Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Hérnia de Disco

por Mauri Moreira Mendes
Hérnia de Disco

Publicado dia 21/6/2009 em Corpo e Mente

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


A coluna possui no seu total 33 vértebras divididas em 7 cervicais, 12 torácicas, 5 lombares, 5 sacrais(fundidas) e 4 coccigenas (fundidas).
Sua função no corpo humano é proteger a medulas espinhal e os nervos espinhais, suportar o peso do corpo e apresenta um papel muito importante na postura e locomoção do indíviduo. É um ponto de fixação para as costelas, cintura pélvica e musculaturas. Proporciona flexibilidade para o corpo.
Entre as vértebras, possuímos os discos intervertebrais, constituídos por um tecido fibrocartilaginoso nas bordas chamado de Anel Fibroso e uma substância interna elástica e macia chamada de Núcleo Pulposo.

Seu principal objetivo é a absorção de impacto na coluna e evitar atrito entre uma vértebra e outra.
A má conservação desse disco pode gerar um problema chamado Hérnia de Disco. A hérnia é o deslocamento do núcleo pulposo.

Diversos fatores podem levar uma pessoa a ter uma hérnia:

- Com o decorrer da vida, os discos vão perdendo sua hidratação e começam a degenerar.
- Mecanismos de torção forte na coluna.
- Levantar pesos sem o posicionamento correto da coluna.
- Esforços repetitivos.
- Tensão prolongada.
- Musculatura fraca.
- Presença do anel defeituoso, entre outros.

Existem 3 tipos de hérnia.

A hérnia protusa, onde existe um deslocamento do centro do disco, porém, sem rompimento das fibras. Gerando uma compressão levando a um quadro doloroso.

A hérnia extrusa, onde existe um rompimento das fibras, mas não extravasa no canal medular. Gerando uma compressão maior levando a um quadro de dor mais intenso e prolongado.

A hérnia sequestrada onde acontece o rompimento das fibras e o núcleo migra para o canal medular. Além da compressão e dor provoca uma inflamação importante e alteração no quadro sensitivo e motor.

Os sintomas apresentados pelo indivíduo com hérnia são fortes dores na região onde se localiza a hérnia, braquialgia, ciatalgia, parestesias, alterações motoras e reflexas.
O número de brasileiros que sofrem com esse problema é muito significativo; cerca de 5,4 milhões apresentam um quadro de hérnia.

Um estudo publicado na revista da Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos afirma que, em 90% dos casos, o indivíduo não precisa enfrentar uma mesa cirúrgica.
Técnicas como a fisioterapia convencional, acupuntura, RPG, terapias manuais e pilates obtiveram grandes resultados no tratamento conservador, sempre associados ao tratamento medicamentoso e psicoterapia.

A cirurgia somente é indicada após um tempo sem algum efeito do tratamento clínico.
Portanto, sempre procure profissionais especializados para que tenha um tratamento adequado com resultados positivos.
Pratique Saúde, participe da vida com alegria, viva em HARMONIA!

Texto revisado por: Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 327

Sobre o Autor: Mauri Moreira Mendes   
Ft.Dr. Mauri Moreira Mendes - fisioterapeuta, quiropraxista, Especialista em Reabilitação Músculo Esquelética e Desportiva pela Universidade Gama Filho. Informações: www.harmoniatc.pro.br (11) 3862-1920 - [email protected]
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Transcomunicação Instrumental
artigo A liberdade de ser
artigo Você sabe quais os benefícios de um atendimento de radiônica?
artigo Do Oran Mor aos corações apaixonados pela Luz

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa