auravide auravide

11 sintomas mais comuns da depressão


Facebook   E-mail   Whatsapp

Quando percebemos que uma pessoa está triste, logo pensamos: “Ela está com depressão” ou "Está deprimida”. Nem sempre um estado de tristeza pode indicar depressão, mas não podemos desconsiderar a possibilidade. 
Tristeza e depressão não são sinônimos e temos vários sintomas além da tristeza que podem indicar a possibilidade de que um indivíduo esteja entrando em um estado depressivo.  Estes sintomas fazem parte do diagnóstico da depressão, contido no DSM V e pela OMS Organização Mundial da Saúde.

Abaixo relacionamos alguns dos mais comuns sintomas iniciais de um quadro depressivo e que, quando vários deles são percebidos e se mantêm por mais de 15 dias, pode indicar que trata-se de uma depressão.

Estes sintomas que vamos relatar, surgem em baixa intensidade, e por isso muitas vezes não são percebidos no início, pois são sentimentos comuns em nosso cotidiano. No entanto, quando pioram e mantêm-se constantes ao longo do tempo, podem indicar um quadro depressivo, causando sofrimento e incapacidade de trabalhar ou manter interações com outras pessoas.

Lembrando que todos estes sintomas são reações e estados emocionais que todos nós, mesmo que não tenhamos depressão, sentimos e vivenciamos ao longo da vida, porém, quando se mantêm intensos e constantes por mais que 15 dias, deve-se procurar um profissional da saúde para fazer o diagnóstico pois pode tratar-se de uma depressão.

É importante sempre ressaltar que a depressão é uma doença crônica que causa um enorme sofrimento ao indivíduo e também às pessoas com quem ele convive e que existe tratamento, por isso não é preciso viver com tamanho sofrimento.

Em outro artigo falo mais detalhadamente sobre o tratamento e papel da psicoterapia.

Voltando ao tema do artigo, relaciono abaixo alguns dos que considero os mais importantes sintomas que podem indicar depressão:

1. Vazio interior

A pessoa sente um vazio interior que reflete em sua aparência física. Outras pessoas percebem como sendo tristeza. Para a própria pessoa, é comum relacionar-se com a tristeza, mas o sentimento é mais próximo de um vazio interior. Assim, externamente a pessoa se mostra com um rosto triste, o corpo curvado, o andar lento, uma falta de ânimo, olhos caídos Na verdade seus pensamentos estão distantes e uma apatia geral toma conta da pessoa. A intensidade destes sintomas difere de uma categoria para outra de depressão, de acordo com o grau ou fase da doença. De um modo geral, a pessoa enxerga o mundo e todas as situações da vida com um olhar negativo e se culpa por tudo, acompanhado a isso um sentimento de inutilidade.

Esse negativismo por ser intenso e constante, é muito perigoso pois gera uma consciência distorcida da realidade, gerando um enorme sofrimento que, somado a falta de perspectiva, pode levar até mesmo a ideações suicidas É comum que a pessoa com transtorno depressivo se isole muitas vezes se trancando em seu quarto ou não querendo sair de casa.

2. Falta de vontade pela falta de prazer nas atividades que antes gostava de realizar

Um dos principais sintomas e que indica o início do quadro. Uma falta de interesse que começa leve e aumenta sua intensidade. E aqui vai mais uma vez o aviso que dei anteriormente: um ou vários destes sintomas precisam estar presentes pelo menos por 15 dias constantes para indicar um possível quadro depressivo.  
Uma das regras básicas para indicar se esse desânimo é depressão ou não é observar e analisar os acontecimentos da vida, procurando uma explicação para o fato.
Se ocorreu algum evento importante na vida da pessoa que possa explicar esse desânimo, como a perda de um ente querido, por exemplo. O desânimo pode não estar relacionado a um quadro depressivo, mas a um processo normal de luto, que todo ser humano vive.

3. Falta de energia e cansaço constante

Não ter vontade ou estar desanimado também pode ser devido à falta de energia que acompanha a depressão. É um dos sintomas clássicos e pode ter tamanho poder que faz com que a pessoa não tenha motivação em realizar as coisas mais simples e básicas como cuidar da higiene pessoal ou levantar da cama.

Doenças cardíacas ou alterações hormonais podem causar o cansaço, assim como várias outras doenças físicas. Por esta razão, é necessário fazer uma avaliação médica para afastar qualquer causa física. Depois então, procure um profissional de saúde mental: psicólogo ou psiquiatra.

4. Mau humor e Irritação

Tem-se a ideia de que a pessoa com depressão é aquela que fica parada, triste, sem energia, mas nem sempre é assim, a depressão pode se manifestar também como raiva e irritação.

O sentimento de culpa causado pela visão de mundo negativista que acompanha o estado depressivo, leva a um sofrimento interior que comumente se reflete em irritação e esta pode ser manifestada aos membros da família ou pessoas mais próximas com quem o indivíduo convive no dia a dia.


5. Dores no corpo

É comum também a pessoa acordar de manhã com o corpo todo dolorido como se tivesse feito exercícios físicos ( ou levado uma surra ) na noite anterior. Dores no corpo, dores de cabeça ou dores no peito também podem acompanhar um quadro depressivo. Dores ao acordar mostra a tensão emocional e psíquica que sendo de alta intensidade e se mantendo constante, interfere na qualidade do sono fazendo com que a pessoa não consiga recuperar as forças.

Pernas pesadas e queimação no estômago também podem ocorrer, além de dores nas costas, no peito e respiração forte, quando está associada a um quadro de ansiedade, o que é comum. Por outro lado, em alguns indivíduos, pode ocorrer a respiração curta, abrindo pouco os pulmões ou seja, inspirando muito pouco, o que nutre pouco o organismo com oxigênio.

6. Problemas de sono

Relacionados ao sono também pode ocorrer os dois extremos: tanto a falta de sono como o excesso dele. É muito comum o indivíduo com depressão sentir insônia alterando sua rotina normal de sono, algumas vezes dormindo muito tarde ou mesmo passando a noite toda em vigília.

No outro extremo, uma pessoa deprimida também pode sentir muito sono, dormindo mais do que o seu normal e ainda tendo cochilos durante o dia, por exemplo quando estiver assistindo TV.

Algumas vezes, esta falta de ordem com relação aos hábitos de sono, ocorre na mesma pessoa, ocorrendo as duas situações, ou seja, a falta e o excesso de sono. A pessoa dorme tarde e acorda tarde dormindo um total de 10 ou 12 horas, sentindo sono durante o dia, com falta de energia e no dia seguinte dorme cedo e acorda de madrugada sem sono. Em alguns casos, algumas pessoas com depressão sentem-se melhores durante a madrugada. Assim, passam o dia desanimadas, sem energia e quando vai chegando a noite, após as 18 ou 19 horas, começam a sentir-se ativas, principalmente após as 23hs em diante, sentindo-se bem por toda a madrugada.

A falta do sono regular também ocasiona outros sintomas como por exemplo a falta de concentração ou esquecimento, além, é claro, de intensificar a falta de energia e o cansaço.


7. Perda de apetite

Com relação ao apetite, também pode ocorrer os dois extremos: comer muito ou não sentir fome. Por esta razão, a alteração no peso é também comum entre as pessoas com depressão: ou engordam ou emagrecem rapidamente. Algumas pessoas podem sentir uma fome compulsiva, comer muito e até se arrepender depois, outras vezes não sentir fome alguma. Claro que uma coisa intensifica a outra e a falta de apetite também causa mais desânimo, falta de concentração de memória por falta de nutriente adequado às necessidades do corpo.

8. Falta de concentração

A concentração fica prejudicada, a pessoa fica desorganizada e a ansiedade que acompanha a depressão pode fazer com que não se consiga focar nas simples coisas da vida. Não consegue arrumar sua mesa ou seu quarto pois sua mente encontra-se desorganizada também. Pensamentos negativos e falta de perspectiva o acompanha o tempo todo, então não tem motivação para arrumar uma mesa ou em alguns casos escovar os dentes ou tomar banho.

Estes pensamentos negativos obsessivos tomam a mente da pessoa e acaba por esgotá-la mentalmente. Não é difícil entender que a falta de concentração afeta a memória de curto prazo ou memória operacional, que precisamos para fazer as coisas no momento. E com isso a pessoa passa a esquecer-se de coisas que acabou de fazer, sendo julgada como descuidada ou desleixada.

9. Pensamento negativos e de luto

Uma sensação de luto acompanha a pessoa com depressão constantemente. Mesmo que não tenha ocorrido nenhuma perda em sua vida, o sentimento a acompanha, sem uma causa. Como tem sua consciência do mundo alterada, enxergando tudo negativamente, sentindo como se a vida não fosse tão colorida como antes, tudo parece estar cinza e triste.. Tem a sensação de que perdeu algo ou que está ficando pra trás em relação às outras pessoas, que o seu tempo já passou,


10. Abuso drogas em geral  

Para afastar o sofrimento o indivíduo pode ter energia suficiente para buscar soluções e muitas vezes o faz através da busca por uso de drogas e álcool, o que só piora a situação.

Na ânsia por encontrar alguma alegria como antes, busca a artificialidade fugaz da droga e do álcool que como não resolve o problema pois quando o efeito de tais drogas passa, percebe-se que nada mudou, acaba por intensificar o uso das drogas, chegando a dependência química e psíquica. Em alguns até a overdose.

11. Lentidão

O transtorno depressivo, na maioria das vezes, interfere e altera o funcionamento mental de forma a fazer com que a pessoa se torne mais lenta, desde os pensamentos até os movimentos. Quando fazemos uma pergunta, ela demora para pensar e responder, parece estar “aérea”, além da lentidão ser percebida na sua voz.

Não é incomum também que a pessoa se mostre agitada, fruto da ansiedade interior que muitas vezes acompanha o quadro e pela força que faz em fugir do sofrimento e angústia interior, utilizando a raiva direcionada para fora. Outro sintoma são os movimentos repetitivos que acompanham este quadro ansioso na depressão e que faz com que a pessoa movimente as pernas ou as mãos repetidamente como um estado compulsivo.
Texto Revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 341


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

Conteúdo desenvolvido por: ROBERTO DANTAS   
Roberto Dantas é psicólogo CRP 06/148123 e atua em São Paulo Contatos com o autor: E-mail: psicoterapeuta@outlook.com.br - Whatsapp: 11 9 8330 3302
E-mail: psicoterapeuta@outlook.com.br | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também
© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2021 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa