auravide auravide

A doce vida no mundo paralelo

por Wilson Francisco

Publicado dia 3/7/2008 em Espiritualidade

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp


A vida é doce, eu acredito nisso. Por mais que a adversidade possa se apresentar em cada esquina, ao longo das avenidas e estradas do mundo, poderemos caminhar com alegria e leveza, colhendo as flores da amizade e dos encontros que realizamos em cada dia.

Recordo-me sempre, de quando fui a Alfenas em MG. Num trecho da estrada, vi ao lado um grande vale verdejante, perfumado e procurei encontrar a fonte daquele perfume que se irradiava para a atmosfera e encontrei um extraordinário Ipê Amarelo. Nem sei, na verdade, se a flor do Ipê tem perfume. Mas sei que esse encantamento que as árvores e plantas realizam na natureza faz com que se incendeie o meu coração e minha alma irradia perfume, o cheiro de amar e ser amado.

E agora, aqui tecendo essas palavras e acariciando essas lembranças, eu me recordo das palavras de uma internauta que muito colabora comigo, no Projeto Mutação. Wilson, será que existem doces no mundo paralelo?
Hum, só de pensar isso já fico aqui todo desejoso de sentir e quem sabe saborear essas iguarias no mundo espiritual.

Ela é uma mulher simples e decidida em sua vontade de servir à causa humanitária, entrega-se com alma, nas missões da Ronda da Compaixão e em suas viagens tem sempre encantadoras experiências.

Conta ela: “Eu sonhei que estava num hospital espiritual enorme que foi construído para receber almas em resgate. Fiquei pensativa, eram inúmeras alas, com leitos novinhos, quartos amplos, limpos e arejados e enfermeiros disponíveis para receber as pessoas. Usavam sapatos daqueles descartáveis para não se contaminarem e havia um líquido no chão. Mas não havia tristeza nem medo. E curiosamente, me chamaram para ajudar a preparar bolos de vários sabores para dar para os pacientes se alimentarem.... O que você acha disso? Você saberia me explicar porque tenho tanta afinidade com doces?

Outro dia novamente apareceu um doce na meditação. E sabe qual? Aquele de abóbora, em forma de coração. Nem é o meu predileto, mas apareceu perfeito, bonito, partindo-se ao meio e deixando ver aquela massa macia e brilhante. Aí, com minha pronta vontade de auxiliar, aproveitei para imaginar Jesus abençoando o doce, transmutando-o em algo nutritivo. Fico bastante tempo sentindo aquele cheiro delicioso”.

Eu me lembro dos tempos em que ia às quermesses, nas festas do interior, quando ainda menino eu me deliciava com os doces, com os pés de moleque e outros tantos. E essa imagem traz para o meu coração um encantamento sem igual. E penso que nada melhor que doces, para envolver com carinho essas almas que chegam cedo ou de repente do lado de lá. Será uma especialidade dessa amiga? Por certo que sim, afinal cada um está na vida para dar o de melhor que existe em seu coração e essa internauta, fascinada por doces, viaja pelo Universo espiritual com sua cesta de quitutes, alentando e encorajando as almas nesse novo tempo e espaço onde elas continuam suas existências.

Continua ela a narrativa: “eu estava realizando o processo lá no nosso grupo das terças-feiras e apareceram uns anjinhos, eles traziam pratinhos com pequeninos pedaços de bolo, que depois se tornavam maiores, com recheio de ameixa e ofereci a você, Wilson. Aí o cheiro se tornou forte. Era um cheiro muito agradável, até porque recheio de doce-de-leite com ameixa sempre foi o meu predileto. Eu nem queria sair do Portal da Mutação. Mas me diga, Wilson, não é chique a forma como os doces aparecem nos meus processos? Estão sempre se transformando em oferenda energizada pelos Seres de Luz!”.

Eu fico aqui pensando em como a vida é doce, até no mundo paralelo. E entendo que é chique sim, esta amiga passeando junto dos Seres de Luz, como diz ela.
É isso que ela tem no coração, talvez você que aí está, lendo estas minhas palavras, também tenha uma especialidade interessante, para oferecer aos corações dessas almas que estão em viagem pelo mundo paralelo, à procura de uma âncora.

O que será que você tem na sua cesta? Doces, umas histórias gostosas de se ouvir? Um convite para dar uma volta por aí, para observar as estrelas do céu? É, talvez o mundo paralelo, este tempo depois da morte, tão sobrenatural, tenebroso e que amedronta muitas criaturas pode não ser assim, tão estranho e feio.

Talvez faltem pessoas simples, anjos bons, que carreguem suas cestas de flores distribuindo perfume e atenção. Ou será que Deus não permite doces por lá?
Sim, minha amiga, há doces no mundo paralelo, porque em todo Universo há criaturas precisando de algo que possa adoçar e suavizar seus pensamentos. Leve, portanto, seus doces e quando eu estiver por lá não se esqueça de deixar uma paçoquinha, daquelas bem gostosas. Eu vou gostar e meu pai, que já deixou o corpo, com certeza vai adorar, porque aqui na Terra, ele consumia todas elas, uma por uma com um jeito tão gostoso, que dava água na boca.

Texto revisado por: Cris

Compartilhe

Facebook   E-mail   Whatsapp
  estamos online

Gostou deste Artigo?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 182

foto-autor
Sobre o Autor: Wilson Francisco   
Terapeuta Holístico. Desenvolve processo que faz a Leitura da Alma; Toque Quântico para dar qualidade à circulação e aos campos vibracionais; Purificação do Tronco Familiar e Cura de Antepassados para Resgatar, Atualizar e Realizar o Ser Divino que há em você. Agendar pelo WhatsApp 011 - 959224182 ou pelo email [email protected]
E-mail: [email protected]
Visite o Site do autor e leia mais artigos.


Veja também
artigo Não se trata do que eu devo nem do que eu quero...
artigo Infeliz
artigo O sagrado
artigo Tenha uma vida afetiva abundante

© Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.


auravide

 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2020 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa