auravide auravide

Observe a sua realidade e descubra a suas crenças


Facebook   E-mail   Whatsapp

Acreditamos em muitas coisas negativas que influenciam de uma forma profunda a nossa vida. Boa parte das vezes nem temos consciência das nossas crenças limitantes e o quanto elas têm o poder de dirigir nossos pensamentos e ações, dando origem a vários tipos de problema nas mais diversas áreas.

Algumas pessoas conseguem reconhecer suas crenças, mas acham que elas são verdades. Outros reconhecem e têm consciência que é uma negatividade que pode ser curada (melhor assim pois auto-sabotagem fica menor). E alguns sequer têm noção das crenças negativas que carregam e o quanto elas estão gerando problemas. Vamos explicar melhor esse terceiro caso.

Essas pessoas que não têm noção das suas crenças podem dizer coisas do tipo: eu me sinto merecedor de prosperar, eu quero prosperar, ter uma vida abundante, uma ótima renda, e vejo um dinheiro como uma ferramenta maravilhosa que só pode nos trazer coisas boas.

Mas qual é a realidade dessa pessoa? Trabalha muito, ganha pouco. Nunca consegue crescer. Quando começa a melhorar financeiramente, sofre um golpe e perde. Por mais que tente, não consegue criar a realidade abundante que diz desejar e merecer.

Quando isso ocorre, a nossa realidade está nos dizendo que temos crenças negativas contrárias aquilo que estamos dizendo da boca pra fora. A realidade está gritando, nos informando que essa pessoa tem várias crenças que podem dizer: Eu não mereço ou não me sinto digno de uma vida confortável. Pra ganhar bem vou, ter que me matar de trabalhar e eu não quero isso. Dinheiro pode trazer uma série de problemas que eu não quero ter. Na minha profissão, não é possível ganhar bem. No fundo, eu não quero ganhar melhor. Tenho medo de crescer por tais e tais razões...

E pode haver ainda muitas outras crenças limitadoras associadas a esse problema que ela não enxerga: se eu ganhar melhor podem ficar com inveja de mim; não posso ter uma vida mais feliz que a do meu pai que sofreu tanto; se eu ganhar muito vou estar tirando a chance de outras pessoas; a culpa da pobreza é dos que tem muito; quem sou eu para querer ter uma vida confortável; eu não tenho competência; eu não sou bom o suficiente; e se eu ficar bem e depois perder tudo?

A realidade é quem manda. É ela quem nos dá os indícios daquilo que guardamos no nosso interior. Uma realidade saudável, abundante, cheia de bons relacionamentos mostra que guardamos pouca negatividade. De forma análoga, uma realidade de escassez e sofrimento reflete que temos muitos pensamentos, crenças e sentimentos a serem curados.

Quer ter uma noção daquilo de negativo que você guarda? Faça o seguinte exercício. Observe as áreas problemáticas da sua vida, seja na parte profissional, relacionamentos sociais ou amorosos. Descreva detalhadamente esses problemas e como eles se manifestam. Depois, como se você estivesse analisando a vida uma outra pessoa, faça a seguinte pergunta: que pensamentos, crenças e sentimentos negativos uma pessoa que tem esse tipo de problema pode estar carregando? Deixe surgir as repostas. Não censure nada. É possível que você se surpreenda com a quantidade de coisas negativas que você vai descobrir a seu respeito. É importante fazer o exercício como se estivéssemos analisando a vida de uma outra pessoa.

Brigas e mágoas acontecem com frequência na sua vida? É possível que você encontre sentimentos e crenças que digam: o ser humano é muito difícil; as pessoas não são confiáveis; todo mundo quer passar por cima do outro; é muito difícil ter uma amizade verdadeira. E em qualquer área onde temos problemas, sempre vai haver também questões de autoestima contribuindo negativamente: Não mereço; não sou bom o suficiente; não é pra mim; não tenho competência; os outros podem mas eu não; me sinto inferior... E tudo isso é gerado e alimentado por sentimentos guardados do passado de rejeição, perdas, críticas, fracassos e etc.

Às vezes, enxergamos as crenças, mas as temos como verdades incontestáveis, ou seja, nem nos damos conta que é apenas uma negatividade que pode ser curada.

Vou dar um exemplo. Muitas mulheres se queixam que é muito difícil arranjar um relacionamento. E elas justificam essa dificuldade apontando várias "verdades" que elas observam na "realidade": Falta homem no mercado; os homens não prestam; homem é tudo igual; só tem mulher; todos os que valem alguma coisa já estão casados ou namorando; os que estão solteiros não querem nada com a vida ou então no fundo são *G*s.

Enquanto isso, tem mulher que está em um ótimo relacionamento. Tem aquelas que acabam um relacionamento e já começam outro. E paralelamente, tem aquela que passa anos solteira, e que é sempre rejeitada, ninguém quer namorar com ela. O mercado é o mesmo para as duas. Só que esse segundo tipo de mulher acredita piamente nas crenças descritas no parágrafo anterior e talvez outras mais (muitas delas com relação à autoestima, sem dúvida).

O primeiro tipo de mulher tem algo que as outras não têm. Não é questão de beleza física nem de sorte. São características emocionais e na autoestima que a levam a criar uma realidade diferente das outras mal sucedidas.

As mal sucedidas não conseguem ver a verdadeira causada sua dificuldade em encontrar e manter um bom relacionamento saudável e acabam culpando fatores externos que não estão ao seu alcance de mudar. Isso é um grande engano. Se ela mudar o seu interior, curando sentimentos negativos guardados, inseguranças, medos, rejeições do passado e uma série de outras emoções negativas, seu pensamento mudará, suas ações também se modificarão e sua realidade vai refletir a mudança.

Entretanto, quando estamos nesse estado negativo, os pensamentos e crenças limitantes nos convencem o tempo todo que eles são muito verdadeiros e que não depende de nós, gerando um alto grau de auto-sabotagem. A negatividade tem todo um mecanismo próprio de nos provar sua falsa verdade. Ficamos perdidos, presos, culpando o exterior e perdemos a oportunidade de descobrir e curar a verdadeira fonte dos problemas que está dentro de nós.

Ao atender pessoas com a *EFT (técnica para autolimpeza emocional, baixe o manual gratuito aqui) meu trabalho como terapeuta é encontrar, através dos problemas que a pessoa relata, suas crenças, pensamentos negativos e problemas de autoestima que podem estar por trás daquelas dificuldades. E assim que encontramos algo, vamos pacientemente utilizando a EFT para dissolver essa negatividade. Os resultados dessa cura interior se refletirá mudando a realidade da pessoa.

André Lima
 

*EFT - Emotional Freedom Techniques - Técnica que ensina a desbloquear a energia estagnada nos meridianos, de forma fácil, rápida e extremamente eficaz, proporcionando a cura para questões físicas e emocionais. Você mesmo pode se autoaplicar o método. Para receber manual gratuito da técnica e já começar a se beneficiar, acesse este link

Texto revisado
 


Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 118


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Andre Lima   
André Lima é engenheiro e trabalha exclusivamente com autoconhecimento desde 2006. Vem divulgando e esinando em palestras e cursos presenciais e online sobre a EFT - Emotional Freedom Techniques, uma técnica revolucionária, simples e eficaz, para limpeza e cura de todos os tipos de emoções, pensamentos e crenças limitantes.
E-mail: andre@eftbr.com.br | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Corpo e Mente clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa