auravide auravide

A sabedoria que carregamos em nós


Facebook   E-mail   Whatsapp

Toda nossa trajetória de vida deve acontecer a partir de dentro de nós, que é onde encontraremos tudo o que precisamos e onde estão todas as nossas verdades - desde a mais negativa e destrutiva, até a mais iluminada e divina. Em conexão com nosso coração, somos capazes de trilhar o Caminho com sabedoria e discernimento.

Quando resolvemos dar um basta nas dolorosas condições de nossa vida, buscando mudanças verdadeiras, muitas vezes buscamos ajuda em terapias ou em outros recursos externos, pois sozinhos - no início -, não é fácil descobrirmos e retirarmos os véus (mais superficiais) das ilusões criadas pelo ego. A ajuda externa é adequada para o despertar de nossa consciência e para a fase de transição, onde passamos por "crises" e sensação de desordem e desolação que a desconstrução de ilusões promove, o que nos torna frágeis e vulneráveis. Precisamos também de apoio para a fase inicial das mudanças, que são sutis, mas poderosas; para quando começamos a tocar o novo solo; e para que tenhamos coragem e discernimento para firmarmo-nos no novo solo, sustentando essa conquista, dando os primeiros passos e lidando com as muitas dúvidas que se levantarão, provenientes do ego tentando nos convencer de que é perigoso e não vale a pena ingressar no desconhecido. Muitas vezes, já tocando o novo solo, nos assustamos com o novo e vacilamos, nos desequilibrando, nos sentimos perdidos, pensamos em desistir, recuamos; enfim, até que consigamos nos estabelecer no novo solo, antes mesmo de avançarmos, adentrando-o mais profundamente, precisamos sim de ajuda e isto é saudável, desde que não haja dependência.

Este processo de retirada dos véus da ilusão, despertar e conhecimento de nossas verdades internas, transição, tocar e dar os primeiros passos no novo solo, é a base de todos os nossos processos de vida em si. Assim, tudo o que vivemos e aprendemos durante o processo, servirá como aprendizado para que possamos prosseguir sozinhos, na estrada da automaestria.

Quando conseguimos chegar ao novo solo, rumo a novas conquistas, aceitando novos desafios, começamos finalmente a compreender que não precisamos mais de nada que venha de fora, pois começamos a acessar, facilmente, nossa sabedoria interior. Mas esta sabedoria interior precisa ser estimulada e desenvolvida, pois ficou tanto tempo adormecida em nós, que praticamente "atrofiou". Para que ela possa despertar, aflorar e se desenvolver, precisaremos "ligar nosso observador interior" para que possamos perceber, que diante de cada situação, temos sempre a sensação de que sabemos o que fazer e, ainda, diante de desafios que nos estimulam a avançar em nossa exposição para o mundo, começamos a perceber que "sabemos de coisas" que se mostram muito sutilmente, temos alguns vislumbres e sensações de que há uma sabedoria infinita em nosso ser, mas não conseguimos defini-la nem "pegá-la", é como aquela sensação de que "está na ponta da língua", mas "deu um branco". É a sensação de que sabemos de coisas divinas, que sabemos o que fazer com nossa vida, de que conhecemos o plano divino que foi traçado por nosso espírito, que contemos todo o conhecimento necessário para realizarmos nosso propósito de vida. Mas o que é mais gratificante, é que começamos a sentir, com todo o nosso ser, que somos de verdade centelhas divinas, que somos tão somente a Manifestação e a Vontade de Deus, cumprindo nossa parte dentro do Plano Maior.

Num primeiro momento, nos bastará termos sentido estas sensações divinas que nos mostram que somos Deus e que é possível, sim, ultrapassarmos as barreiras do ego e do medo e irmos além. Isto significa aceitação das dificuldades, com fé nas possibilidades que nosso coração está manifestando. Com isto, nos colocaremos em conexão com nossa alma e a deixaremos nos conduzir. Com certeza, ela nos guiará aos caminhos mais adequados para que possamos ir despertando nossos potenciais, poderes e toda a sabedoria que carregamos em nosso ser. A partir disto, a sincronicidade se manifestará, fazendo com que os "instrumentos" - textos, livros, cursos, filmes, encontros, pessoas, lugares -, adequados ao despertar de nossa sabedoria interior, "venham a nós". Cada "instrumento" terá um efeito de "cliques nos arquivos" que deveremos acessar em nós, para que possamos "baixar nossos programas pré-estabelecidos e pré-formatados por nosso espírito".

Tudo começa a acontecer mais facilmente, uma coisa levará a outra e perceberemos que não precisaremos mais nos demorarmos em estudos profundos nos variados temas, pois apenas algumas páginas ou vivências serão suficientes para que os "arquivos carregados de conhecimento" se manifestem naturalmente. Espontaneamente sentiremos jorrar de dentro de nós, todo o conhecimento que precisamos, em alguma leitura, por exemplo, poderemos ler algumas linhas apenas e, imediatamente, percebemos que tudo se "abriu", sentiremos uma intensa sensação de expansão de nossa consciência, sentiremos como se houvesse um portal se abrindo à nossa frente e, naturalmente, o adentraremos. Então, uma voz interior nos diz: eu já sei isso tudo, isto está em mim... não preciso mais buscar fora, basta apenas que eu deseje ir além e me abra para que naturalmente todo o conhecimento e sabedoria que necessito venham a mim, na medida em que eu já estiver pronto para utilizá-lo com discernimento e sabedoria.

Este é o ponto natural em que nos tornamos nosso Mestre e seremos, então, capazes de deixar o exemplo e até mesmo orientar aqueles que estiverem dispostos a descobrirem esses caminhos. Sentiremos que "somos sabedoria e conhecimento", que "somos informação", e Informação é Luz. Bastará apenas manifestarmos a partir de nosso coração, uma luz divina, na direção de todos, com a intenção de que essa luz emanada possa manifestar a sabedoria e o conhecimento do livro da vida que há em nós. Essa luz/informação tocará o coração dos outros que, ao serem tocados, poderão ser conduzidos a um lapso de sensação de que "sabem tudo o que precisam" e essa fagulha divina poderá ser o início de seu processo de abertura para a vida e, para os mais avançados, que não estão conseguindo se superar para irem além, ao serem tocados pela nossa luz/informação poderão, instantaneamente, acessarem seus "arquivos ocultos" e logo estarão "baixando seus planos divinos", para que prossigam.

Quando chegamos a este ponto, tornamo-nos responsáveis por oferecermos a luz/informação através da vibração de nosso coração ou de outros meios mais específicos. O que se espera é que o receptor acolha a luz/informação e faça sua parte...

Texto revisado

Gostou?    Sim    Não   

starstarstarstarstar Avaliação: 5 | Votos: 200


estamos online   Facebook   E-mail   Whatsapp

foto-autor
Conteúdo desenvolvido por: Teresa Cristina Pascotto   
Atuo a partir de meus dons naturais, sou sensitiva, possuo uma capacidade de percepção extrassensorial transcendente. Desenvolvi a Terapia Transcendente, que objetiva conduzir à Cura Real. Atuo em níveis profundos do inconsciente e nas realidades paralelas em inúmeras dimensôes. Acesso as multidimensionalidades Estelares. Trago Verdades Sagradas.
E-mail: [email protected] | Mais artigos.

Saiba mais sobre você!
Descubra sobre Espiritualidade clicando aqui.

Veja também © Copyright - Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução dos textos aqui contidos sem a prévia autorização dos autores.




publicidade










Receba o SomosTodosUM
em primeira mão!
 
 
Ao se cadastrar, você receberá sempre em primeira mão, o mais variado conteúdo de Autoconhecimento, Astrologia, Numerologia, Horóscopo, e muito mais...


 

Voltar ao Topo

Siga-nos


Somos Todos UM no Smartphone
Google Play


© Copyright 2000-2022 SomosTodosUM - O SEU SITE DE AUTOCONHECIMENTO. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade - Site Parceiro do UOL Universa