auravide auravide

A verdadeira causa dos vícios e compulsões


Facebook   E-mail   Whatsapp

Uma amiga me perguntou se poderíamos utilizar a *EFT (técnica para autolimpeza emocional, baixe o manual gratuito aqui) para eliminar vícios de drogas. Eu falei que sim, claro que é possível e que dá excelentes resultados. Ela ficou realmente surpresa ao saber disso, talvez sem entender exatamente como isso pode ser feito. Expliquei que é preciso trabalhar profundamente o lado emocional para ter bons resultados.  

Mas e quando não há nada emocional por trás do vício? E quando o vício se dá por que a pessoa foi influenciada por alguém, experimentou e se viciou?  Foi o que ela indagou que aconteceu com um amigo que ela pretendia ajudar. Vou explicar melhor a seguir.

Todos nós, em maior ou menor grau, carregamos uma inquietação interior. Muitas vezes chamamos essa inquietação de "ansiedade". Para algumas pessoas pode ser que essa inquietação não apareça tanto em forma de ansiedade, mas aparecerá na forma de algum outro desconforto qualquer: sensação de insegurança, tristeza, preocupação, medo e etc... Nem sempre essas sensações são nítidas para nós, por que as carregamos por tanto tempo, que nos parece a maneira normal e natural de viver.

Prazeres momentâneos encobrem temporariamente esse sofrimento interior: comida, sexo, bebida, drogas, compras e outros são recursos que utilizamos para anestesiar um pouco esse incômodo que carregamos constantemente. Só que logo o prazer acaba, o efeito do anestésico passa, e precisamos de mais uma dose.

Atividades que exigem muito da nossa mente ou que absorvem a nossa atenção por completo desviam o nosso foco das sensações desconfortáveis que carregamos constantemente. Servem também como outra forma de nos anestesiar, e não entrarem contato com o sofrimento: estudar demais, trabalhar em excesso, navegar na internet, jogos eletrônicos, televisão... Esportes radicais e situações que provocam grande adrenalina também absorvem por completo nossa atenção e temporariamente ficamos ilusoriamente livres do sofrimento interior.

Observe que existem pessoas viciadas e compulsivas por todos os tipos de coisas: aposta, compras, drogas, trabalho, comida, exercícios, esportes radicais, televisão, internet, estudo, balada e etc... Todas essas coisas são utilizadas como um meio de sentir alívio temporário. O que nos vicia não é a atividade ou a droga em si, e sim, a sensação de bem-estar que provoca momentaneamente. Se curarmos a causa real do vício, que é o sofrimento interior, deixamos de ter a necessidade do anestésico, pois não haverá mais nada a fugir. Ficamos viciados em mascarar o nosso desconforto, pois não sabemos como sentir alívio de outra forma.

Todo esse processo não é claro para a pessoa que está se utilizando desses métodos para se livrar do sofrimento. Parece que simplesmente dá uma vontade intensa de fazer algo e sem nenhuma razão aparente por trás. É como, por exemplo, uma vontade que pode bater à noite de comer um doce. O que nos levou a isso? Será fome? Não, muitas vezes já estamos bem alimentados. É o processo inconsciente de buscar um prazer para encobrir nossa inquietação interior. Em algum nível, todos nós utilizamos essas formas de fuga já citadas.

Ninguém se vicia por que foi influenciado por alguém. Uma pessoa que está em maior equilíbrio não será suscetível a esse tipo de influência. E mesmo que resolva experimentar alguma droga, acabará não tendo muito interesse e não utilizará mais depois. As supostas influências só atingem aqueles que já estão realmente predispostos emocionalmente.

E do que é formado essa "ansiedade", "inquietação" ou sofriment ointerior? É formado pelo acúmulo de sentimentos negativos: medos, preocupações, raiva, tristeza, abandono, rejeição, mágoas, culpa, solidão e etc... Acumulamos essas emoções ao longo da vida ao passarmos por diversas experiências negativas que nos deixam impregnados com sentimentos negativos.

Para que você tenha um exemplo claro do que é um "sentimento acumulado" é só pensar em algum evento passado que ainda causa desconforto emocional ao ser lembrado. Essa emoção que brota agora ao acessar a lembrança é o resto do sentimento que foi gerado na época, e que não foi plenamente dissolvido ao longo do tempo, permanecendo em você até hoje. Imagine, então, quantas memórias existem dentro de nós com carga emocional, e o quanto isso pesa e contribui para o aumento do nosso sofrimento interior. E tudo normalmente acontece aos poucos, lentamente, sem a nossa percepção clara.

Todo e qualquer vício é uma busca inconsciente para se livrar dessa sensação incômoda que guardamos. Para eliminar o vício, é preciso eliminar as suas reais causas. Isso somente ocorre quando dissolvemos profundamente os sentimentos guardados. Um trabalho terapêutico que consiga trazer esse resultado levará a eliminação dos vícios e não a simples repressão deles. Como a EFT é extremamente eficaz para liberar e dissolver sentimentos negativos, ela é bastante utilizada com sucesso por praticantes e terapeutas levando a resultados muito expressivos nesses casos.

Outro dia estava vendo na televisão sobre a "cracolândia" e as formas que o governo usa para lidar com o problema. A maioria delas miram nas consequências, como a repressão ao uso por exemplo. Todos aqueles que estão por lá são pessoas extremamente afetadas emocionalmente, quer elas tenham consciência disso ou não. E grande parte não tem consciência disso mesmo. Elas apenas sentem um impulso de usar a droga, e não tem noção de onde isso vem.

Mas é realmente um problema difícil de se resolver, por que a solução real passa pelo tratamento daquelas pessoas. É raro que o viciado tenha vontade de se tratar, e mesmo quando tem, os métodos de tratamento dificilmente têm um poder profundo de eliminação dos sentimentos negativos. A pessoa sai melhor, mas por dentro ainda guarda suas feridas emocionais e terá que se valer de esforço, e força de vontade para "combater" e reprimir o vício.

Por não ocorrer essa cura emocional profunda, o que vai acontecer com muitos, é a troca da válvula de escape. O alcoólatra deixa a bebida, e começa fumar. Ou começa a comer mais e engorda. Ou, então, precisa de antidepressivos.

Quando o trabalho emocional consegue realmente curar as feridas emocionais, a paz interior e os níveis de felicidade aumentam e, naturalmente, aquele impulso de buscar algo externo simplesmente se extingue. É dessa maneira que a EFT nos ajuda de uma forma muito eficaz.

André Lima

*EFT - Emotional Freedom Techniques - Técnica que ensina a desbloquear a energia estagnada nos meridianos, de forma fácil, rápida e extremamente eficaz, proporcionando a cura para questões físicas e emocionais. Você mesmo pode se autoaplicar o método. Para receber manual gratuito da técnica e já começar a se beneficiar, acesse este link

Texto revisado
 


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 312


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Andre Lima   
André Lima é engenheiro e trabalha exclusivamente com autoconhecimento desde 2006. Vem divulgando e esinando em palestras e cursos presenciais e online sobre a EFT - Emotional Freedom Techniques, uma técnica revolucionária, simples e eficaz, para limpeza e cura de todos os tipos de emoções, pensamentos e crenças limitantes.
E-mail: andre@eftbr.com.br | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Corpo e Mente clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa