Home > Autoconhecimento
Dicas para uma vida melhor

Dicas para uma vida melhor

por Rosemary Rezende

Acordei hoje com mil idéias na cabeça. E de tantas, acabei não conseguindo reproduzir nenhuma. Tem dias que a gente simpesmente está assim. Principalmente, os sagitarianos, como eu. Mas, então, mexendo aqui nas minhas coisas encontrei esse artigo, e quem sabe, ele não resume um pouco do que eu queria dizer.

Há pessoas que perdem a saúde para juntar dinheiro e depois perdem o dinheiro para recuperar a saúde. Por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem o presente de tal forma que acabam por nem viver no presente nem no futuro. Vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se nunca tivessem vivido" (Confúcio).

Quando queremos fazer alguma coisa bem feita, como cozinhar um alimento, por exemplo, precisamos nos planejar antes, ter todos os ingredientes à mão, nos assegurar do modo de fazer, da condição do fogão, etc. Na vida não é muito diferente. A felicidade não é obra do acaso, mas depende de uma série de fatores, entre eles, ter objetivos razoáveis, possíveis de serem alcançados, compatíveis entre si, e a determinação de persegui-los de forma consciente e de coração aberto às novas possibilidades, mas sempre lembrando que não há vida perfeita, felicidade perfeita, assim, devemos considerar como natural e razoável uma certa margem de erro e de incapacidade em alcançar os objetivos.

Planeje o seu tempo dando espaço para vários objetivos em sua vida e realmente obrigue-se a cumprir suas metas, principalmente, para não deixar que o trabalho, ou a internet, ou a televisão, por exemplo, tomem conta de todo o tempo da sua vida. Reserve um espaço para a prática de uma arte, exercício, esporte, aprender uma coisa nova, ir ao cinema, teatro, show, dançar, ler um livro, escrever um livro, pintar um quadro, pelo simples prazer de pintar ou escrever, sem se obrigar a ter fama ou fortuna.
Não espere ter um ataque cardíaco, derrame ou outro problema sério de saúde para só aí entender que os benefícios do exercício físico e de uma dieta são maiores que os prazeres da preguiça e da gula. O exercício dá energia à vida; a preguiça e a gordura excessiva entorpecem. Se não der para sentir prazer com o exercício ou com a dieta, então, que seja por disciplina consciente. Trace um plano de trabalho e se empenhe em realizar e, se fraquejar, tente novamente por que você não tem de provar nada a ninguém a não ser a você mesmo.

Dê mais espaço para as suas emoções sem precisar explicar tudo o que sente, a não ser quando os sentimentos exigem uma explicação, pois o outro não tem de ser adivinho. Viva um dia de cada vez, sem ansiedade pelo futuro que você não domina nem sabe como vai ser ou culpa por um passado que você não pode mais mudar. Muito menos sinta-se tão comprometido com o outro a ponto de valorizar mais os sentimentos dele que os seus próprios sentimentos. Exercite-se em ser flexível com o outro, pois são pessoas diferentes e o que deve importar não é o quanto um ou o outro têm razão, como se amar fosse uma competição para ver quem ganha, mas o quanto podem ser felizes juntos. E, quando tiver de dizer o que o incomoda no outro, faça-o no momento oportuno e sempre com ternura e palavras mansas, pois o objetivo não é ter razão, mas manter a felicidade da relação. É preciso confiar na capacidade do outro em se proteger emocionalmente até mesmo de você, afinal, quando um não quer dois não brigam - nem se amam. É um erro nos fechar para novas possibilidades e insistir numa relação onde se esgotaram as chances de felicidade conjunta. Não se sinta tão responsável quando um relacionamento não dá certo, pois ninguém é obrigado a gostar de ninguém, e existem tantos nãos no mundo quanto sins.

Se a sua escolha foi por ter sexo, então torne este momento um instrumento freqüente de troca de carinho, afeto e prazer com o outro, estabelecendo como uma das prioridades em sua vida, e não como a última coisa a fazer no dia. Sempre que puder, reserve um tempo grande para o sexo como o mais importante compromisso do dia inteiro.
Materialize promessas em encontros, reuniões, eventos, festas, que o aproxime dos amigos, parentes e mesmo vizinhos. Tenha mais atenção com o outro, tanto no sentido de valorizar as pessoas de bem, quanto proteger-se de oportunistas, ainda que nos sejam muito próximos. Assim que puder, identifique-os e não os deixe ficar tão à vontade e sem limites em sua vida. É uma forma de protegê-los deles mesmos para que não façam estragos que venham a se lamentar mais tarde. Não existem pessoas perfeitas, relacionamentos perfeitos, família perfeita, muito menos as pessoas têm de ser como imaginamos ou queremos que sejam, e perdoá-las é uma forma de aproveitar o melhor delas e até reforçar laços de afeto, mesmo quando pensam ou agem diferente de nós.
Procure extrair qualidade de vida em cada momento, seja no cuidado com a alimentação, no respeito às horas necessárias de sono, na presença de uma boa música, em evitar engarrafamentos e barulho, no uso racional da televisão que tende a ocupar todo o nosso tempo livre e ainda gerar o entorpecimento dos sentidos e dos valores. Se esforce por manter sua casa limpa, organizada, perfumada. Torne-a um lugar para o qual você tem prazer em voltar sempre e se sentir em paz e protegido.

Busque a coerência entre o seu pensamento, seu discurso, suas emoções e sua prática, mas, sobretudo, aceite-se como você é, com capacidades e limitações, como qualquer outro ser humano. Recuse estereótipos ou preconceitos sobre como um homem ou uma mulher devem agir e seja você mesmo. Nem exija de você mais do que é capaz de dar. Não se compare com outros. Você não tem que vencer sempre, você só tem que ser feliz e fazer o melhor que tiver ao seu alcance.
Realize com regularidade uma ação voluntária. Se temos a consciência de que o mundo precisa melhorar, nada mais coerente que nos empenharmos nessa melhoria, mas na medida de nossas possibilidades e limites, e não das necessidades de tudo o que precisa ser feito. Não pense que estará ajudando apenas o mundo, mas a você próprio, sentindo-se útil e valorizado.

Texto: Vilmar Sidney Berna
 

Texto revisado por: Cris

Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   Numerologia  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp


Obrigado por votar
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Avaliação: 5 | Votos: 8 Atualizado em 18/03/2009

Autor: Rosemary Rezende   
Tecnica Agrícola, Medica Veterinária, Homeopata, Terapeuta Holística. Atualmente trabalhando com Terapia Nexus, massoterapia Indiana, Numerologia Indiana, Florais e Homeopatia 
E-mail: rosemary@terapeutaholistica.com.br
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
Júpiter ingressou em Capricórnio Dezembro de 2019
Nunca traia a si mesmo
Conheça o mapa emocional das Vitimas e dos Abusadores Perversos
Falando do todo - O primeiro amor de tudo!
Encontrando a paz no meio do caos
Amar faz bem!

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.



Energias para Hoje
domingo, 8 de dezembro de 2019

energia
I-Ching: 46 – SHÊNG – ASCENSÃO
A ascensão graças aos próprios méritos é a justa recompensa para o esforço. Não é o momento de parar, ao contrário, estabeleça objetivos e avance.


energia
Runas: Thurisaz
Avalie todas as situações, alerta com assinaturas.


8
Numerologia: Colheita
“Colherás aquilo que semeias”. Essa verdade será bastante evidente hoje. É momento de receber pagamentos e saldar dívidas.
Seja eficiente organizado e preocupado com resultados tangíveis. Torne seus projetos financeiramente proveitosos.




Horóscopo

Áries   Touro   Gêmeos   Câncer
 
Leão   Vírgem   Libra   Escorpião
 
Sagitário   Capricórnio   Aquário   Peixes





 
© Copyright 2000 - 2019 Somos Todos UM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa