Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Livres para Amar

por Maria Cristina Tanajura
Livres para Amar

Publicado dia 3/4/2008 em Autoconhecimento

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Embora as distâncias tenham se encurtado por conta da rapidez dos meios de comunicação, dos preços mais baratos das passagens, dos celulares, da Internet, percebo que ficamos mais separados, a cada instante. Dificultam a entrada de pessoas estrangeiras nos diversos países, a acolhida nos aeroportos não é cordial, a desconfiança é muito grande quanto à real intenção de cada um que chega ou que vai. Isto me tem chamado a atenção. Já vivi um tempo em que viajar era um acontecimento mágico, maravilhoso! A comida nos aviões era muito gostosa, viajávamos vestidos como se estivéssemos indo a um encontro muito importante. Tudo era prazer, mesmo tendo que passar muito mais tempo no ar.

Nosso mundo ficou rápido, tudo é instantâneo e prático, mas muitas vezes vazio de sentido - e o que não nos encontra conscientes, deixa de existir. Se não posso estar realmente presente em cada instante que vivo, será que eu vivo? Se corro todo o tempo e me preocupo com o que não pude fazer, com o que deveria fazer, com o que ainda tenho que fazer... será que estou vivendo o momento que corre, agora, ou estou no limbo, entre um acontecimento e outro, como se estivesse suspenso, ou aprisionado?

Por que estou mais próxima das pessoas aparentemente e, ao mesmo tempo, muito longe delas? Posso telefonar para quem quiser, numa fração de segundo... será que me permito dizer realmente o que quero, o que sinto, ou será que falo apenas o que minha razão me diz que é seguro? Será que me abro, que mostro ao outro o caminho para o meu coração, para aquela que realmente sou, ou será que falo coisas superficiais que muito pouco expressam de mim, que me parecem adequadas porque não me expõem?

Acho que vivemos com muito medo nos tempos de hoje. Este monstro terrível nos encolhe e nos faz solitários, apesar de termos tanta facilidade de estar com os que desejamos. Que pena! Seria tão bom que nos comunicássemos, realmente, falando nossas dúvidas, nossas tristezas, nossas necessidades, nossas idéias, nossas crenças, para que nos vissem como realmente somos, pessoa única que não tem cópia e nunca a terá...

Precisamos nos aproximar, apesar do medo enorme que sentimos, ou morreremos de tristeza, de fome de ternura, de falta de amor, nos tornando uma civilização tremendamente rápida, mas terrivelmente lenta na troca de carinho, de amor.
Assim, vamos tentar falar a verdade ou calar? Dizer do amor que sentimos, sem expectativas, sem cobranças, sem vergonha, sem culpa?

Estamos muito juntos... somos muitos... mas não nos conhecemos! Estamos afastados uns dos outros, sentindo falta de amor, com medo de abrir o coração!
Tanta rapidez nos encontros, tanta escassez de verdade neles. De que adianta eu poder me comunicar com tantas pessoas, se não for verdadeira? Se não deixar que saibam como sou, aquilo que sinto? Para que o outro se reconheça no que falo e chegue mais perto, me diga que compreendeu, me dê sua mão, me dê um abraço sem reservas e me diga: somos irmãos!

O medo está nos empurrando pra baixo. Vamos nos libertar dele, nos entregando mais à Vida e ao Amor e certamente ele irá, acanhado e menosprezado, pra longe de nosso convívio, nos libertando desta prisão de solidão que está nos matando em vida.

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 165

Sobre o Autor: Maria Cristina Tanajura   
Socióloga, terapeuta transpessoal.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Quando a economia vai melhorar? Júpiter em marcha direta irá ajudar?
artigo Porque vínculos traumáticos abusivos são difíceis de romper?
artigo Kyudo 2
artigo Babaji - O padrinho espiritual secreto

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.








horoscopo



auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa