstrações de seus poderes. Aumentou seu corpo ao tamanho de um gigante, em seguida diminuiu-o ao tamanho de um anão; levitou-se, e nesse estado percorreu todo o palco; em seguida fez surgir uma cesta com doces que foram distribuídos com vários presentes após, discorreu sobre a vida pregressa, embora com reservas, de várias pessoas da platéia que a tudo observava com espanto.

Concluída essa fase das demonstrações, sob explosões de aprovação de uns e
incredulidade de outros, que falavam em truques e prestidigitação, o mestre iniciou a leitura das papeletas e suas respostas às mesmas. Uma delas, entretanto, foi deixada de lado e ao fim das respostas solicitou a quem a fez que o procurasse num determinado dia da semana seguinte em seu ashram*

Humildemente agradeceu aos aplausos e retirou-se do palco, tendo de voltar várias vezes para agradecer àqueles que insistiam em não deixar o teatro.

Jornalistas. fotógrafos e fãs em busca de autógrafos, aglomeravam-se na saída daquela casa de espetáculos.

No dia indicado Antônio e Jorge foram ao local indicado pelo guru em busca da resposta prometida.

Anunciados, foram encaminhados à presença do mestre, que em postura de lótus, sobre um estrado, aguardava-os com a papeleta na mão.

Era a grande dúvida de Antônio sobre sua falta de resultados às práticas dos ensinamentos do mestre.

-Por favor, sentem-se, pediu o mestre.

Os rapazes sentaram-se diante dele e aguardaram.

O guru fechou os olhos por alguns instantes; colocou as mãos sobre suas cabeças e pediu-lhes para fechar os olhos. Passou a projetar as seguintes cenas na visão interior dos dois.

1ª cena- No estádio superlotado realizava-se a prova final de salto em distância. Os espectadores aplaudiam com entusiasmo o esforço de cada competidor em superar as marcas dos adversários.

Mário, um dos atletas, atingiu a maior marca e foi considerado o vencedor.

No podium armado diante das autoridades, os três primeiros lugares tomaram suas posições; Mário ocupou o lugar mais alto.

As autoridades se aproximaram; o presidente do comitê colocou a medalha de bronze no terceiro colocado e a de prata no segundo. Aproximou-se de Mário e lhe colocou a medalha de ouro, tão arduamente conquistada. Os espectadores aplaudiram de pé o grande vencedor daquela prova.

A projeção astral continuou e passou a mostrar agora o dia a dia de Mário: Acorda muito cedo, faz uma leve refeição e vai para o estádio iniciar seu treinamento. São sessenta minutos de exercícios físicos, alongamentos, corrida contra o relógio e por fim, saltos, tudo sob a assistência do seu treinador. A cada salto procurava superar a marca anterior e a cada um o treinador lhe dava algum tipo de orientação.

Por fim volta para casa às pressas, toma um banho e come também apressadamente o desjejum, pois precisava ir trabalhar.

Ao terminar o dia de trabalho, volta o estádio recomeça seus treinamentos, concluindo-os, passa na biblioteca e vai ler e assistir vídeos sobre sua prática, filmados pelo treinador, até às 22h00. Vai para casa, toma banho, toma apenas uma vitamina, e vai dormir.

Nos dias seguintes, a mesma rotina; de domingo a domingo, feriados, dias santos; não há folga até o dia do certame.


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 2


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: Eduardo Paes Ferreira Netto   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Autoconhecimento clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa