auravide auravide

O IMPORTANTE NÃO É VENCER E SIM COMPETIR!



Vitória Ou Espírito Esportista?
O IMPORTANTE NÃO É VENCER E SIM COMPETIR!SERÁ MESMO?

Este antigo slogan que nos estimulava na infância a entrar em alguma competição a princípio difícil para nós, cabe hoje a uma detalhada análise; já que convivemos numa cultura que privilegia o sucesso, a vitória a qualquer custo.
Se todos visamos o sucesso, a competição não é mais vista pelo ângulo do prazer em participar do processo de algo, de estar no bojo de seu desenvolvimento, e sim por um ângulo mais selvagem do ‘cada um por si e Deus por mim’.E mais, o outro, isto é, o possível competidor é visto como ‘o inimigo’, palco de todas as nossas projeções negativas, suscitando em nós muitas vezes o germe da inveja.
Neste ponto já estamos em maus lençóis, pois a inveja quando instalada, detona um processo de destruição do outro invejado, e o que é pior, de nós mesmos.Pois quando sentimos inveja, não apenas queremos o que o outro tem, mas também não queremos que ele tenha o que já tem.E porquê? Por que o fato dele ter me lembra (inconscientemente) que eu poderia ter também, mas por algum bloqueio ou trauma não desenvolvi este aspecto interior e me ressinto disso, colocando toda a raiva e ressentimento no lugar errado – no outro. E enquanto não perceber este deslocamento de energia, e notar que o que vejo no outro, seja positivo ou negativo, que me irrita profundamente, é na realidade um conteúdo meu, não conseguirei desenvolvê-lo em mim, se positivo, ou aprender a lidar com ele em caso negativo.
Tendo superado este primeiro impasse, nos defrontamos com o objetivo da competição.Será ele realizável ou está no âmbito da fantasia, da ilusão? Tenho os instrumentos necessários para obtê-lo? Serve ele ao propósito do meu desenvolvimento pessoal, profissional, espiritual...ou apenas ao prazer gratuito do domínio, do poder?
Responder a essas questões se faz essencial antes de empreendermos qualquer esforço necessário para entrar em qualquer competição, seja ela interna ou externa.Sendo ela interna primeiro precisamos nos dar conta disso,isto é,na maioria das vezes primeiro precisamos quebrar nossos recordes,vencer nossas limitações,ampliar nossa visão,percepção e conhecimento interior de forma a ter uma base sólida e conhecida para dar início a qualquer processo ativo na realidade. Sendo ela externa, precisamos estar a par do nosso comprometimento com a realidade, quer dizer, temos claro o que queremos? Conhecemos bem nossas limitações e potenciais, nosso instrumental interior para lidar com os instrumentos disponíveis na realidade?Discriminamos e discernimos bem esses instrumentos? Acreditamos em nós para empreender uma jornada rumo ao sucesso?Percebemos nossa originalidade e capacidade criativa?
O mundo está saturado de imitadores.Possuímos a habilidade de criar as oportunidades ou de agarrá-las quando elas se apresentam.Para isso precisamos apenas ativar nossa atenção, vontade, esforço e discernimento.Aquele que desenvolveu a capacidade de criar não espera pelas oportunidades, nem culpa o destino, a família ou as circunstancias.
A pessoa com iniciativa cria algo do nada, faz do impossível possível, pois ativou em si a imagem e semelhança do Eu Superior que habita em todos nós. O medo destrói a iniciativa e paralisa o esforço para o sucesso. O excesso de medo mental cria o hábito inconsciente do medo, e quando na realidade se apresenta algo digno de temor, a apreensão que se cultivou se imporá na consciência e em nossas atitudes, paralisando o poder da mente de enfrentar o medo e os obstáculos apresentados.
A fim de sairmos da rotina da mediocridade, da sufocante monotonia da existência ordinária para uma vida harmoniosa, plena de colorido e sucesso, é necessário então competir?
Sim, se competirmos primeiro com nossas fragilidades, medos, carências, limitações e tentarmos com muito esforço, força de vontade e perseverança vencermos a nós mesmos e assim atingir o verdadeiro sucesso da auto-realização.


Rose Lane Romero da Rosa
Psicóloga – Analista Junguiana
draroseromero@terra.com.br


Publicado dia 26/4/2004
  estamos online

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 10



foto-autor
Autor: Rose Romero   
Psicóloga Junguiana, Teóloga e Facilitadora das Oficinas ArteVida de Meditação do Projeto Labirinto
E-mail: draroseromero@gmail.com | Mais artigos.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade











auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa