Autoconhecimento Autoajuda e Espiritualidade
 
auravide auravide

Vivemos duas vidas: A que acontece e a que fazemos acontecer

por Marcelo Hindi
Vivemos duas vidas: A que acontece e a que fazemos acontecer

Publicado dia 22/4/2012 em Corpo e Mente

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


O propósito é um fator de estímulo muito poderoso, para que vivamos os nossos dias, com forças renovadas, disposição e foco. O propósito é como o norte para o qual dirigimos nosso olhar para nos guiarmos. Precisamos de um sentido, certa motivação, para que a cada manhã quando sairmos de nossos leitos, possamos nos mover com vontade, com energia. Contudo, à medida que nos deixamos envolver pela rotina que seguimos, pelo dia a dia, perdemos o foco e acabamos mecanizando nossos próprios passos, e desse modo, sentimos que o viver é difícil, cansativo, desestimulante.Cada dia é um novo dia, e cada novo dia carrega em si um sem fim de possibilidades. Só por essa razão já seria mais fácil seguir em frente. Mas queremos algo mais, desejamos algo mais. Sentimo-nos incompletos, e associamos nosso pesar para viver aquele dia àquela ou aquelas condições que se encontram insatisfeitas. É a desmotivação condicionada aos desejos não satisfeitos.

Qual é a melhor alternativa quando percebemos que a força de nossos desejos está nos deixando pesados? Primeiro: perceba que a força do desejo pode se mostrar como algo que o deixa leve ou que pode afundá-lo, dependendo do como você encara o desejo, se com desesperança e frustração, um peso nas costas; se com esperança e entusiasmo, você ganha asas. Segundo: utilize um tom realista para lidar com desejos, expectativas e até mesmo sonhos: saiba distinguir o que está ao seu alcance do que não está, e dirija sua força espetacular àquilo que está ao seu alcance. Àquilo que nos escapa das mãos, a esperança, a fé, a confiança na vida, em Deus, são a melhor alternativa.

Há mais: A vida é o que acontece e o que deixamos acontecer. Já sabemos bem: nem tudo depende de nós. Por isso, às vezes é válido um quê de realismo e maturidade -que todos nós temos- para identificar o que estamos carregando como expectativas, que já não nos serve de foco para progressos, e que pesa. Ou seja, precisamos saber renunciar àquilo que desejamos e que se mostra totalmente contraproducente. Esse é o território do desapego do desejo. É difícil, mas totalmente praticável. Você pergunta: "esse desejo que sinto frustrado e insatisfeito, é válido? Hei de me guiar por esse desejo ou ele se transformou em um lastro a pesar no meu coração?". Sim, pesa, você conclui. Então, desapegue-se e entregue ao Universo. Confie. Não, não pesa, é a sua resposta. Então, confie e dirija sua atenção ao que pode fazer e o restante, deixe para a esperança cuidar.

E a vida, amigos, é aquilo que acontece. Aprender a aceitar nos fortalece. Nos liberta da obrigação de ter tudo sob controle. É o que acontece e vamo-nos guiando como a um automóvel superequipado, desviando dos obstáculos, acelerando e desacelerando quando preciso, reconhecendo as ladeiras a subir, a descer, as curvas acentuadas, os tão importantes traços bem sinalizados de não ultrapassagem. Mas o mais importante: nos movermos, sempre. A parada estratégica ocorre em movimento. É a reflexão que se faz para escolher a melhor direção quando nos percebemos diante de um desdobramento de nossos caminhos, uma bifurcação. Mas sempre nos movemos, sempre. Jamais podemos parar. Assim, estaremos em sintonia com o Todo, que é movimento. O fluir da vida é um dinâmico movimento ao qual nos adaptamos ou tentamos resistir. A escolha mais sensata é seguir em harmonia com o fluxo.

Lembre-se de determinar, a cada novo dia seu propósito, sua motivação para aquele dia. Sinta a disposição de viver a vida que acontece e energia extra para realizar a vida que você faz acontecer. Lembre-se com entusiasmo de que seu dia carrega, nas entrelinhas, um sem fim de possibilidades. Seja um sábio aprendiz e mestre na vida: saiba aprender e se adaptar, viva a vida que acontece e realize a vida que toda a gente faz acontecer. Aprender e se adaptar atenua e até elimina sofrimentos. E sua mestria, você exerce usando sua sabedoria interior para fazer escolhas, tomar decisões, perceber quando é hora de se conduzir e quando é hora de se deixar conduzir. Se como eu, você acredita em vida futura, considere a decisão mais sensata aprender sobre a vida antes da morte, para depois aprender sobre a vida após a morte. Afinal é agora que tudo acontece. Um grande abraço e ótima semana.

Marcelo Hindi - Psicoterapeuta Holístico

Texto revisado
Consulte grátis
Mapa Astral   Tarot   horoscopo


Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 95

Sobre o Autor: Marcelo Hindi   
www.colegiomistico.com.br www.zerandokarma.com.br
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Você tem realmente esse tal Livre Arbítrio?
artigo Contrato com a morte
artigo Estesia
artigo A mudança deve ser interna

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.





horoscopo


auravide

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa