auravide auravide

PERFUMES X RELACIONAMENTOS

por Valeria Trigueiro

Publicado dia 22/10/2008 em Corpo e Mente

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


Vocês já repararam que quando um casal se separa um dos argumentos, que quase nunca é levado em consideração, é de que a pessoa não agüenta mais o cheiro de seu parceiro? Isto é bastante comum. Já ouvi e continuo ouvindo esse tipo de queixa várias vezes. Desde criança quando sentia o cheiro da pele de alguém era capaz de gostar ou não da pessoa, sem maiores explicações. Era isso. Não gostei do cheiro dele ou dela. Levei muita bronca de meus avós por falar isso. Perguntavam: “Como assim? Isso é preconceito!”, diziam. E eu apenas respondia que não tinha nada a ver com preconceito, já que a pessoa era branca, magra, rica e loura, por exemplo. Eu achava que preconceito só existia com relação à cor da pele.

Hoje sei responder que realmente não era preconceito, era pré, sim, mas pré sentimento – pressentimento -. E até hoje é assim. A pessoa pode estar com um perfume maravilhoso, mas eu consigo sentir algo por trás do perfume – o cheiro da pele – todos emanam um aroma único, como a impressão digital. É tão eficaz e certeira como tal, a impressão olfativa. E não há como se enganar, já que é ligado ao instinto.

Eu devo ter nascido com esse sentido apurado, mas todos nós somos capazes de perceber o que está por detrás de um perfume. É um exercício que vale a pena fazer. Principalmente aqui no Brasil, onde as pessoas se cumprimentam com um beijinho no rosto, isto já facilita bastante.

Algumas providências:

•Use perfume para si próprio e não para a vizinhança;
•Não use perfume nas mãos, já que ninguém é obrigado a ficar com o seu perfume impregnado. As pessoas podem não gostar dele, ou até mesmo serem alérgicas. Já pensaram nisso?
•Coloque nas partes onde há maior circulação de sangue, por exemplo, nos pulsos, nas dobras dos braços, atrás dos joelhos, na nuca e se usar perfumes naturais, tenho uma dica infalível: use debaixo do braço (depois falarei sobre isso. O assunto merece um artigo inteiro);
•Antes de perceber as roupas e a maneira que a pessoa se comporta, quando forem apresentados, inspire e expire o mais que puder, limpando os resíduos dos pulmões e quando inspirar novamente, se aproxime e dê o famoso beijinho de “como vai?”
•Após algumas vezes exercitando, você será capaz de ter impressões mais sensíveis com relação às pessoas.
Bem, voltando ao assunto, por que será que quando há uma separação de casais ou mesmo uma ruptura entre amigos, não suportamos mais o cheiro da pessoa. Há algumas explicações, que apesar de não serem científicas, já existem estudos quanto a isso.

•A mudança de humor e a mudança de cheiro estão intimamente conectadas, já que o humor também quer dizer fluídos corporais, ou seja, mudanças hormonais;
•A mudança de dieta também modifica o aroma corporal e quando alguém entra em dieta, está buscando uma mudança de caráter íntimo também. Tudo o que comemos influi no sistema hormonal, portanto no cheiro do corpo;
•Você mesmo pode ter mudado emocionalmente (o que certamente passa também pelo sistema endócrino) e começou a perceber coisas que não percebia antes e isto chega até a sensação olfativa;
•Quando se trata de relacionamentos íntimos de casais, um momento de alerta é quando se entra na menopausa e na andropausa. Os feromônios (cheiro instintivo relacionado à atração sexual) modificam e podem ser notados através desse sentido. Se o relacionamento for baseado mais no físico do que na alma... É hora de repensar a vida, equilibrar prós e contras, fazer um balanço e decidir com o coração.
Bem, se concluírem que o relacionamento está bem e continuarem a achar que não gostam mais do “cheiro” de seu parceiro (a), ainda resta uma opção. A aromaterapia está aí mesmo para ajudar em casos de desequilíbrios hormonais e emocionais. Talvez vocês não precisem mudar de parceiros (as). Não estou tentando simplificar ou minimizar, mas quem sabe não está na hora de trocarem de perfume? Um aroma natural com os ingredientes adequados que reponham os “temperos” que estão faltando no organismo e no relacionamento, podem fazer “milagres”.

A experiência de alguns anos no assunto, onde a maior parte dos problemas que me relatam é de ordem afetiva, me permite ousar dar essa dica a vocês. O índice de sucesso me entusiasma.

Um abraço com cheirinho de canela para esquentar seus relacionamentos!

Valéria - link

Texto revisado


Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 121

foto-autor
Sobre o Autor: Valeria Trigueiro   
Atendimentos: * Mapa astral alquímico; * Tarô Alquímico Sistema Joel Aleixo; * Baralho Cigano; * Tarot de Marselha; * Anamnese profunda com questionário; * Anamnese através dos óleos essenciais - método próprio; * Indicações de defumações, incensos e perfumes de acordo com cada indivíduo para o Momentum específico; *Cursos e palestras.
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Treinando a não-mente
artigo Horário
artigo Ativação dos sentidos interiores
artigo Amigos extrafísicos

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa