auravide auravide

A fé


Facebook   E-mail   Whatsapp

Os séculos de obscuridade e prepotência à “fé cega” soma-se às graves transformações que ora se verifica no comportamento humano, embora as exuberantes conquistas da inteligência pareçam haver solucionado alguns volumosos problemas da vida.

Como decorrência, talvez, das aquisições tecnológicas dos últimos tempos, a descrença logo se manifesta com consequências suspeitas, merecendo tratamento ético da fé preventiva, capaz de estancar a onda avassaladora e ousada que se alastra. Estes dominadores da mente são incapazes de estimular as conquistas da razão pelo receio de perderem a supremacia do controle, que sustentam os acirrados princípios ilegítimos e religiosos, que vendem palavras, pois acreditam ser mais eficiente produzir o temor, do que cultivar a liberdade e o amor.

São inconscientes e confusos quanto às verdades que ensinam, por serem destituídos de fé, que legitima os dogmas que aplicam, determina receios, pois supunham que a vida prosseguiria sob sua tutela, ditando o conhecimento do desconhecido mundo interior e espiritual como mentiras virando verdades.

Dessa forma, não podem idealizar que Deus, em momentos oportunos, envia ao planeta os seus emissários, a fim de libertá-la do assédio arbitrário da ignorância dominante. Compreensivo, então, em prolongar indefinidamente a vigilância sobre a absurda desordem da inteligência humana. “Quando nos apercebermos dos graves erros, voltaremos brilhando como a luz da razão e da lógica, realizando o verdadeiro estudo das verdades do misterioso do Universo”.

Para evolução do ser humano tudo foi concedido, devendo revelar-se todas as expressões da vida no planeta e além dele. Porém, os dogmas que criaram com visões grandiosas para realidade universal acabaram criando mais uma barreira para chegar a Deus. O desprezo à Fé, antes de significar preciosa conquista da inteligência que se supõe superdotada, revela pobreza de percepção, como riqueza da vã cultura, que não enxuga as lágrimas do coração, nem acalma as inquietações que somente a fé consegue adocicar e serenar o espírito. Não se imporá um novo modo de crer antes de tentar a correta vivência da crença estruturada, colocando a fé e o amor ao próximo em primeiro lugar.

Após a experiência da fé, o ser humano se livra dos vícios e sem limites dos preconceitos e das imposições dissolventes da hipocrisia, da petulância. Reconhece a própria fragilidade, aspirando à força grandiosa do progresso e da sabedoria, que o engrandece. A fé dá-lhe a exuberância do amor e o poder de retificar as imposições penosas, libertando-o dos tormentos de qualquer procedência, a fim de fazê-lo feliz.

Confirmando as legítimas consequências da fé, as modernas experiências da investigação paranormal já estão encontrando a prova do poder do pensamento. No universo astral fica documentada a fé da vida do espírito, reencarnado ou não, encorajando a possuir a fé mais profunda e colhendo resultados expressivos, na escalada em direção a Deus.

O desejo à felicidade do próximo, a fé em si mesmo, em sua crença em Deus, nos dará a esperança e a aceitação das diretrizes do amor consolador do espírito e da verdade, reformulando, felicitando o planeta, quando então, cresceremos em um só Deus, para nos tornar os legítimos herdeiros do planeta, que muito podemos realizar pela natureza e para a felicidade eterna do espírito.

Nem guerra, nem dor; nem maldição, nem ódio a tudo da criação Divina de Deus.

A fé guiará todos nós e, cada um se encontrando consigo mesmo, “herdaremos o planeta em definitivo, transformando-a em paraíso”

Na minha fé, a confiança me leva para a liberdade;
Na minha fé, a confiança me leva a doar-me;
Na minha fé, a confiança me traz equilíbrio;
Na minha fé, a confiança me leva para a certeza;
Na minha fé, a confiança me leva a sonhar;
Na minha fé, a confiança me leva a esperar;
Na minha fé, a confiança supera a dor;
Na minha fé, a confiança vence a tristeza;
Na minha fé, a confiança me faz alegre;
Na minha fé, a confiança me leva ao amor;
Na minha fé, a confiança me faz presente;
Na minha fé, a confiança me leva a Deus.

BNN
Texto Revisado
 

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 11


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Bernardino Nilton Nascimento   
"Não seja um investigador de defeitos, seja um descobridor de virtudes"./ "Quando a ansiedade assume a frente, as soluções vão para o final da fila"./ "Quando os ventos do Universo resolve soprar a favor, até os erros dão certo". BNN
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa