auravide auravide

A busca do equilíbrio: um desafio atual


Facebook   E-mail   Whatsapp





Se cuidar está ficando cada vez mais complicado na atualidade. Talvez porque o mundo globalizado
exige tudo muito rápido: comidas expressas, academias expressas, vida voltada
para o trabalho, o relógio sempre contra as pessoas, pois o tempo está cada vez
mais escasso, até cursos de curta duração para o preparo dos trabalhadores.
Tudo muito instantâneo, momentâneo, para ontem.

Outro dia, surpreendi-me com o comentário de uma colega de trabalho que falou: não almocei,
não jantei e nem dormi ontem! Falou como se sentisse orgulho do que fez em prol
do trabalho. E o corpo e a saúde como ficam nessa história?

Como manter o equilíbrio e aprender a ter saúde diante desse movimento?

Na verdade, o que se vê atualmente são pessoas que querem que o corpo se adapte ao mundo imediatista
que exige que permaneçamos a mil por hora. Querem terapias rápidas, paliativos,
remédios que eliminem a dor. Porém, como vamos eliminar a dor se ela só
demonstra que essa pressa de fazer tudo no mundo material é prejudicial ao
corpo. Não estamos falando de eliminar tudo da vida moderna, mas sim
aprendermos a nos conhecer, aprendermos a ter responsabilidade pela nossa cura.

Devemos, sim, aprender a olhar para a dor (física ou emocional) tomarmos coragem de entender
de onde ela vem, qual nossa necessidade diante dessa dor. Se não conseguimos
curar a dor sozinho, precisamos aprender a nos encaminhar para a melhor
terapia, aquela que supre nossas necessidades. Por exemplo, se estamos com dores
musculares: massagem; se estamos com algum impasse emocional: terapias com
psicanalistas, psicólogos; se estamos com falta de energia: um reiki.

Aprenda também que não é porque estamos bem que não devemos fazer atividades benéficas para prevenção
e busca de bem-estar. Olhe sempre com carinho para sua alimentação, beba muita
água (pelo menos 2 litros por dia), pratique exercício físico, mas procure
alguma atividade que seja o oposto do que você costuma fazer no dia-a-dia: de
nada adianta fazer uma atividade de musculação se você vive acelerada no seu
trabalho e atividades do dia; Faça algo que você possa respirar e se acalmar
(Yoga, Chi Kung, Liang gon, Tai shi shuan) - é isso que seu corpo necessita!

Não deixe a sua saúde nas mãos somente dos médicos e dos terapeutas.  Busque conhecer para que serve cada terapia e
compreenda o problema que lhe incomoda. Se encaminhe para o profissional que lhe
pareça apropriado e acredite que este problema será resolvido. Se não se
resolver instantaneamente, compreenda que ainda necessita de mais tempo para se
conhecer e se curar.

Não tenha raiva da dor. É seu corpo querendo lhe dizer algo que ainda você não compreendeu.
Se você não cria o hábito de escutar as necessidades do seu corpo, só através da
dor ela pode se comunicar com você.

Nádia Izumi Yamaguti

Massoterapeuta e Pedagoga
Texto revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 6


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: SPAÇO NATUREZA & TERAPIAS   
Visite o Site do autor e leia mais artigos..   

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Corpo e Mente clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa