Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
Home > Autoconhecimento
Saúde Integrativa para Qualidade de Vida

Saúde Integrativa para Qualidade de Vida

por Wiliam Wagner Silva Sarandy

O que é saúde integrativa?

Em geral, se deduz se tratar de procedimentos relativos a uma alimentação saudável com atividade física apropriada, medições de massa e gordura corporais, além de outras medições e exames laboratoriais para controle de diversos fatores orgânicos, bem como respeito a momentos de repouso, uma hidratação adequada, dentre outros procedimentos que são reconhecidos comumente como de prevenção de doença e promotores de saúde.

Todos esses procedimentos fazem parte sim de uma vida saudável. Entretanto, eles seriam suficientes para a definição do que é saúde integrativa, realmente garantidora da qualidade de vida?

O Paradigma Holístico

Como conceito de Saúde Integral, adotamos a definição da American Holistic Medical Association, segundo a qual: “A saúde é um estado de bem-estar no qual o corpo, a mente, as emoções e o espírito de uma pessoa estão em harmonia com o ambiente natural, cósmico e social” (apud TEIXEIRA, 1998:XV-XVI).

Além disto, a sabedoria oriental nos ensina que o ser humano é um “microcosmo” e traz em si, simbolicamente, os mesmos princípios que regem o “macrocosmo”. Deste modo, há um mecanismo de influência mútua entre microcosmo e macrocosmo, o que nos faz inferir que a harmonia ou a desarmonia em um aspecto da vida, consequentemente reflete-se no outro.

Definição de Saúde e Doença em uma Visão Integrativa

Para que possamos nos proporcionar um estado de saúde integral, se faz necessário observarmos os nossos pensamentos, sentimentos e atitudes, os quais podem nos auxiliar a manter o nosso equilíbrio com a expressão de emoções positivas: intuição, dinamismo, coragem, concentração, tenacidade, paz; ou nos desequilibrar com a expressão de emoções negativas: irritabilidade, medo, ansiedade, letargia etc.

As nossas crenças, princípios e valores afetam a nossa neurologia, que na relação com o mundo (meio-ambiente), geram emoções positivas ou negativas que são capazes de afetar o nosso corpo físico, promovendo estados de saúde ou de doença, em razão da sensibilidade e da inter-relação dos sistemas nervoso, imunológico e endócrino.

Assim, resumidamente:

Saúde: Estado de harmonia no qual o indivíduo mantém consigo mesmo e com o meio ambiente, levando a um equilíbrio dinâmico entre corpo, mente e espírito.

Doença: Quebra nesta harmonia, trazendo ao indivíduo sensações objetivas ou subjetivas de desprazer, desconforto ou mal-estar, desencadeando distúrbios psíquicos ou disfunções orgânicas, manifestadas através de diversos sintomas físicos.

Comparação da Visão Mecanicista x Visão Integrativa

Pressuposições da Visão Mecanicista
Pressuposições da Visão Integrativa
Tratamento dos sintomas especializado.
Busca de padrões e causas, mais tratamento dos sintomas integrado, preocupado com a pessoa como um todo.
Ênfase na eficiência do tratamento.
Ênfase nos valores humanos.
Os profissionais devem ser emocionalmente neutros.
O desvelo dos profissionais é um dos componentes do tratamento.
Dor e doenças são negativas por completo.
Dor e doenças são informações sobre conflitos e desarmonias.
Intervenções básicas com medicamentos e cirurgias.
Intervenções mínimas com a “tecnologia apropriada”, complementadas com todo o instrumental de técnicas não agressivas (dietas, psicoterapias, exercícios bioenergéticos).
O corpo é visto como uma máquina em bom ou mal estado de manutenção.
O corpo é visto como um sistema dinâmico, um contexto, um campo de energia dentro de outros campos de energia.
A doença ou a deficiência é vista como uma coisa, uma entidade.
A doença ou a deficiência é vista como um processo.
Ênfase na eliminação dos sintomas, da doença.
Ênfase na obtenção do bem-estar máximo, “meta-saúde”.
O “paciente” é dependente.
O “cliente” é (ou deve ser) autônomo.
O profissional é a autoridade.
O profissional é um facilitador do processo terapêutico.
O corpo e a mente são separados; os males psicossomáticos são mentais, devendo ser entregues ao psiquiatra. A mente é um fator secundário na doença orgânica.
Perspectiva corpo-mente; os males psicossomáticos estão dentro da alçada do terapeuta, cujo trabalho é integrado com outros profissionais da área da saúde.
Efeitos de placebo mostram o poder da sugestão.
Efeitos de placebo mostram o papel da mente na doença e no processo de auto-cura.
Crença básica em informações quantitativas (fichas médicas, testes, dados diversos).
Crença básica em informações qualitativas, inclusive relatos subjetivos dos pacientes e intuições dos profissionais; os dados quantitativos são complementares.
“Prevenção” em grande parte ambiental: vitaminas, repouso, exercícios físicos, imunização, proibição do fumo, álcool e drogas.
“Prevenção” como sinônimo de integridade: trabalho, relacionamentos, objetivos, corpo-mente-espírito.
Os Fatores de Promoção da Saúde

A busca pela Saúde Integral, sob o Paradigma Holístico, deve ter seu foco na combinação do que denominamos “Fatores de Promoção da Saúde”, favorecendo ao ser humano, quando em harmonia com estes fatores, agir com as seguintes características:

  1. Assumir responsabilidade pela sua própria saúde;
  2. Atuar como um educador do processo de saúde (inclusive, na sua auto-educação);
  3. Assumir um papel ativo na sociedade, no exercício da plena cidadania; e
  4. Atuar de modo consciente e positivo na interação homem-cultura-natureza, em prol de um mundo sustentável.
Fator Consciencial (nível do pensar): refere-se ao campo da mente e das emoções. “Conheça-te a ti mesmo” é a máxima aqui, onde o indivíduo busca a sua auto-revelação, a sua auto-consciência, o seu auto-desenvolvimento. E o auto-conhecimento somente se completa com a harmonia da própria história com a história de suas origens, seja familiar, seja social, com sua cultura, seus costumes e suas tradições.

Até que ponto “eu” compreendo o “meu lugar” no Universo e nas minhas relações pessoais, familiares, profissionais e sociais? Como me coloco perante a vida, como um ser cada vez mais consciente e íntegro?

Fator Psicossomático (nível do cuidar): refere-se à concepção da qual o Ser Humano é constituído por um conjunto de corpo-mente-espírito, indissociáveis, que favorecem a vida em seu aspecto “multidimensional”. Este fator rege os processos de manutenção da saúde e de intervenção terapêutica, atuando para se evitar ou para tratar os sintomas físicos, psíquicos ou sociais.

Como “eu” me cuido ou favoreço o bem-estar dos demais indivíduos? Como é a relação com meu corpo, através da alimentação, sono, hidratação e exercícios físicos? Como é a relação com minha mente, através da meditação e de exercícios de relaxamento e respiração? Como me relaciono com minha dimensão transcendente?

Fator Ético e Cultural (nível do fazer): refere-se à “visão sistêmica da vida” ou ao “pensar em rede”, através da melhor adaptação com o “ethos”, palavra que significava para os gregos antigos a morada do homem, isto é, a “natureza”, a qual, uma vez processada mediante a atividade humana, faz com que a regularidade própria dos fenômenos naturais seja transposta para a dimensão cultural, recheada pelos mitos, costumes e tradição de uma determinada sociedade.

Em outras palavras, até onde “eu”, de modo individual ou através de ações coletivas, estou integrado e interfiro na harmonização do meu meio ambiente (ethos)?

Como Atuar na Harmonização dos Fatores de Promoção da Saúde?

A partir de duas visões, podemos afirmar:

Em uma visão neurolinguística, é através do ato consciente de transformação interior, levando o indivíduo a um sentimento de maior “integração” consigo mesmo que mudamos, por ressonância, a nossa realidade exterior (ethos).

O que pensamos ou sentimos se projeta imediatamente no padrão de nossos neurotransmissores, em outras palavras, o “programa” instalado em nossa mente (“holograma” psíquico) se projeta em nosso estado de saúde ou doença.

Deste modo, os hologramas psíquicos seriam a projeção da nossa realidade individual que afeta a nossa maior ou menor qualidade de vida, em ressonância com a psicosfera coletiva, nos conectando a uma ou mais redes de consciências, o que pode favorecer ou agravar ainda mais o nosso estado de saúde ou doença pessoal ou social, conforme o caso.

Em uma visão biopsicológica, o segredo se encontra na harmonização de nosso sistema endócrino. Conforme o endocrinologista Louis Berman (apud ANDREWS, 2014):

"A personalidade humana é um complexo corpo-mente dominado pelas secreções endócrinas internas. Essas secreções controlam a natureza humana, e quem controlá-las, controla essa natureza. Cada aspecto de atividade humana, do despertar ao dormir, alimentar-se, casar-se, trabalhar, ócio, luta, brincadeira, sentir, usufruir, entristecer-se, cada sombra de emoção e nuance de humor são episódios endócrinos, regulados pelas leis que agora estamos começando a vislumbrar."

É importante observar que cada glândula endócrina influencia a produção de hormônios específicos que afetam a psicologia humana, sendo que desequilíbrios na super ou subestimulação da secreção desses hormônios podem causar problemas físicos ou emocionais:

GLÂNDULA
HORMÔNIO
EMOÇÕES
GÔNADAS
MASC.: ANDRÓGENOS (TESTOSTERONA)

FEM.: ESTRÓGENO E PROGESTERONA
1.Desejo Físico (Kama)

2. Desejo Psíquico (Artha)

3.Desejo Psíquico-espiritual (Dharma)

4. Desejo Espiritual (Moks'a)
1.Indiferença ou Desdém (Avagina)

2.Estupor Psíquico (Múrccha)

3.Auto Indulgência (Prashraya)

4.Falta de Autoconfiança (Avishvása)

5.Impiedade (Kruratá)

6.Auto Destrutividade (Sarvanash)
ADRENAIS (SUPRARENAIS) /

PÂNCREAS
CORTISOL, ALDOSTERONA, EPINEFRINA (ADRENALINA) /

INSULINA E GLUCAGON
1. Crueldade (Kas'aya)

2. Irritabilidade (Pishunatá)

3. Sede de Desejos(Trs'n'a)

4.Apego(Moha)

5. Medo (Bhaya)
6. Odio (Ghrn"a)

7. Timidez (Lajja)

8.Ciúme (Lirs’yá)

9.Letargia (Susúpti)

10.Melancolia (Vis’áda)
TIMO
TIMOSINA
1.Esperança

2.Desespero

3.Auto Estima (Ego)

4, Preocupação

5.Ganância

6.Esforço
7. Afeição

8. Hipocrisia

9. Arrogância

10. Tagarelice

11. Arrependimento

12. Consciência
TIREÓIDE / PARATIREÓIDES
T3, T4, TIROXINA / PÁRATO
1.Altruísmo no Plano Físico

2.Altruísmo no Plano Psíquico

3.Altruísmo no Plano Universal
4. Entrega completa ao Supremo

5. Doçura harmoniosa da voz

6. Dureza venenosa da voz
PITUITÁRIA
ESTIMULADORES E INIBIDORES DE GLÂNDULAS:ACTH, FSH, GH, LH, PROLACTINA, TSH, ADH E OXITOCINA
1. Comando da Vida Física
2. Comando da Vida Espiritual
PINEAL
MELATONINA
1. Sentimento de Transcendência
A secreção hormonal afeta diretamente o nosso metabolismo, atingindo toda a atividade celular e, assim, interferindo em nossa atividade genética (a partir das proteínas reguladoras, genes e produção e ação das demais proteínas: enzimáticas, transportadoras, de defesa etc.), culminando em alterações em nossas funções fisiológicas (resultando em saúde ou doença, conforme o caso).

Como em uma via dupla, no entanto, as nossas emoções são novamente alteradas: em parte retornando a afetar o nosso sistema endócrino (reiniciando o ciclo) e em parte afetando o nosso próprio psiquismo (realimentando-o).

Através de práticas biopsicológicas, agindo sobre o sistema endócrino, podemos harmonizar o nosso conteúdo psicoemocional; através dameditação, relaxamentos, repirações, automassagens, práticas de Yoga, por exemplo, ativamos nossas funções psiconeuroimunológicas, que são fundamentais para a manutenção de nossa saúde integral.

REFERÊNCIAS:

  • ANDREWS, Susan. Curso de Biopsicologia: Apostilas. São Paulo : Instituto Visão Futuro, 2014.
  • BALLONE, G.J. Psiconeuroestimulação. http://www.psicologiaprevitali.com.br/psiconeuroimunoestimulacao.php. Acesso em 12/03/2014.
  • DALKE, Rüdiger & DETHLEFSEN, Thorwald. A Doença como Caminho: Uma visão nova da cura como ponto de mutação em que um mal se deixa transformar em bem. 6ª ed. São Paulo : Cultrix, 1998.
  • MELLO MOTTA, M.C. Psiconeuroimunologia. http://www.angelfire.com/journal/imuno/imuno5.htm. Acesso em 12/03/2014.
  • SILVA, Marco Aurélio Dias da. Quem Ama não Adoece. 34ª ed. São Paulo : Editora Best Seller, 2003.
  • TEIXEIRA, Sérgio. Medicina Holística. Rio de Janeiro : Campos, 1998.
  • TILL, Marietta. A força curativa da respiração. São Paulo : Pensamento, 1988.
  • VIEIRA FILHO, Henrique. O Microcosmo Sagrado: O segredo da Flor de Ouro para saúde e autoconhecimento. 2ª ed. São Paulo : SINTE, 2006.

    Texto Revisado
Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo  
 
Compartilhe
Facebook   E-mail   Whatsapp



Autor: Wiliam Wagner Silva Sarandy   
É psicanalista, master practitioner em programação neurolinguística e consultor em desenvolvimento pessoal e profissional. 
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.
Gostou deste Artigo?   Sim   Não   
Avaliação: 5 | Votos: 2
Atualizado em 03/04/2019

Veja também
O que te motiva a agir?
29 Fevereiro 2020 - Ano bissexto
Unindo inspiração e música, além, muito além...
O que fazer quando a ansiedade se torna um transtorno?

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.






Energia do Dia
4 - KUEI MEI - A JOVEM QUE SE CASA
Evite qualquer decisão ditada pela paixão.
Consulte o I-ching


Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa